20 de junho de 2015

Governo federal ajudará no custeio do Hugol


Marconi realizou visita técnica ao Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol) e afirmou que a presidente Dilma Rousseff garantiu recursos da União para manutenção mensal por dois meses neste ano, e a partir do próximo ano, mensalmente; em 2015, o governo federal arcará com duas mensalidades de R$ 15 milhões; unidade será inaugurada em 6 de julho e terá 510 leitos divididos em seis andares, sendo que 86 são de UTI

Durante a visita que realizou, nesta quarta-feira, acompanhado pelo segmento evangélico, ao Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), que será inaugurado no dia 6 de julho, já em pleno funcionamento, o governador Marconi Perillo afirmou que o governo federal auxiliará o governo de Goiás no custeio do hospital.

Ele disse aos pastores presidentes de convenções e dirigentes de campos evangélicos que o acompanharam na vistoria que a presidente Dilma Rousseff garantiu recursos da União para a manutenção mensal do Hugol por dois meses deste ano, e a partir do próximo ano, mensalmente.

O valor para custeio mensal do hospital é R$ 15 milhões. Neste ano, o governo federal arcará com duas mensalidades de R$ 15 milhões cada e, a partir de 2016, fixará um valor que será repassado mensalmente ao Governo do Estado para manutenção do Hugol. Marconi apresentou às lideranças evangélicas um vídeo com informações sobre o hospital que é o mais moderno e sustentável do Brasil central e, em seguida, percorreu a unidade apresentando cada ala.

O investimento na obra foi de aproximadamente R$ 168 milhões, e mais R$ 90 milhões em equipamentos. Além de o hospital ter sido edificado em tempo recorde ao de qualquer outra obra pública ou privada de mesma dimensão, a Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) conseguiu economizar no valor do metro quadrado, que saiu quase pela metade do que é cobrado pelo mercado: R$ 2,3 mil. O hospital possui 510 leitos divididos em seis andares, sendo que 86 são de UTI.

Humanização

O governador ressaltou que a maior missão do Hugol será oferecer à população goiana saúde humanizada. “É um compromisso que estabeleci com toda a equipe envolvida. Com todo o respeito aos hospitais privados de Goiás, que são muito bons, mas nenhum hospital privado oferecerá melhor atendimento do que o nosso Hugol”, disse.

“Goiás inicia um ciclo de desenvolvimento na Saúde que passa por uma grande revolução. E é nossa tarefa alcançarmos, assim como na educação, o primeiro lugar na Saúde”, completou.

Ele recomendou à equipe, que já está em treinamento no hospital, acompanhamento dos pacientes após deixarem a unidade, e que as famílias sejam atualizadas via internet sobre o quadro de saúde do familiar internado. “É uma conquista que vamos alcançar com o tempo; mas já adianto que todos os laudos médicos serão atualizados imediatamente em rede assim que inaugurarmos o Hugol. Desta forma, seremos mais ágeis e economizaremos papel”, informou.

A Fundação Instituto de Pesquisa e Estudos de Diagnóstico por imagem (FIDI) prestará atendimento 24 horas ao Hugol, atuando na manutenção de aparelhos e apresentação de diagnósticos. Presidente da Assembleia de Deus – ministério Campinas, pastor Oídes José do Carmo convocou os demais pastores para uma benção ao hospital, e avaliou, ao final da visita, que a unidade superou as melhores expectativas que havia nutrido. “Está perfeito. É gratificante ver um gestor público conseguir atender além do que a população espera”, afirmou.

Fonte: Goiás 247