12 de dezembro de 2014

Emprego: Nove concursos ficam para 2015



Anunciados em julho, editais deveriam estar prontos em setembro, mas só quatro já foram lançados

De 13 concursos anunciados em julho para estarem com editais prontos dois meses depois, o governo do Estado vai conseguir liberar apenas quatro até o final deste ano. Os demais, segundo a Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan), devem ser publicados no decorrer do primeiro semestre de 2015 - mas, por enquanto, sem data específica. A intenção, apesar do atraso em alguns editais motivado por questões burocráticas envolvendo a contratação das instituições responsáveis pela elaboração dos certames, é conseguir realizar todos durante o ano que vem.

Já estão com as inscrições abertas os concursos para o cargo de agente prisional e da Polícia Técnico-Científica, que se dividiu em dois processos: um para os cargos de perito criminal e auxiliar de autópsia e outro para médico legista. As provas serão aplicadas em fevereiro. Além destes, está prevista para hoje a publicação do edital do concurso da Polícia Civil, para o cargo de papiloscopista, e, na próxima sexta-feira (19), será liberado o último edital do ano, que é do concurso da Universidade Estadual de Goiás (UEG), para os cargos de assistente e analista.

Ao todo, o número de vagas chega a 6.730, somando os 13 certames. O maior dos concursos é o da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), que deve ofertar 4.582 vagas. O edital, conforme apurou O POPULAR já está pronto e em análise na Procuradoria Geral do Estado (PGE), mas aguardando uma decisão do governo, cujo teor e assunto a reportagem não teve acesso. Especula-se nos corredores do Palácio que seja algo relacionado ao número de vagas ou alguma consequência decorrente da reforma administrativa.

Outros editais poderiam ter sido liberados este ano, não fosse a burocracia e os entraves nos processos de contratação das instituições. A publicação só pode ser feita depois de contrato assinado, empenhado e outorgado. A maioria dos editais desses concursos já foi elaborada pela Escola de Governo Henrique Santillo. Além dos três referentes aos certames com inscrições abertas e ao da Seduc, já se encontra também na PGE para análise jurídica o edital do concurso do Procon.

Esperava-se inclusive que o edital do Procon fosse liberado ainda este ano, já que a empresa contratada para realizar o concurso é a mesma dos que já tiveram os respectivos editais publicados: a Fundação Universa, de Brasília (DF). Em alguns cursinhos de Goiânia, conforme levantou O POPULAR, turmas específicas para estudar para o Procon, chegaram a ser ofertadas, na esperança de que o edital fosse liberado logo. A previsão, segundo a Segplan, é de que o concurso, que vai oferecer 70 vagas para cargos de técnico, analista e fiscal, será o primeiro a ser consolidado no ano que vem. A publicação deve ocorrer em fevereiro.

Além do Procon, Polícia Técnico-Científica (SPTC) e Secretaria de Estado da Administração Penitenciária e Justiça (Sapejus), a Fundação Universa vai se responsabilizar também pelos concursos da Polícia Civil (papiloscopistas), UEG e Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg). Os demais ainda estão em fase de licitação e devem ser realizados pelo Centro de Seleção da Universidade Federal de Goiás (UFG), inclusive o da Seduc. A Segplan não consegue ainda estipular uma previsão de quando os contratos serão outorgados, mas a expectativa é que, assim que eles forem celebrados, os editais serão publicados de imediato. A ideia, no próximo ano, é fazer uma publicação a cada 15 dias, pelo menos.

PROCURA

A procura nos cursinhos já aumentou nos últimos dias, em razão dos concursos que estão com as inscrições abertas. Segundo o professor e coordenador do Tese Concursos, Pedro Galvão, o interesse maior tem sido pelo cargo de perito criminal, que exige curso superior em qualquer área de atuação e o salário é o mesmo de médico legista: quase R$ 8 mil.

“Embora seja mais concorrido e difícil (o cargo de perito), porque o conteúdo é muito extenso, o salário é atraente e a carreira também é interessante. Ela é diversificada, com trabalhos internos e externos. Não fica só na parte burocrática da repartição. Isso gera expectativas no candidato. Mas a gente não pode esquecer, claro, que o que atrai mesmo é a estabilidade. Todo candidato de concurso público deseja primeiro a estabilidade”, afirma Galvão.

O Tese Concursos está com duas turmas cheias, que se preparam exclusivamente para o concurso de perito, que ofertará 250 vagas. As aulas vão acontecer até o dia 7 de agosto, um dia antes da prova, com folgas apenas nos dias 25 e 31 de dezembro. O conteúdo é composto por 18 disciplinas.

Fonte: Jornal O Popular (Galtiery Rodrigues)