24 de maio de 2015

Estádio Olímpico: Inauguração será em 24 de outubro


A previsão inicial era de que a obra do Estádio Olímpico seria concluída em julho de 2014, o que não aconteceu

Depois de atrasos nas obras e adiamentos, finalmente o Estádio Olímpico e o Laboratório de Capacitação e Pesquisa, que integramoCentro de Excelência do Esporte (CEE),têmdata para ser inaugurado. Segundo anunciou o governador Marconi Perillo durante a visita do ministro doEsporte, GeorgeHilton, às obras na última sexta-feira (22), o estádio será inaugurado no dia 24 de outubro deste ano, quando Goiânia estará completando 82 anos.

“Vamos inaugurar o Está- dio Olímpico, com a pista de atletismo importada da Alemanha e o laboratório para os atletas, que terá um alojamento para 112 atletas (56 masculinos e 56 femininos), além de refeitório, quadras para treinamento, auditório. Queremos contar com a presença do senhor aqui”, disse Marconi, se dirigindo ao ministro. Logo depois, o governador confirmou que a inauguração será no dia 24 de outubro.

A inauguração do Estádio Olímpico vem sendo adiada desde o ano passado. A previsão inicial era de que a obra seria concluída em julho de 2014, o que não aconteceu. Depois,foi marcada para a segunda quinzena domês denovembro. À época, inclusive, a Federação Goiana de Futebol (FGF)já estava prevendo utilizá-lo em alguns jogos do Goianão 2015.

Na ocasião, em entrevista à Rádio 730, o presidente da AgênciaGoiana deTransporte e Obras (Agetop), JaymeRincón, explicou que o estádio não foi entregue porque precisava ser feitas algumas adequações.“Tivemos quemudar muito o planejamento inicial para atender alguns padrões. Não íamos ter cabines de transmissão, nem uma arquibancada tão grande.Mas, com o pedido da FGF, resolvemos atender”, disse Rincón.

As obras do Estádio Olímpico estão com 95% concluí- das, segundo a Agetop. Restam apenas a implantação da cobertura e as conclusões do acabamento, de acordo com a Agetop, além da instalação do sistema de iluminação – as torres que vão iluminar o campo de futebol e as pistas de atletismo já estão sendo posicionadas pelo operários. O estádio terá capacidade para 12 mil torcedores e foi planejado e adaptado para atletas paraolímpicos. Além do Estádio Olímpico e do Laboratório de Capacitação e Pesquisa, o Centro de Excelência do Esporte, quando pronto, terá também o Ginásio de Esportes e o Parque Aquático.

Quando tudo estiver concluído, oCEEterá capacidade de sediar competições locais, nacionais e internacionais de futebol, atletismo, natação, pólo aquático, nado sincronizado e salto ornamental. Estão sendo investidos pelo governo estadual R$ 130 milhões. Somente o Laboratório de Capacitação o montante chega a R$ 25 milhões.

Fonte: Jornal O Hoje