13 de outubro de 2015

Aparecida de Goiânia: Obras da nova Matriz de Aparecida terão início ano que vem



A Pedra Fundamental da nova matriz de Aparecida de Goiânia foi lançada na noite de quinta-feira, 08, pelo prefeito Maguito Vilela e pelo Pe. João Batista de Lima, pároco da Igreja Nossa Senhora Aparecida, a atual matriz da cidade. Durante a cerimônia, as autoridades presentes assinaram um documento de origem da igreja, que foi enterrado aos pés do cruzeiro que marca o ponto exato onde a matriz será construída. A ideia é que ele relembre, no futuro, como ela foi fundada. Em seguida, o padre João Batista de Lima fez uma breve celebração abençoando o cruzeiro e o terreno.

“Aparecida nasceu sobre o signo da fé e este é um ato muito significativo para todos nós”, afirmou o prefeito Maguito Vielela, que destacou a forma como a cidade se relaciona positivamente com as diferentes religiões. “Aparecida é uma cidade laica e aqui todos se respeitam. Isso é muito importante porque todas as religiões, à seu modo contribuem para a história de Aparecida e o desenvolvimento da população. A igreja Católica, particularmente, marcou a origem da cidade, com a construção da primeira capela, onde a população depois foi se instalando. Então temos que preservar essa história”, destacou.

As obras da nova matriz de Aparecida devem começar no primeiro semestre do ano que vem, entre abril e maio, e a previsão é de que durem até três anos, de acordo com o arquiteto responsável, Hugo Santos. Os recursos serão levantados pela própria Paróquia Nossa Senhora Aparecida. “Estamos na fase inicial do projeto, buscando as licenças necessárias. O custo final da obra será definido depois de finalizados os projetos complementares, principalmente o estrutural”, explicou o arquiteto.

Capacidade para mais de mil pessoas

A nova matriz terá capacidade bem maiorque a atual. “Inicialmente teremos espaço para 1,2 mil pessoas, mas isso dentro de padrões de espaços bem maiores que os recomendados pela Arquidiocese. Um exemplo são os corredores, que terão 1,5 metro de largura, quando o mínimo definido é de 1,2 metros. Também teremos um mezanino, que é uma laje técnica, e que não será utilizado de imediato. Mas poderá ser aberto conforme aumentarem os fiéis. Ou seja, o espaço será muito amplo e o projeto é flexível, permitindo ampliar a capacidade para até 1,5 mil pessoas futuramente”, esclareceu Hugo Santos.

“Nossa programação é que a igreja fique pronta em três anos porque é quando iniciaremos as comemorações pelo centenário da Paróquia Nossa Senhora Aparecida. Será muito significativo coincidir com a conclusão da matriz”, lembrou o Pe. João Batista. Com a nova matriz pronta, as duas unidades católicas funcionarão e a igreja espera realizar mais atividades e atender melhor a comunidade. “A ideia inicial é que a paróquia atual abrigue as celegrações diárias, no decorrer da semana, e, na nova, se  concentrem celebrações maiores e mais especiais. A Paróquia Nossa Senhora Aparecida não será desativada. Ela faz parte do Centro Histórico”, garantiu o pároco da unidade, para a alegria dos aposentados José Antônio Rodrigues, de 83 anos, e Antônia Gonçalves Rodrigues, de 79 anos, pioneiros de Aparecida de Goiânia.

“Teremos a antiga igreja lá (na Praça da Matriz) para lembrança do nosso começo, da nossa história, e a nova matriz aqui, como um novo ponto de partida para o futuro de Aparecida, moderno e promissor”, resumiu José Antônio Rodrigues. “Ver hoje essa juventude católica começando uma nova igreja é motivo de muita esperaça no futuro. Essa comunidade merece uma nova igreja, até porque, a atual já nem comporta mais os fiéis. É um sentimento de muita alegria viver isso”, completou Antônia.

DOAÇÃO – A área onde será construída a Matriz de Aparecida fica em frente ao Centro de Cultura e Lazer José Barroso, próximo ao Paço Municipal. O terreno possui 4.957 metros quadrados e havia sido doado pelo município à Associação Comercial e Industrial de Aparecida de Goiânia (Aciag), para a construção de uma nova sede. “Diante do clamor da comunidade católica por um espaço que pudesse abrigar a nova matriz, negociamos com a Aciag, que aceitou repassar o terreno à Igreja Católica e receber outra área em substituição, há apenas dois quarteirões daqui”, explicou o prefeito Maguito Vilela.

A cerimônia de lançamento da Pedra Fundamental da nova matriz de Aparecida foi prestigiada pelo vice-prefeito Ozair José; pelos padres Vitor Simão, pároco da Igreja São João Batista, do setor Colina Azul, e Cássio Augusto, pároco da Igreja Nossa Senhora do Rosário; pelo morador e autor do Hino de Aparecida, Delcides Alves Fortes, que também construiu o cruzeiro que marca o local de construção da nova matriz; além do vereador Rosildo Manoel da Silva, atuante na comunidade católica e um dos mobilizadores pela construção da matriz.

Participaram ainda o presidente da Câmara de Vereadores, Gustavo Mendanha; os secretários Léo Mendanha (ASA); Domingos Pereira (Educação), Jório Rios (Administração), Luciana Guimarães (Cultura), Ozeias Laurentino Júnior (Comunicação), Carlos Eduardo Rodrigues (Fazenda), Fábio Camargo (Semma), Tarcísio Francisco dos Santos (Procuradoria), Adriano Montovani (Trabalho), Rodrigo Caldas (Desenvolvimento Urbano); André Luiz Ferreira (Controle Interno); os vereadores Manoel Nascimento e Vencerlino Amendoim; e o comandante do 2º CRPM em Aparecida, tenente coronel Mauro Sales Araújo.

Fonte: Daniela Soares - Secom (Prefeitura de Aparecida)