15 de fevereiro de 2016

Saiba quanto custa se locomover em Goiânia


O DM levantou quanto o consumidor pagaria em 7km em diferentes meios de transporte

Com a discussão do transporte na capital em pauta quanto ao aumento das passagens de ônibus para R$ 3,70 e o surgimento do Uber X na cidade, o Diário da Manhã decidiu fazer um levantamento sobre um percurso em específico de quanto custaria ao cidadão ir da sede do jornal, no Setor Leste Universitário, até o shopping Flamboyant, no Jardim Goiás. São cerca de 7,1 km, que foram percorridos pela equipe de reportagem de táxi e Uber, além disso fizemos uma simulação com uma bicicleta elétrica, a pé, de ônibus, mototáxi, e em um carro de passeio, utilizando tanto etanol quanto  gasolina.

O fato é que, independente dos valores apresentados por cada opção de transporte a seguir, cada indivíduo tem um motivo, além do preço, para identificar cada meio de transporte melhor que lhe atende. As variáveis existem, o importante é ter em mente que há opções. A partir daí identificar no seu próprio trajeto qual deles é ideal e se enquadra no seu orçamento.

No geral, a viagem de Uber X saiu a R$ 14,15, táxi: R$ 22,00, mototáxi: 10,80, bike elétrica: R$ 0,50. Já com carro particular o preço variou entre R$ 4,18 sendo abastecido com etanol e R$ 1,90 com gasolina. De ônibus o trajeto pode ser feito com apenas uma passagem, ou seja, R$ 3,70.

Uber

Inicialmente o percurso do Diário da Manhã até o shopping, indo pelo trajeto da BR-153, foi feito com o Uber X. O resultado é que a viagem foi feita em cerca de 20 minutos e foram cobrados via aplicativo R$ 14,15. Não entramos no mérito atendimento, mas sim custo de viagem. O carro estava com ar-condicionado ligado e assim permaneceu até o fim da viagem, com água e doces disponíveis para o passageiro que quisesse usufruir disso, sem custos adicionais.

Em Goiânia, o serviço começou a operar recentemente, hoje, a tarifa mínima na cidade é de R$ 6,00 além dos chamados códigos promocionais que dão vantagens a quem recorrer ao aplicativo. Na modalidade do Uber X atendem veículos com quatro portas, ar-condicionado e com menos de sete anos de uso, lembrando que este deve estar em perfeitas condições. Em uma busca pelo preço base do serviço de transporte particular, é cobrado por minuto R$ 0,17 por km, preço base 2,50 e taxa de cancelamento R$ 6,00.


Táxi


Já com o táxi, foi feito o mesmo percurso, no entanto, de volta. Neste caso, o valor pago pela viagem saiu a R$ 22,00, mas o valor preciso do taxímentro era de R$ 22,89. Em contato com a Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade de Goiânia (SMT), o valor mínimo da corrida, chamado de bandeirada, custa hoje R$ 4,39. O quilômetro rodado está em R$ 2,52 (bandeira1) e R$ 3,15 (bandeira 2).

Mototáxi

Quanto ao custo de mototáxi, o valor deve ser de, em média, R$ 10,80 tendo em vista que o sindicato da categoria estabelece um custo médio por quilômetro rodado de R$ 1,50. No entanto vale ressaltar que esse valor é apenas uma estimativa, já que existe apenas um acordo entre os profissionais da categoria, a SMT regulamenta apenas os veículos e a documentação dos profissionais, não os valores cobrados por viagem.

Bicicleta elétrica

Na capital, o valor médio de uma bicicleta é de R$ 1.900 a R$5 mil, a depender do modelo e diferenciais como: tipo de bateria e freios a disco. Como o próprio nome já diz, essas bikes são carregáveis, segundo a loja de bikes Shopp Bike, esse modelo tem tido uma boa saída de mercado por suas vantagens, entre elas a não necessidade de habilitação para trafegar e também o fato de o cliente não precisar pagar IPVA, por exemplo. A média de gastos para uma carga que se completa de 3 a 5 horas é de R$ 0,10 hora, e roda em média 25 km por carga, ou seja, no percurso de 7 km gastaríamos menos de R$ 0,50. Outro gasto com a bike é quanto a pneus e bateria, que tem durabilidade de, em média, 6 meses.

Carro particular

O carro popular 1.0 rodando na cidade faz cerca de 11 km com 1 litro de etanol e 13 km com gasolina, lembrando que esse índice pode sofrer variações de acordo com fatores como modelo, ano e outros. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP), o preço médio dos dois combústiveis na capital era de R$ 3,785 gasolina e etanol R$ 2,788, na data de pesquisa para reportagem, 12/1. Ou seja, para fazer o percurso de 7 km do trajeto sugerido, a pessoa gastaria em média o equivalente a 1,5 lt de etanol (R$ 4,18), e 0,5 lt de gasolina (R$ 1,90).


Ônibus

No último dia 3 de fevereiro a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) anunciou o aumento do preço da passagem de R$ 3,30 para R$ 3,70, um reajuste de 12,1%. Levando esse valor em consideração para o percurso do Diário da Manhã até o shopping, seria necessário apenas uma unidade. No entanto, na ida, já que estamos ao lado de um terminal do Eixo Anhanguera, o passageiro poderia optar por pegar a condução dentro do terminal pagando então metade desse valor, ou seja, R$ 1,85.

Fonte: Jornal DM