14 de fevereiro de 2015

Empresários italianos anunciam investimentos



Os empreendedores pretendem investir em processos de gestão e edificações hospitalares, com a previsão de construção de um grande hospital

Helton Lenine, Especial para Economia

Uma caravana formada por empresários e representantes da Região da Lombardia, região mais desenvolvida da Itália, interessados em estabelecer relações comerciais com o Estado de Goiás, foram recebidos, na tarde desta última quarta-feira (11), pelo governador de Goiás em exercício, José Eliton de Figuerêdo Júnior.

Os empreendedores italianos, que atuam no segmento hospitalar, anunciou, durante a visita, que pretendem investir em processos de gestão e edificações hospitalares, com a previsão de construção de um grande hospital em Goiás. Antes da reunião no palácio, a delegação italiana visitou o Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (Crer), referência em sua especialidade.

“Essa data simboliza uma nova realidade em que vive o nosso Estado. Atualmente, a Itália vem a Goiás e Goiás vai à Itália”, afirmou José Eliton ao lembrar que o governador Marconi Perillo está em Roma em missão oficial, juntamente com uma delegação de empresários goianos. Segundo ele, a visita da delegação italiana representa a viabilidade de negócios bilaterais entre as duas nações, através de diálogos já estabelecidos em outras visitas e também pela missão oficial, que acontece durante essa semana, coordenada por Marconi.

José Eliton fez uma explanação para os visitantes sobre a importância de Goiás no cenário nacional, mostrando os números da economia goiana, sua localização privilegiada e infraestrutura diferenciada. Ele discorreu também sobre a riqueza hidrográfica e mineral do subsolo goiano, além de mostrar a força produtiva do Estado representada pela diversidade dos negócios goianos, destacando ainda o novo eixo de desenvolvimento do País: “Há a perspectiva real de que o desenvolvimento no trecho compreendido entre Goiânia e Brasília apareça, dentro de 15 anos, como o segundo maior eixo de desenvolvimento do País, atrás apenas do Eixo Rio-São Paulo-Belo Horizonte”, informou.

O encontro

Além do governador em exercício, a reunião com a delegação italiana contou com a presença de técnicos e superintendentes executivos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação (SED), como William Leyser O’Dwyer (Comércio Exterior), Danilo de Freitas (Desenvolvimento Regional) e Antônio Flávio de Lima (Agricultura).

Balança comercial

De acordo com o superintendente executivo de Comércio Exterior da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, William O’Dwyer, em 2014, a Itália foi o nono principal destino das exportações goianas. No ano passado, o país europeu comprou US$ 198,3 milhões e enviou US$ 74,4 milhões em produtos para Goiás. Com isso, a corrente de comércio foi favorável a Goiás em US$ 123,9 milhões. A Itália aparece em 12º no ranking dos países de origem das importações goianas.

Entre os produtos vendidos para aquele país, em 2014, está a carne bovina, o couro, a soja, ferroníquel, café, preparações alimentícias, algodão, açúcar, produtos químicos, orgânicos e bijuterias. Nos últimos quatro anos, as exportações goianas para a Itália cresceram 433%. O Estado comercializou 31 diferentes produtos no mercado italiano no ano passado.

Em 2014, Goiás comprou da Itália aparelhos para indústria química, produtos químicos orgânicos, máquinas e aparelhos elétricos e mecânicos para indústrias de embalagens, motores e máquinas motrizes, máquinas e aparelhos para indústrias de papel e borracha, máquinas e aparelhos para indústria do couro e agropecuária, lubrificantes para indústrias e tintas e vernizes para carro. De 2010 a 2014, as importações evoluíram 37,5%, tendo sido comprados no mercado italiano, no ano passado, 398 diferentes produtos.

Referência hospitalar

Antes do encontro com o governador em exercício, a comitiva italiana visitou o Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (Crer). Na ocasião, pode conhecer todo o funcionamento do local, um dos maiores exemplos de atendimento humanizado e especializado em reabilitação às pessoas com deficiência física, auditiva, visual e intelectual do Brasil.

O grupo de visitantes era formado por empresários da área hospitalar que atuam desde a fabricação de equipamentos até a prestação de serviços de limpeza e esterilização de materiais. De acordo com Marg Longo, um dos representantes da comitiva, existe uma grande expectativa em fechar parcerias com o governo. “Estamos analisando uma forma de trazer negócios hospitalares para o Brasil e Goiás chamou nossa atenção por causa da sua localização e, principalmente, pelas oportunidades de investimentos que o Estado oferece”, declarou.

Ainda no Crer, Marg Longo explicou que os primeiros estudos acerca dos investimentos em Goiás começaram há dois anos, após encontro com o governador Marconi Perillo que, segundo ele, apresentou o Estado como um local pronto para receber empreendimentos de qualquer ordem.

Fonte: DM