Mapa da balada - Goiânia


Todo mundo espera alguma coisa de um sábado à noite. No caso dos baladeiros, a noite pode ser de quinta, sexta, domingo ou de qualquer outro dia da semana. O importante mesmo é se acabar de tanto dançar nas pistas de boates e casas noturnas da cidade. Apesar do abre e fecha típico do mercado do entretenimento noturno goianiense, tem opções para todos os gostos.

Para dar uma mãozinha na hora de escolher o destino, O POPULAR preparou um guia dividido pelos gêneros musicais predominantes em cada ambiente. Isso não significa que o ecletismo de estilos não tenha seu espaço. Durante a semana algumas casas até apostam em noites temáticas, mas a ordem ainda é misturar todos os público e sons para ver no que vai dar. A dica é dançar muito e curtir as diferenças. Conheça abaixo o perfil de alguns clubes noturnos de Goiânia.


Para dançar sertanejo

Local: Villa Mix

End.: Av. 136, nº 960, Térreo, Edifício Executive Tower, Setor Sul

Telefone: 3954-6633

Ingresso: R$ 30 (feminino) e R$ 50 (masculino), mas o valor varia de

acordo com a lotação da casa.

Dar de cara com um dos artistas sertanejos favoritos virou chamariz para o público da Villa Mix, que tem como um dos proprietários a dupla Jorge e Mateus. A casa, inaugurada em 2012, reforçou em Goiânia a onda de baladas sertanejas chiques. Por lá, fivelas e chapéus ficam do lado de fora. Patricinhas e mauricinhos se rendem às melodias românticas das duplas e dançam (e cantam a plenos pulmões) os sucessos do sertanejo universitário. O nome da casa também é utilizado em um festival sertanejo, que nasceu em Goiânia, mas se espalhou pelo País. Bom gosto e requinte não faltam à detalhada decoração da casa que tem capacidade para 700 pessoas. Hoje, a partir das 22 horas, a Villa Mix será sede do lançamento oficial da 20ª edição da Festa da Fantasia. A dupla Lucas e Diogo animam a balada.

Local: Santafé Hall

End.: Av. 136, nº. 222, Setor Marista

Telefone: 3945-7980
Ingresso: Ingresso: R$ 40 (feminino) e R$ 70 (masculino). Valores válidos até meia noite. Com nome na lista, homens pagam R$ 40 e mulheres têm entrada franca.

A boate completou em fevereiro um ano de endereço novo no Setor Marista. Ao todo, os sócios Anderson Barbosa, Luciano Sassinhora, Uelton dos Reis e Lourival Arantes investiram R$ 4 milhões na construção da nova Santafé Hall, que tem capacidade para mil pessoas por noite. O sertanejo universitário domina a programação, mas a casa abre espaços para outros estilos musicais. Normalmente, a programação da noite é com shows ao vivo de duplas sertanejas e apresentações de DJs. Um diferencial da Santafé são os camarotes, que têm capacidade para 12, 15 e 20 pessoas que podem curtir a balada com conforto, privacidade e vista privilegiada da pista. Hoje, a partir das 22 horas, haverá show da dupla Gabriel e Rafael.

Local: Wood’s Goiânia

End.: Av. T 10, n° 277, Setor Bueno

Telefone: 3541-4095

Ingresso: Ingresso: R$ 30 (feminino) e R$ 50 (masculino), mas o valor varia de acordo com a lotação da casa.

Com 18 casas pelo País, a Wood’s foi inaugurada no ano passado em Goiânia e já provou seu prestígio na festa de lançamento, que reuniu convidados vips como os cantores Marrone, da dupla com Bruno, e Cristiano Araújo, que é um dos sócios da filial goiana. A linha é o sertanejo premium, pensado em quem pode gastar um pouco a mais, mas exige conforto e mimos na hora da balada. O grupo é paranaense, mas espalhou o jeito Wood’s de atendimento por todo Brasil. A casa começa a encher por volta das 23 horas e segue o padrão das outras unidades da rede, que tem camarote na parte de cima com mesas e espaços fechados e a pista embaixo. As atrações de hoje são o cantor Léo Moreira, Paulo Vitor e Filipe na festa Le Cirque.

Para dançar pop e eletro

Local: Disel

End.: Rua 5, nº 1.169, Setor Oeste

Telefone: 3215-2307

Ingresso: R$ 20 (pista) e R$ 55 (camarote open bar). Preços sujeito à alteração.

Assumidamente gay, a boate Disel tem nas divas pop uma grande fonte de inspiração para suas noites dançantes. Considerada uma das melhores boates do gênero do Centro-Oeste, a Disel é palco constante de performances artísticas e de shows. Em 1,1 mil m², divididos em salões panorâmicos, camarotes-lounge, ampla pista de dança com pé direito de 6 metros de altura do piso, são realizadas festas temáticas que fervem até o amanhecer. Para os fãs da casa, que está em atividade há 11 anos, a notícia triste é que ela vai fechar. A última festa será no dia 28 de março e a promessa é de 12 horas de agito. A boa notícia é que uma nova Disel está sendo construída, no Setor Bueno, com a promessa de mais conforto, segurança e qualidade de som e iluminação.

Local: Roxy Goiânia

End.: Rua 25B, nº 39, Setor Oeste

Telefone: 8138-0008
Ingresso: Ingresso: R$ 15 (mulher tem entrada franca até 1h). Preço sujeito à alteração.

