1 de setembro de 2016

Jardim Botânico terá ciclofaixa permanente


Nova etapa do projeto cicloviário da Prefeitura de Goiânia está em fase de implantação ao longo do parque e vai ampliar a rede cicloviária de Goiânia

A Prefeitura de Goiânia está implantando uma nova ciclofaixa ao longo do parque ambiental Jardim Botânico. Em fase de obras, a rota vai garantir um espaço seguro para a circulação dos ciclistas todos os dias da semana por 24 horas por dia. Com a implantação da ciclofaixa, o trânsito na região está sendo readequado e, a partir do dia 11, o entorno do parque terá circulação em mão única, acompanhando o sentido da ciclofaixa.

A nova ciclofaixa vai ampliar o roteiro de integração entre os parques de Goiânia. Os ciclistas poderão percorrer de forma segura os trechos entre os parques Vaca Brava, Areião, Lago das Rosas, Jardim Botânico e Parque Flamboyant, que será o próximo a receber uma ciclofaixa.

Além disso, a nova ciclofaixa também aumentará a zona integrada dos trechos cicloviários aos terminais de ônibus – Bíblia, Isidória e Bandeiras, pelas ciclovias dos corredores Universitários e T-7 e as ciclorrotas ligando a T-7 à T-63 e, finalmente, a ligação entre a T-63 ao Jardim Botânico.

As obras da ciclofaixa estão sendo executadas pela Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) e as secretarias municipais de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT), Infraestrutura (Seinfra) e Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg).

O diretor técnico da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), Sávio Afonso, explica que os projetos dos trechos cicloviários foram construídos pelos técnicos da Prefeitura em conjunto com cicloativistas, urbanistas e arquitetos da cidade. “As ligações viárias prezam os pólos geradores de demandas de circulação, como comércio, unidades educacionais, pontos culturais e os terminais de ônibus”, disse. 

Lourdes Souza, da diretoria de transportes da Secretaria Municipal de Jornalismo (Secom)

Foto 2: François Calil