24 de abril de 2016

PM apresenta projeto de condomínio e estuda implantação de Faculdade em Aparecida


O  prefeito Maguito Vilela participou nesta manhã de quarta-feira, (20), em seu gabinete, de reunião com o presidente da Fundação Tiradentes, tenente coronel Cleber Aparecido Santos. Na pauta da reunião, que foi sugerida pelo Deputado Federal Daniel Vilela (PMDB), a apresentação do projeto da Associação da Polícia Militar em Aparecida e também foi abordada a ideia de se construir uma Faculdade Militar na cidade. A reunião contou ainda com a participação do major Cardoso, que representou o tenente coronel Ubiratan Júnior.

O prefeito Maguito Vilela se mostrou interessado na construção de mais uma instituição de ensino superior na cidade, que já tem o Instituto Federal de Goiás (IFG), diversas instituições privadas e a Universidade Federal de Goiás (UFG), cujo campus está em construção na região leste de Aparecida, mas os estudantes já estão tendo aula em salas cedidas pela Universidade Estadual de Goiás (UEG).

“O projeto para implantar mais uma faculdade em Aparecida é interessante porque além de oferecer cursos que ainda não tem no município vai contemplar outras áreas de extrema importância voltada para segurança pública. E é uma boa ideia essa união de condomínio residencial com ensino superior. Por isso as pastas responsáveis pela análise dos projetos já foram orientadas a darem os encaminhamentos necessários o mais rápido possível, dentro da legalidade”, esclareceu o prefeito.

De acordo com o presidente da Fundação, a ideia de uma Faculdade Militar, que é inovadora, é de oferecer cursos de nível superior em parceria com a Polícia Militar, para alunos egressos dos Colégios Militares, escolas públicas por meio de vestibular. “Nossa ideia inicial é de oferecer quatro cursos, sendo eles de Biomedicina, Educação Física, Técnico em Segurança e estamos buscando aprovação do curso de medicina. Com padrão para ser comparado com outras instituições militares como o Instituto Tecnológico da Aeronáutica”.

Condomínio - Segundo os militares o projeto surgiu da iniciativa da Associação dos Oficiais da Polícia Militar, que entendeu que o oficial que tenha uma moradia própria renderá melhor na função que exerce, por ter atenção nos quesitos moradia e ensino. “A construção do condomínio de casas para o militar não só vai oferecer segurança  para o servidor e seus familiares como também vai refletir em todo município. E também estamos pensando na ideia de expandir e atender toda a classe que trabalha na defesa do cidadão comum, como os servidores da Guarda Municipal e agentes de Trânsito”, ressaltou o Major Cardoso.

Presenças – Também estiveram presentes na reunião a secretária Valéria Pettersen, o diretor geral da PAM Construtora, responsável pelo projeto do condomínio, Paulo Pedro Mendes, o diretor executivo, Paulo Henrique Mendes e a arquiteta da Lins Galvão, Fernanda Veras.

Foto: Profeto da Faculdade da Policia Militar de Trindade