1 de abril de 2015

Concurso: 5,3 mil vagas são suspensas


Dos nove concursos anunciados pelo governo de Goiás para 2015, apenas um está mantido. Os outros oito, com previsão de oferecer 5,3 mil vagas de emprego, estão suspensos, sem data para serem lançados por enquanto. A justificativa é a dificuldade financeira enfrentada pelo Estado de Goiás que, pelo sexto mês consecutivo, apresenta arrecadação em queda. A suspensão de concursos foi divulgada com exclusividade pela coluna Giro, na edição de ontem. A Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan) informou que com o calendário será retomado futuramente, depois da normalização das finanças públicas. O prazo, no entanto, não foi previsto pela secretaria.

Apenas o concurso para preenchimento de 49 vagas na Secretaria de Educação Cultura e Esporte (Seduce) está mantido. Nele serão selecionados candidatos para atuar especificamente na área da cultura. A seleção já era prevista antes da fusão das pastas de Educação, Cultura e Esportes em uma secretaria só. Quando anunciado pela primeira vez, ainda pela Secretaria de Cultura (Secult), em julho do ano passado, a previsão era que o edital fosse lançado em setembro e os aprovados pudessem tomar posse a partir de janeiro desse ano.

A Universidade Federal de Goiás (UFG) é a responsável por realizar essa seleção. Segundo a Segplan informou, o certame está sendo finalizado e em breve deverá ser lançado. Já os processos de seleção para o Procon, Instituto de Assistência dos Servidores Públicos do Estado de Goiás (Ipasgo), Agência Goiana de Transportes e obras (Agetop), Agência Goiana de Regulação (AGR), Junta Comercial (Juceg), Secretaria de Agricultura (Seagro), Metrobus e para professores da rede estadual estão suspensos, sem previsão para serem publicados.

A Segplan informou que os concursos que foram anunciados no ano passado estão sendo avaliados um a um. Disse ainda que somente serão mantidos os processos que não podem ser adiados, considerados de extrema importância para a gestão. Em nota encaminhada por e-mail, a Segplan destaca que alguns certames devem ser suspensos, “mas isso não quer dizer cancelamento. Ainda não existe uma lista fechada sobre quais deles cujas realizações serão temporariamente adiadas. É certo que, com a normalização das finanças públicas, o calendário será retomado”.

Seis concursos seguem em andamento e devem contratar, até o meio do ano, 1.265 servidores para o Estado. Para atuar na Polícia Técnico-Científica são 60 vagas para auxiliar de autópsia de 3ª Classe, 250 vagas para perito criminal de 3ª Classe e 150 vagas para médico legista de 3ª Classe. Também estão sendo selecionados 305 agentes prisionais e mais 500 servidores para a Universidade Estadual de Goiás, sendo 247 analistas de gestão administrativa e 253 assistentes administrativos.

Fonte: Jornal O Popular