4 de dezembro de 2014

Corredor da Avenida T-7 é avaliado em R$ 30,8 milhões

A abertura dos envelopes com as propostas de execução do corredor preferencial de ônibus da Avenida T-7 ocorreu na manhã de segunda-feira, e a empresa que apresentou o menor valor foi a Jofege Pavimentação e Construção Ltda., de R$ 30.899.857,55. Além delas, outras duas concorrentes participaram do processo, mas não conseguiram cobrir o teto do valor estipulado pelo edital de licitação da obra que é de R$ 32,1 milhões.

Tanto a CA Guimarães Atitude Engenharia como o Consórcio Corredor T-7 (Gae - Consladel) excederam o máximo permitido e propuseram, respectivamente, R$ 32,4 milhões e R$ 34,2 milhões. Dessa forma, apenas a proposta da Jofege foi considerada válida. Os técnicos da CMTC analisam agora as planilhas de custo e detalhamento das finanças apresentadas pela empresa para decretá-la campeã do processo licitatório.

O edital estipula o prazo de 12 meses para a execução da obra, a contar da primeira emissão da ordem de serviço. O projeto prevê a requalificação da malha viária, das calçadas, bem como a implantação de calçadas, ciclovias, fornecimento de abrigos metálicos, implantação de rede lógica e sinalização horizontal e vertical. O projeto segue modelo semelhante ao que foi adotado na Rua 10 e Avenida Universitária, no Setor Universitário.

Conforme publicou O POPULAR em 8 de novembro, a ideia é construir 16 corredores preferenciais de ônibus em Goiânia. Além da Avenida T-7, outras obras são planejadas nas Avenidas T-9, T-63, 85, 24 de Outubro e Independência.

Fonte: Jornal O Popular (Galtiery Rodrigues)