7 de agosto de 2016

Juiz acata pedido do MP-GO e suspende inauguração do Estádio Olímpico; Agetop nega ter sido notificada


Magistrado aceitou ação da promotora Fabiana Zamalloa. Decisão proíbe abertura até troca de assentos; Agetop diz não ter sido notificada.

A novela Estádio Olímpico teve mais um capítulo na manhã desta sexta-feira, 5. Por meio de seu twitter oficial, o Ministério Público de Goiás  (MP-GO), informou que o juiz Ricardo Prata, da 2ª Vara da Fazenda Pública Estadual, acatou o pedido do órgão e suspendeu a inauguração da praça esportiva.
A suspensão terá efeito até que o Governo do Estado substitua as cadeiras amarelas e alaranjadas por outros assentos de cor azul ou branca. A Justiça determinou multa de R$ 70 mil em caso de descumprimento da decisão do magistrado.

Na peça, o juiz justificou o acatamento ponderando que “fica claramente demonstrada  que as cores utilizadas rememoram as cores do PSDB”. O magistrado também argumentou que “A aparente mensagem subliminar que as cores utilizadas transmitem associam a imagem da administração estadual à do partido do governador (PSDB) e, consequentemente, ao próprio governador”.

Longa história

As obras do Centro de Excelência começaram há 10 anos. Inicialmente, o governo marcou a abertura do Estádio Olimpíco para o dia 25 de julho. No entanto, o evento de inauguração foi adiado.

No dia 18 de julho, a promotora Fabiana Zamalloa acionou a Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) e o Estado por conta das cores das cadeiras do estádio e pediu a suspensão da cerimônia inaugural.

Na última semana, o governo de Goiás anunciou a abertura do Olímpico para a próxima segunda-feira, dia 8. Contudo, a decisão judicial protelou mais uma vez o retorno do Estádio Olímpico.

Resposta da Agetop

A Agência Goiana de Transportes e Obras divulgou nota, onde afirma que não foi notificada pelo MP-GO e, por isso, a inauguração do estádio Olímpico segue marcada e acontecerá na segunda-feira, dia 8 de agosto.

Confira a nota divulgada pela Agetop:

"A Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) não foi notificada da decisão do juiz Ricardo Prata, da 2ª Vara da Fazenda Pública Estadual. Portanto, desconhecemos o seu teor. Assim que o órgão for notificado, a Agetop tomará todas as providências jurídicas possíveis e necessárias.

Informamos que a inauguração do Centro de Excelência do Esporte está mantida, para a mesma data e horário previamente agendados".

Fonte: Portal 730