O mais bacana da Roxy, inaugurada em setembro de 2014, é que, além de dançar, o público pode cantar. Nas noites de quarta-feira, a casa abre para karaokê, onde todos os ritmos são permitidos. Os mais desinibidos dão show no palco. Nas outras noites, o cardápio musical vai do pop, passando pela música eletrônica, até chegar ao funk e ao hip hop. A casa tem sua decoração inspirada nos inferninhos nova-iorquinos do final dos anos 1970. Televisões e câmeras vintage estão espalhadas pela casa, além de duas barras de pole dance na pista. Diversos sofás, disco balls e 11 aparelhos de ar-condicionado (até nos banheiros) completam o conforto do lugar. Hoje, a atração é a festa Shake That Beat, com os DJs David Barbosa, Junior Faria, Gustavo Gualberto e Alan Honorato.

Local: Clube Music

End.: Rua 86, nº 464, Setor Sul
Telefone: 3928-6652
Ingresso: R$ 25 (com nome na lista pelo site www.clubemusic.com.br) e R$ 30 (após 1h) ou R$ 60 (consumação)

Uma das caçulas da noite goiana – tem apenas 9 meses –, a Clube Music tem a proposta de ser um espaço de convivência democrático e sem barreiras. Do alto, em uma cabine, as principais atrações da noite comandam a música que agita a pista. Na quinta-feira, a casa recebe a festa Don’t Tape, que leva ao público uma pegada underground, fora do mainstream e aberta ao movimento neodrag. No som: música alternativa misturada ao pop, hip hop e trap. Toda sexta-feira, rola a festa Bubbblegum, que insere o clube no mundo de cores e diversão. Projeções coloridas e o melhor do pop a noite inteira. Já o projeto BASH! Vidigal. agita as noites de sábado com hip hop e funk. O projeto arquitetônico do Music foi concebido e realizado pelo escritório de arquitetura Leão Arrais. A fachada brutalista, toda em concreto, dá uma ideia da proposta da balada. Hoje, a casa recebe pocket-show do Sapabonde, divertido grupo de funk formado por jovens lésbicas de Brasília que virou fenômeno.

Para dançar rock

Local: El Club

End.: Rua 115, Setor Sul, Setor Sul

Telefone: 3092-4624

Ingresso: R$ 20 (com nome na lista) ou R$ 60 (consumação). Sem nome na lista, R$ 30 (entrada) ou R$ 80 (consumação). Lista válida até 2h.

O El Club é rock, mas também é eletrônico, indie, hip hop e pop. A casa, que entra no seu quarto ano de atividade, é a queridinha do público do circuito underground. Com festas diferentes a cada dia da semana, e 10 selos alternantes, toda programação é pensada na música que o público quer ouvir. O prestígio é tanto que o El Club foi escolhido como o primeiro do País a receber a festa oficial de lançamento do CD Rebel Heart, de Madonna no Brasil. A capacidade é para 350 pessoas. Hoje, a atração é a festa Mafuá com os DJs Outsider, Marcos Queyroz, Leiloca Pantoja e Gabb Gorghetti.


Local: Metrópolis Pub

End.: Rua 83, nº 372, Setor Sul

Ingresso: R$ 20 (preço para compra antecipada)

O Metrópolis nasceu mais underground impossível. Pouca gente lembra, mas a ventilação na pista já foi feita apenas com grandes ventiladores. O forte calor na pista não desanimava o público. O sobrenome era Retrô, pois a proposta era fazer um clima nostálgico num ambiente informal e animado pelo rock. Após algumas reformas, o espaço trouxe mais conforto, mas o espírito continua rock’n’rol. Artistas locais, nacionais e internacionais já passaram pela casa, que tem uma ótima carta de drinques. A decoração lembra os pubs da Rua Augusta, em São Paulo. Hoje, a atração é a banda mineira Monkey Wrench, que faz um tributo ao Foo Fighters. Amanhã, os fãs de Madonna têm encontro marcado na festa temática Metras Pop – Especial Madonna.

Local: Diablo Pub

End.: Rua 91, nº 632, Setor Sul
Telefone: 8291-0333

Ingresso: R$ 45 (compra antecipada)

Quando foi inaugurada, a casa reunia um público mais underground fã de rock (que ainda é presença nas noites de quinta e sábado). Em sua história, ela passou por diversas reformas e acabou atraindo um público mais amplo. Fundada em 2012 pelos empresários Cristiano Prado e Marlos Miyagi, o Japão, o Diablo também ganhou fama pelo cardápio de cervejas e drinques com nomes divertidos como Xixi de Macaco e Jackdevil. São dois bares na casa, um perto da pista e outro na área externa. Para celebrar o aniversário da casa, hoje tem show do Tropkillaz, com participação do Cachorro Magro, e amanhã da banda Ratos de Porão.

Aqui também se agita

Carlota Música e Dança
Av. C-17, nº 17, Setor Sudoeste. Telefone: 3941-7343

Bolshoi Pub
Av. T-2, esquina com T-53, Setor Bueno. Telefone: 3241-0731

Rodeo Rock Bar
Rua 146, qd. 53, lt. 16, Setor Marista. Telefone: 3954-0466

Villa Marista
Rua 140, nº 384, Setor Marista. Telefone: 3642-4728

Set Club
Rua 137, nº 298, Setor Marista. Telefone: 3922-5479

The Pub
Rua 52, nº 219, Jardim Goiás. Telefone: 3281-4308

Loop Studio
Av. José Rodrigues de Morais Neto, nº 868, Parque Amazônia. Telefone: 3248-3152

Soul Pub
Rua 146, nº 338, Setor Marista. Telefone: 3281-9147

Taberna Music Pub
Av. Laudelino Gomes, nº 226, Setor Bela Vista. Telefone: 9692-0505

Lyquid
Rua 139, nº 177, Setor Marista. Telefone: 3941-6131

Fonte: Jornal O Popular