16 de outubro de 2015

Recorde: Calor histórico em Goiânia


Goiânia teve a maior temperatura da história registrada nesta quinta-feira (15), segundo o Instituto Nacional de Metereologia (Inmet). De acordo com o órgão, termômetros marcaram 39,6°C e a umidade do ar ficou em 11%. É o maior registro de temperatura feito desde que as medições começaram a ser feitas na capital, em 1937.

Segundo o instituto, é possível que a temperatura seja ainda maior na sexta-feira (16), podendo chegar aos 40°C. De acordo com Elizabete Alves Ferreira, chefe do setor de previsão do tempo do Inmet, a umidade é um fator de grande preocupação. "Tudo indica que Goiânia pode entrar em estado de emergência na sexta-feira, com umidade de 10%",  afirmou.

De acordo com ela, quando o índice fica abaixo de 30% já é considerado estado de alerta. "A preocupação chega ao extremo quando atingimos 10%, com vários riscos à saúde da população", comentou.

O último dia mais quente registrado foi nos dias 15 e 17 de outubro do ano passado, quando os termômetros marcaram 39,4 ºC. Segundo o instituto, há chances do recorde desta quinta-feira ser superado na sexta-feira, tanto a temperatura, quanto a umidade.
Alerta no interior

Nas cidades de Itumbiara e Pires do Rio, no sul goiano, a umidade relativa do ar registrada foi de 10%.  De acordo com o instituto, as cidades do interior que registraram as maiores temperaturas foram Aragarças, 40°C e cidade de Goiás, 39,7ºC, a antiga capital teve o dia mais quente do ano, em 24 de setembro, quando os termômetros registraram 41,9ºC.

Termômetros devem registrar 40°C na sexta-feira (16), afirma instituto. Segundo o órgão, umidade do ar pode atingir estado de emergência, a 10%.

Fonte: G1 Goiás