15 de março de 2015

Goiânia: Proposta a construção do primeiro ecoresorte


O Vivence Express, da Rede Vivence, é um empreendimento composto por 142 apartamentos e 117 salas comerciais localizadas no Setor Aeroporto. Próximo ao Centro de Convenções de Goiânia, com apartamentos de 25 metros quadrados, o intuito é atender, sobretudo, o turismo de negócio.

Entre as novidades, destaca-se a proposta de construção do primeiro ecoresort de Goiânia. A previsão é de que a obra seja realizada à beira do lago Jaó (que tem uma lâmina de água de mais de 150 mil m²) e aproveite a estrutura do clube para compor um Convention Eco Resort.

“Serão 240 apartamentos e o maior espaço de eventos de Goiânia”, afirma a diretora operacional da Rede Vivence, Vanessa Morales.

Preocupações

De uma geral, os investidores apontam alguns fatores que contribuem para o investimento no setor hoteleiro em Goiânia. Entre eles, o crescimento acima da média de Goiás, a localização, a atração de turistas de diversas áreas, além das instalações antigas e estagnação da rede hoteleira.

Mas tamanha expansão do setor traz preocupações para dirigentes de entidades. Inclusive, informam, existem outros empreendimentos sendo tocados na capital, mas desconhecem quem são os investidores. Na avaliação do presidente do Sindicato de Hotéis de Goiânia (SIHGO), Luciano de Castro Carneiro, atualmente, a concorrência para atrair eventos é muito alta. “Temos pontos positivos como localização e bons preços de hospedagem, mas perdemos com o aeroporto”, afirma.

Para o presidente da ABIH-GO, Arnaldo Cardoso Freire, o setor está em crise desde o ano passado. “Ao contrário do que muitos esperavam, a Copa do Mundo diminuiu a média de ocupação em 60%”, diz.

Ambos compartilham da opinião que as novas unidades vão gerar uma superoferta de leitos na capital, contribuindo para o fechamento de hotéis nos próximos anos.