31 de maio de 2015

Nova data: Hugo 2 será inaugurado no dia 6 de julho


O governador Marconi Perillo (PSDB) anunciou que o Hospital de Urgências de Goiás Governador Otávio Lage (Hugol) será inaugurado no dia 6 de julho. Anteriormente conhecido como Hugo 2, o hospital localizado na Região Noroeste de Goiânia estará em pleno funcionamento já no próximo mês.

As informações foram dadas pelo tucano durante a eleição da nova diretoria do PSDB Metropolitano da capital, em solenidade na Câmara Municipal de Goiânia. Segundo Marconi, uma grande cerimônia será realizada na ocasião. “Não vai ser um hospital qualquer, ele terá ‘padrão Governo de Goiás’, que é sinônimo em qualidade, eficiência e humanidade”, completou ele.

Em aclamado discurso, Marconi lembrou que apenas 38 hospitais brasileiros são certificados pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e, dentre esses, só 13 são públicos. “Tenho muito orgulho em afirmar que, desses 13, cinco são do Governo de Goiás”, afirmou emocionado.

Estrutura

Segundo informações do governo, o Hugol terá 360 leitos, cinco pavimentos de enfermarias para internação, dez leitos de observação e 40 de UTIs neonatal e pediátrica, além de 13 leitos para vítimas de queimaduras e atenderá a serviços médicos de urgência e emergência, entre outros. O hospital da Região Noroeste da capital prestará os mesmos serviços do Hugo, além do acréscimo do atendimento às vítimas de queimaduras. O número de leitos do Hugo 2 é quase 50% superior ao do Hospital de Urgências de Goiânia.

Cerca de 500 mil habitantes serão diretamente beneficiados com a construção do Hugo 2. O hospital terá Banco de Sangue, salas de mamografia, broncoscopia e de teste de esforço. As especialidades atendidas pelo hospital incluem Cirurgia Geral, Ortopedia, Neurocirurgia, Cirurgia Pediátrica e Queimaduras. Faz parte do projeto a construção de um heliponto, mil vagas de estacionamento e auditório para 150 lugares.

Segundo informações da Secretaria Estadual de Saúde, o Hugo 2 vai contar com o que há de mais moderno no atendimento de urgências, traumas, emergências e tratamento de queimados. No primeiro andar vão funcionar as unidades de pronto atendimento, ambulatórios, consultórios médicos, salas divididas por especialidades e enfermaria clínica. No segundo vai ficar o Centro Cirúrgico, com sete salas para atendimentos ininterruptos, durante 24 horas. Haverá também uma sala específica com equipe de recuperação pós-anestesia e enfermarias clínicas. Esta mesma estrutura será implantada nos demais andares.

Entre os exames e procedimentos que serão realizados pela unidade estão Tomografia, Ressonância Magnética, Ultrassonografia (de todos os órgãos), Eletrocardiografia, Ecocardiografia com Ecodoppler, Endoscopia, Videolaparoscopia, Análises Clínicas, Anatomia Patológica, Broncoscopia e Terapia Renal Substitutiva – que inclui hemodiálise, diálise peritoneal, hemofiltração e transplante renal.

Fonte: Jornal Opção