5 de junho de 2015

“Goiás tem R$ 26 mi em recursos do PAC Cidades Históricas”, afirma prefeita Selma Bastos


Petista, que deve ser candidata à reeleição no ano que vem, estreita laços com o governo federal e anuncia entrega de obras

A prefeita da Cidade de Goiás, Selma Bastos (PT), conseguiu viabilizar 26 milhões de reais para obras por meio do Programa de Aceleração do Crescimento Cidades Históricas — o PAC Cidades Históricas. Em entrevista ao Jornal Opção Online, a petista confirmou que tem estreitado laços com o governo federal e começará uma agenda positiva já em 2015.

Candidata natural à reeleição, Selma avalia que os primeiros anos de gestão foram para “colocar a casa em ordem”. “Quando assumi a prefeitura havia uma dívida de 40 milhões de reais, quase todas as certidões estavam negativadas. Com a receita muito baixa, comprometida com pagamento de dívidas e parcelamentos, sem contar na folha que era muito alta”, relembra.

Dois anos e cinco meses depois, Selma afirma que o município conseguiu parcelar a dívida, limpou o “nome” da prefeitura — “que há muitos anos estava negativado, alfineta ela –, reduziu a máquina e hoje está apta a celebrar convênios e captar recursos. A prova maior são os recursos do PAC Cidades Históricas.

No entanto, a prefeita reconhece que há muito a ser feito ainda. “Os cortes que fazemos atingem diretamente os cidadãos e somos nós que temos que olhar nos olhos das pessoas. Governo federal corta, governo estadual corta, mas somos nós, prefeitos, que lidamos diretamente com o povo. Eu preciso manter os serviços na minha comunidade, então temos que buscar alternativas para incrementar as receitas”, argumenta.

A relação com a Câmara Municipal, onde, atualmente, Selma não tem maioria — dos 9 vereadores, apenas quatro são da base aliada –, é avaliada como “positiva”. “Temos um bom relacionamento, eles me respeitam, conversamos bastante. Mas é difícil, às vezes não conseguimos atender a todos os pedidos. “, justifica.

Obras

Entre as obras pelo PAC Cidades Histórias, está a requalificação do Teatro São Joaquim — que foi licitado nesta semana, no valor de 9 milhões –. De acordo com Selma, o objetivo é transformá-lo em uma escola de teatro e música.

A petista informou que o Mercado Municipal da Cidade de Goiás estava comprometido pela Vigilância Sanitária: “Conseguimos 10 milhões de reais em recursos para restaurá-lo e vamos entregar em breve”.

Em julho, a prefeitura inaugurará a Escola de Artes Plásticas Veiga Vale e pode, inclusive, receber a presidente Dilma Rousseff (PT) para a solenidade. “Estamos apenas adequando as agendas. Talvez tenhamos uma surpresa boa para Goiás”, arremata Selma.

Fonte: Jornal Opção