25 de dezembro de 2014

Final de Ano: Trânsito caótico testa paciência


Com a proximidade do Natal, Goiânia já experimenta aumento de 30% a 50% no fluxo de veículos em algumas regiões, principalmente aquelas em que estão localizados médios e grandes centros comerciais. Nesta época do ano, de acordo com o chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT), Jean Damas da Costa, a dica mais importante, para os motoristas, é, mesmo, a paciência, seja para estudar, previamente, o trajeto diário por rotas alternativas – ainda que mais demoradas – ou optar por horários diferenciados para sair de casa.

“Esse aumento significativo do fluxo de veículos na capital, nesta época do ano, já é esperado pela SMT. O que pode mudar, de um ano para outro, é o acréscimo na quantidade de pontos a exigirem maior paciência e atenção por parte dos motoristas”, destaca Costa, lembrando o “boom” de shoppings e centros de compras em Goiânia, que passam a atrair, para determinadas regiões, um maior número de consumidores.

Nesses locais (veja quadro), diz o chefe de gabinete da SMT, o mês de dezembro é marcado por uma maior lentidão no trânsito e a diminuição do espaço – já mínimo – para estacionamento. Conforme verificou na tarde de sexta-feira, a reportagem, o problema se estende – nese período de festas, ainda de forma mais intensa – para as ruas paralelas ou perpendiculares – a exemplo do que ocorre em Campinas, por causa da Avenida 24 de Outubro e dos camelódromos localizados na Praça A, na Avenida Anhanguera –, bem como para as vias de acesso – caso da Marginal Botafogo, nas imediações da Rua 44, e da Avenida Marechal Rondon, próximo à confluência com a Avenida Oeste, no Setor Norte Ferroviário.

“Com isso, as infrações de formar fila dupla e parar sobre a faixa de pedestre ou em locais proibidos se tornam quase uma regra e o desrespeito às normas de circulação, como, por exemplo, fechar cruzamentos, fica ainda mais evidente”, afirma Jean Costa. “Nesse sentido, já a partir desta semana estaremos providenciando uma permanência maior de nossas equipes em alguns desses lugares de maior movimento, com o objetivo de evitar congestionamentos e fazer com que o trânsito flua”, acrescenta o chefe de gabinete da SMT.

RECOMENDAÇÕES

Segundo ele, 300 agentes estão nas ruas, distribuídos entre 40 equipes de segunda a sexta-feira e 20 equipes no fim de semana. “A SMT já está a postos nos horários de pico; a ideia é que estejamos presentes o tempo todo, principalmente em cruzamentos importantes, de modo a evitar que eles sejam travados. A orientação é para que os infratores sejam notificados e que seja feito até guinchamento do veículo, se necessário”, ressalta Costa. Outra medida a ser tomada pela SMT, conforme adianta, será a não liberação da área azul na Região Central e no Setor Campinas – como ocorreu em dezembro do ano passado – com o objetivo de garantir a rotatividade de veículos estacionados.

Entre as dicas para enfrentar esses próximos dias de tumulto no trânsito, em Goiânia, o chefe de gabinete do órgão municipal cita a utilização de transporte público, de táxi ou de mototáxi para ir às compras; estacionar a uma ou duas quadras do estabelecimento ou aproveitar as vagas disponíveis em estacionamentos particulares; e, também, evitar circular, sem necessidade, por locais de grande fluxo de pessoas e veículos, dirigindo-se diretamente ao destino.

Jean Costa aponta, ainda, a escolha prévia de trajetos alternativos e de horários diferenciados para sair de casa, de modo a evitar o grande movimento registrado entre as 6h30 e às 9 horas, entre as 11h30 e às 14 horas, e entre as 17 e às 19 horas. “O ideal é evitar sair, mesmo, nestes horários. Se isso não for possível, nem optar por outras rotas diferentes, a recomendação é, além de paciência, muita educação, cordialidade, bom senso e respeito ao direito do outro”, argumenta.

Fonte: Jornal O Popular (Patrícia Drummond)