8 de fevereiro de 2015

Hector Angelo deseja que Goiânia seja a capital da cultura no Brasil


Para debater o tema no primeiro fórum, realizado no último dia 28 de janeiro, no Cinema Lumiere em Goiânia, o idealizador do projeto Goiânia 2020 – A cidade que queremos, presidente do Akhenaton Institute e diretor do Grupo Brasil Colombia, o publicitário Marcus Vinícius Queiroz, convidou personalidades do meio político de Goiânia.

Para se juntar ao seleto grupo de palestrantes, Marcus Vinícius, abriu espaço para que o jovem e promissor escritor e artista plástico Hector Angelo pudesse falar qual a cidade que ele quer em 2020. Aos 12 anos, Hector Angelo, surpreendeu os convidados ao falar de seus anseios para ter uma cidade melhor.

Comentou que saúde, segurança, respeito ao meio ambiente, ética na política e educação é o mínimo para que se tenha qualidade de vida e que então ele queria mais que o mínimo para a cidade dele.

Hector sonha com uma cidade que fervilha cultura, que as pessoas possam ter acesso a peças de teatro à baixo custo, que os empresários possam entender a importância de investir em projetos culturais, que a arte seja difundida para que a população possam conhecer e tomar gosto por programas culturais. Mencionou até o desejo de ter transporte gratuito para os eventos de arte.

O agitador cultural finalizou sua apresentação cultural com a frase: “ Quero que Goiânia seja a capital da cultura no Brasil!”

Para sua apresentação Hector Angelo escreveu e ilustrou uma história intitulada “ O sonho do Menino Escritor”.

Hector Angelo palestrou ao lado de personalidades importantes como : Professor e ex-prefeito de Goiânia, Nion Albernaz, Vereador e presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Anselmo Pereira, Prefeito Municipal de Palmas, Carlos Amastha, Deputado Federal, Delegado Waldir e o Secretário de Finanças da Prefeitura de Goiânia, Jeovalter Correia

Fonte: R7