16 de dezembro de 2015

Marconi e Kassab anunciam R$ 550 mi para saneamento


Recurso será aplicado em investimentos em dez municípios goianos. Meta é chegar a 99% de cobertura ao final das obras

Dez municípios goianos vão receber R$ 550 milhões de investimento em saneamento básico e o trecho do BRT Norte-Sul de Goiânia, que ligará Terminal do Cruzeiro até o Terminal Veiga Jardim, em Aparecida, terá R$ 3 milhões oriundos do Orçamento Geral da União para sair do papel. As ordens destes serviços foram autorizadas ontem pelo governador Marconi Perillo e o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, durante solenidade no Centro Cultural Oscar Niemeyer, na presença de dezenas de prefeitos, deputados e futuros usuários dos serviços.

A expectativa é de que o índice de pessoas atendidas pelo sistema de saneamento básico em Goiás chegue a 99%, após a execução destas obras. Hoje, 95,7% são atendidas pelo serviço (5,4 milhões). A população que recebe água tratada em casa aumentou 58,7% no Estado desde 1999. Em 1998, eram 3,4 milhões de pessoas. “Goiás é o Estado que mais tem investido em saneamento no Brasil. Com estas obras vai se tornar exemplo para o País”, avaliou o secretário Nacional de Saneamento Ambiental, Paulo Ferreira, durante o evento.

Entre essas obras está a ampliação do Sistema de Abastecimento de Água de Aparecida, por meio do Linhão do Sistema Produtor Mauro Borges, intitulado Gyn-Apa, com investimentos na ordem de R$ 118 milhões, oriundos de recursos advindos da emissão de debêntures de infraestrutura incentivada, aprovada pelo Ministério das Cidades. Goiânia também será contemplada com R$ 100 milhões do PAC 2 para a implantação do tratamento secundário da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Hélio Seixo de Brito.

Anápolis será outra cidade beneficiada neste pacote. Serão R$ 95 milhões para a implantação e ampliação do sistema de esgoto. No Entorno do Distrito Federal, Novo Gama terá a ampliação do sistema de esgoto, com valor de R$ 57,6 milhões. Luziânia, por sua vez, contará com R$ 90 milhões para implantação do sistema sanitário no Jardim Ingá, um dos bairros mais populosos da cidade. Águas Lindas vai receber R$ 119 milhões para o sistema de abastecimento, e Alexânia, R$ 33 milhões.

No Sudoeste Goiano, Rio Verde terá R$ 11,7 milhões para ampliação do abastecimento. Pires do Rio vai receber R$ 1,9 milhão para implantação da ETE Laranjal e Nerópolis terá R$ 4,6 milhões para instalação de sua ETE. Os recursos vêm do Ministério das Cidades, através do PAC 2, da ANA, tendo como agente financeiro a Caixa Econômica Federal, e de debêntures de infraestrutura incentivadas conforme lei 12.431/2011, aprovada para fortalecer as ações do Ministério das Cidades.

O governador Marconi Perillo agradeceu ao ministro Kassab e à presidente Dilma Rousseff pelas parcerias firmadas com Goiás: “Minha primeira palavra é gratidão. Ao ministro Kassab, que não mediu esforços para colaborar com o governo e com as prefeituras de Goiás. À presidente Dilma, que nunca deixou de olhar por Goiás. Teve um tratamento republicano, com a construção de 300 quilômetros de rodovia de Goiânia a Jataí, autorizações de crédito, investimentos na área de habitação, saneamento e mobilidade”.

Marconi disse que o recurso liberado para o saneamento “possibilitará ao Estado chegar a índices satisfatórios de atendimento”. “O governo de Goiás investiu nos últimos anos R$ 3,8 bilhões em saneamento. Hoje o senhor traz meio bilhão de reais. Não é pouco. É muito dinheiro, especialmente em época de crise. Isso vai nos possibilitar índices ainda mais satisfatórios de desenvolvimento humano”, ressaltou. “Temos de falar também do BRT, uma obra importante, bonita e bem feita, que vai possibilitar a melhoria da qualidade de vida. Não estamos fazendo discurso. Estamos realizando parcerias”, comentou.

Fonte: Jornal O Hoje