25 de março de 2017

Para Iris, sem aumento da passagem não é possível exigir melhorias no transporte coletivo


O prefeito Iris Rezende (PMDB) falou a respeito do possível aumento no preço da passagem do transporte coletivo na grande Goiânia, que atualmente é de R$ 3,70. Segundo ele, o reajuste é necessário para que a prefeitura possa exigir melhorias no serviço prestado pelas empresas.

“Eu determinei que se estude o que estabelece o contrato. A CMTC com a Câmara Deliberativa estão debruçados sobre isso. Nós vamos exigir, foi uma proposta minha ainda de candidato, consertar o transporte coletivo da grande Goiânia, mas não temos autoridade para exigir hoje se não cumprirmos com a nossa parte que é o reajuste de passagem que, há dois anos, o sistema não reajustou”, pondera.

O prefeito deu a declaração durante encontro em comemoração ao Dia Mundial da Água, realizado na manhã desta quinta-feira (23) no Jardim Botânico, no Setor Pedro Ludovico, com a presença do presidente da Faculdade Alfredo Nasser, Professor Alcides Ribeiro.

Na ocasião, Iris vistoriou ações e projetos desenvolvidos no parque por meio de um temo de cooperação técnica entre a prefeitura e a instituição de ensino, que prevê a implantação de equipamentos voltados à visitação pública, além da preservação e conservação da fauna e flora.

Ainda sobre o aumento da passagem de ônibus, Iris destacou o que pode ser feito por parte da prefeitura para a melhoria do serviço na região metropolitana e explicou o que pode ser exigido das empresas.

“A primeira coisa é colocar ônibus suficiente e novos, respeitar a população. Da nossa parte cabe também procurar melhorar o trânsito para facilitar o tráfego dos ônibus. A gente tem que agir. Cabe ao administrador tomar atitude. Governo estadual, prefeitura de Goiânia e as que integram o sistema metropolitano. Vamos convocar também o Ministério Público para avaliar conosco os estudos que foram feitos e o que estaríamos dispostos a fazer”, esclarece.

Fonte: Portal 730