16 de setembro de 2015

Prefeitura vai acolher 50 jovens da comunidade Sírio-Libanesa em Goiânia


A Prefeitura de Goiânia vai acolher 50 jovens estudantes refugiados da comunidade Sírio-Libanesa e, em parceria com uma instituição universitária local, vai buscar viabilizar bolsas para que eles possam concluir seus estudos e fazer faculdade. A decisão foi tomada durante reunião, na manhã desta terça-feira (15/9), no Paço Municipal, em Goiânia, entre o prefeito, Paulo Garcia, e representantes da comunidade Sírio-Libanesa.

A prefeitura encaminhou ofício ao Ministério da Justiça para que a tramitação legal de acolhimento dessas pessoas, com o visto de permanência no País, seja viabilizada pelo Brasil. “Nos propusemos, com o auxílio da comunidade, a acolher 50 jovens que estão refugiados, vivendo por uma verdadeira catástrofe humana”, ressaltou Paulo Garcia.

Na correspondência, o prefeito afirma a disposição da prefeitura de Goiânia de, juntamente com setores da sociedade civil, Embaixadas, Consulados, receber no município 50 jovens em idade escolar, sendo 25 do Líbano e 25 da Síria, que estejam vivendo fora de seus domicílios, na condição de refugiados.

Segundo informações do consulado da Síria, durante a guerra já foram destruídas cerca de seis mil escolas no país.

Fonte: A Redação