18 de abril de 2016

Teleférico é mais uma vez adiado


A tão esperada nova atração turística de Goiânia, o Teleférico, que integrará as atrações do Parque Mutirama, não foi inaugurado ontem como a prefeitura havia anunciado. Houve apenas uma apresentação  para convidados. Cerca de cem pessoas conferiram o passeio que faz o trajeto por cima do parque temático, do túnel da Avenida Araguaia e da Marginal Botafogo.

A justificativa para o adiamento é que o prefeito Paulo Garcia está verificando uma data para abertura ao público em geral para o final do mês ou possivelmente no feriado do Dia do Trabalhador. “A ideia é preparar um grande evento”, revela o presidente da Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul), Sebastião Peixoto

O teleférico do Mutirama, que era para ser entregue em outubro, no último aniversário da capital goiana, foi adiado na época por questões de segurança. Porém, Sebastião garante que já está tudo dentro da normativa e pronta a autorização de funcionamento, obtida a partir de um certificado de garantia do cabo de aço e das cabines. 

Passeio

No total serão disponíveis dez cabines, seis em funcionamento e quatro ficarão de reserva, sendo que em cada cabine podem andar até quatro pessoas. Com 450 metros de extensão e 18 metros de altura, o visitante percorrerá um total de 1 quilômetro, dentro da cabine fechada com ventilação. “Para garantir o bom funcionamento, conta com geradores e a opção do funcionamento manual, caso seja necessário”, destaca. 

O trajeto tem no total a duração de 20 minutos, e não há nenhum custo adicional para o visitante. “Diferentemente da maioria dos locais no País, como Rio de Janeiro e São Paulo, que cobram cerca de R$ 40 para o passeio, não iremos cobrar mais nada por isso. Basta apenas comprar o passaporte do Mutirama, e assim poder andar em todas atrações quantas vezes quiser, inclusive o teleférico”, aponta. Ao todo foram gastos R$ 6 milhões para colocar a atração em funcionamento.

Outra novidade é o uso do teleférico para o revezamento da Tocha Olímpica, que passará por Goiânia no dia 5 de maio. Para o evento, a prefeitura vai utilizar uma cabine especial por ser aberta. Conforme o presidente da Agetul, o equipamento será personalizado e preparado para receber a chama das Olimpíadas do Rio de Janeiro.