25 de junho de 2016

Detran orienta exame toxicológico para CNHs


O exame toxicológico é pré-requisito para a renovação ou mudança de categoria para CNHs C, D e E. Todos os condutores terão que fazer o teste comprovando que não fez uso de drogas nos últimos três meses. O exame é previsto no artigo 148 do Código de Trânsito Brasileiro, que entrou em vigor no dia 2 de março. Em Goiás, o prazo foi estendido por força de liminar que questionou a falta de laboratórios credenciados em quantidade suficiente para atender a demanda. Agora, com a revogação da liminar, o Departamento de Trânsito de Goiás também exige o exame.

O Detran orienta que o exame deve ser feito antes de solicitar a renovação ou mudança da CNH. O laudo deve ser apresentado no momento do exame médico no Detran. O condutor terá que procurar a clínica de sua preferência para fazer o exame. Caso o candidato não apresente o laudo, não poderá renovar ou obter a CNH categorias C, D e E independente de exercer ou não atividade remunerada. O candidato reprovado no exame toxicológico, segundo o CTB, tem o direito de dirigir suspenso pelo período de três meses. O resultado do exame só será apresentado ao interessado e não pode ser usado para outros fins.

O exame toxicológico deve identificar o uso de substâncias psicoativas no organismo do motorista. A análise clínica pode ser realizada pelo fio de cabelo ou pelas unhas para detectar diversos tipos de drogas e seus derivados, como cocaína (crack e merla), maconha e derivados, morfina, heroína, ecstasy (MDMA e MDA), ópio, codeína, anfetamina (Rebite) e metanfetamina (Rebite). Os laboratórios demoram, em média 12 dias, para entregar o resultado.

Clínicas credenciadas junto ao Denatran
Laboratório Contraprova
Laboratório Latet
Maxilabor
Psychmedics Exames Tóxicológicos
Laboratório Morales
Laboratório Chromathox

Confira o valor no Laboratório Conceito no Centro de Aparecida de Goiânia
Telefone: (62) 3952-1040
Endereço: Av. das Nações - St. Central, Aparecida de Goiânia - GO

Fonte: Goiás Agora