7 de dezembro de 2014

Prefeitura fecha terceiro Cais por falta de médico


Cais do Jardim Novo Mundo, que deveria absorver demanda de outras unidades, também fechou as portas ontem, sobrecarregando outras unidades

Ontem não foi um bom dia para procurar atendimento na rede municipal de saúde. Além dos dois Centros de Atenção Integrada à Saúde (Cais) que estão fechados por falta de profissionais - Jardim América e Amendoeiras - a unidade do Jardim Novo Mundo também fechou as portas na tarde de ontem. A justificativa foi a falta de três médicos que estavam escalados para o plantão no fim de semana.

O Jardim Novo Mundo recebeu pacientes durante a manhã, mas precisou recusar atendimentos pela falta de profissionais a partir do início da tarde. Por volta das 16 horas, o local estava vazio e um funcionário orientava as pessoas a procurarem as unidades da Vila Nova, Campinas ou Jardim Guanabara.

Diretora de Urgências da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Patrícia Antunes informou que a escala para a unidade do Jardim Novo Mundo contava com quadro de quatro clínicos, mas apenas um compareceu. Com isso, apenas casos graves estavam sendo atendidos.

Nas unidades do Jardim América e Amendoeiras, que estarão fechadas aos fins de semana até que a SMS consiga contratar novos médicos para compor o quadro de atendentes nos fins de semana, não haviam informações sobre a interrupção do atendimento aos sábados e domingos. A dona de casa Aparecida Lacerda de Medeiros, de 77 anos, foi à unidade Amendoeiras por conta de fortes dores nas pernas e braços. Ao chegar ao local, disse ter sido surpreendida. “Falta informação. Eles deveriam deixar pelo menos um papel para orientar o paciente que vem aqui.”

A assessoria de imprensa da SMS informou que hoje os diretores das duas unidades fechadas estarão nos locais para orientar quem buscar atendimento. Informou inda que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) montou bases nos locais para encaminhar pacientes.

19 médicos de plantão em 8 Cais

A planilha de atendimento em oito Centros de Atendimento Integral à Saúde (Cais) de Goiânia contará hoje com 19 médicos, caso todos compareçam. Diretora de urgências da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Patrícia Antunes ressalta o déficit de 149 médicos e afirma que a maioria dos interessados que buscam a pasta não quer atuar nos fins de semana. “Nossa prioridade é contratar para trabalhar sábado e domingo.” Os interessados podem procurar a secretaria durante a semana. De seis unidades visitadas pela reportagem na tarde de ontem, três estavam fechadas.

Fonte: Jornal O Popular
,