25 de junho de 2016

Marconi entrega primeiro Credeq


Tudo pronto - Complexo do Credeq em Aparecida de Goiânia é inaugurado hoje após três anos de obras

Após três anos em obra, será inaugurado hoje, em Aparecida de Goiânia, o Centro de Recuperação de Dependentes Químicos (Credeq) Jamil Issy. O Credeq iniciará as atividades com um terço da capacidade e vai atender, a partir de amanhã, homens que esgotaram, sem sucesso, diversas tentativas de se livrar do vício em álcool e outras drogas. O atendimento ocorrerá apenas via sistema regulador.

“O Credeq é a última instância. É para o paciente que faz acompanhamento no Centro de Atenção Psicossocial (Caps), mas está tendo problemas, resistência ao tratamento, é reincidente, rompeu os laços com a família ou está em exclusão social”, diz o superintendente executivo da SES, Halim Antonio Girade.

Quando estiver operando com 100% da capacidade, o Credeq terá 96 leitos. O secretário estadual de Saúde, Leonardo Vilela, diz que os leitos estarão todos ocupados até o final do ano. “A unidade está sendo inaugurada com tudo pronto e esse aumento gradativo vai se dar em função desse entrosamento da equipe, da familiarização do trabalho.

Nesta primeira etapa, iniciará os trabalhos apenas com a ala masculina adulta. São 30 leitos, sendo 6 para desintoxicação e 24 para internação. Na implantação das etapas seguintes, o projeto prevê o atendimento de mulheres, adolescentes e crianças.

“Apenas homens adultos poderão ser encaminhados para a unidade nesta etapa inicial”, explica a gerente saúde mental da SES, Nathália dos Santos Silva

O atendimento no Credeq se dará de forma regulada. Isso quer dizer que quem bater na porta de forma espontânea não será atendido. “Só atenderemos pessoas enviadas pelos centros especializados em álcool e drogas (CAPs-AD), via Central de Regulação Estadual”, frisa Nathália.

A gerente de saúde mental explica que usuários e dependentes químicos com surtos psicóticos não serão encaminhados para o local. Nesse caso, o destino será um hospital de urgência e emergência.

Atenção psicossocial

Para Nathália, o Credeq poderá provocar a implantação da rede de atenção psicossocial nos municípios, o que a gerente vê como positivo. “O uso problemático de droga evidencia um problema maior na vida da pessoa, que pode ser social, psicológico, familiar e até mesmo econômico. Uma unidade, sozinha, não dá conta de dar respostas eficientes à complexidade da questão.”

A unidade em Aparecida de Goiânia é a primeira das cinco prometidas pelo governo de Goiás. O Credeq fica na Avenida Copacabana, sem número, Setor Expansul, em Aparecida de Goiânia.