15 de dezembro de 2015

Só 10% das cidades brasileiras têm cinema e menos de um quarto possui teatro


Apenas 10,4% dos 5.570 municípios brasileiros têm ao menos um cinema, 23,4% possuem teatro ou sala de espetáculos, 27,2%, museu, e 37%, centro cultural. Os dados, de 2014, são da Pesquisa de Informações Básicas Municipais, e foram divulgados ontem pelo IBGE. Apesar da baixa oferta desses equipamentos culturais, concentrados no Sudeste, no Sul e no Centro-Oeste e em cidades com mais de 500 mil habitantes, houve crescimento em todos esses porcentuais na comparação com o cenário de 1999, quando o levantamento começou.

As bibliotecas públicas são o equipamento mais presente no País: estão em 97,1% das cidades, o que significou um cres­cimento de 9% em relação aos dados de 2006, apontou a pesquisa. Provedores de internet estão em 65,4% das cidades, um aumento de 43,6% ante o ano de 2006. A TV aberta é o meio de comunicação mais usado, acessível em praticamente 100% dos municípios. A pesquisa aponta declínio na proporção de videolocadoras (menos 34,5%, em relação a 2006), lojas de CDs (menos 32,4%) e livrarias (menos 8,7%).

Cultura abandonada

A pesquisa revela ainda que 94,5% dos municípios contam com algum órgão para tratar da cultura em sua estrutura administrativa. Esse porcentual era mai­or em 2006: 97,5%. A redução aconteceu em todo o País. Em nível estadual, só Santa Catarina e Rondônia tinham, em 2014, uma secretaria em conjunto com outras políticas (turismo, esporte, lazer). Neste ano, Goiás se juntou a essa triste lista. A meia-entrada para atividades culturais para idosos e deficientes não é prevista em 12 es­tados.

O número de pontos de cultura (projetos apoiados pelo Ministério da Cultura) estimado pelo IBGE em 2014 foi de 3.422. O ministério informa, em seu site, que eram 4.502. O montante levantado pelo IBGE é ligeiramente maior do que o total de pontos que o MinC tinha em 2010, de acordo com seu site: 3.405.

A produção cinematográfica apoiada por estados e municípios somou 1.849 filmes. Vinte e quatro estados investem, com destaque para o Rio Grande do Sul (60), Pernambuco (54) e São Paulo (42). Dos municípios, 6% apoiam financeiramente a produção de filmes.

Os dados foram coletados nos órgãos governamentais das 27 unidades da federação e 5.570 municípios entre julho de 2014 e março de 2015. O objetivo foi investigar a infraestrutura dos governos para o setor cultural, os recursos humanos, a legislação específica, os projetos desenvolvidos, entre outras características. (AE).

Fonte: Jornal O Hoje