16 de maio de 2016

Atraso em repasses para OSs soma R$ 160 milhões, diz Saúde


Secretaria responsabiliza crise nacional, mas garante que disponibiliza recursos para que hospitais mantenham qualidade no atendimento

A Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES) deixou de repassar cerca de R$ 160 milhões entre janeiro de 2015 e abril de 2016 às organizações sociais que administram as unidades de saúde pública estaduais. São R$ 115 milhões referentes a este ano e R$ 45 milhões, a 2015. Em nota, a assessoria de imprensa da SES ressalta que, em relação ao ano passado, a maior parte da dívida - cerca de R$ 35 milhões - se refere a investimentos, como obras e compra de equipamentos.

A assessoria da SES afirma que a pasta não considera os atrasos como dívidas por ser a mantenedora dos hospitais geridos por OSs. Ainda segundo a nota, apesar dos atrasos, os repasses feitos garantem o atendimento aos pacientes.

Na edição de ontem, O POPULAR chegou ao valor de R$ 200 milhões no atraso a quatro hospitais. O cálculo foi feito considerando o valor que consta nos aditivos contratuais que são feitos ano a ano e descontando o valor efetivamente repassado às OSs. Segundo a secretaria, a diferença de valores se deve ao valor que é pago aos servidores estaduais cedidos às unidades de saúde, que não são repassados às OSs.