13 de novembro de 2014

Os estados que têm as piores taxas de violência do Brasil


Mais uma vez, os números da violência bateram recorde no Brasil, segundo dados do Anuário Brasileiro da Segurança Pública 2014.

No ano passado, mais de 53 mil pessoas foram vítimas dos chamados crimes violentos letais – que somam os homicídios dolosos (aqueles em que há intenção de matar), os latrocínios (roubos seguidos de morte) e agressões que resultaram em óbitos.

O estudo mostra que o Brasil perdeu cerca de 192 bilhões de reais só com os efeitos gerados pela violência - o número é três vezes maior do que o valor investido durante todo ano passado no setor.

O estado de Alagoas persiste como o que apresenta as taxas neste sentido. Foram 67,5 assassinatos por 100 mil habitantes em 2013. Já a Bahia lidera em termos absolutos – ao longo de todo ano passado, 5.708 pessoas foram mortas no estado.

São Paulo teve a menor taxa de crimes violentos letais em 2013 – foram 11,7 mortes por 100 mil habitantes. No entanto, é o segundo estado com mais assassinatos em números absolutos: a violência fez 5.119 vítimas no estado.

No texto introdutório do Anuário, os coordenadores do estudo afirmam que “não vivemos mais apenas mais uma epidemia de violência, mas nos acostumamos com um quadro perverso”. Os dados das próximas fotos são uma prova dessa triste realidade do país.

Ranking:

1°- Alagoas - 67,5 mortes/100 mil habitantes
2°- Ceará - 50,4 mortes/100 mil habitantes
3°- Pará - 42,4 mortes/100 mil habitantes
4°- Sergipe - 42,2 mortes/ 100 mil habitantes
5°- Espírito Santo - 42 mortes/100 mil habitantes
6°- Goiás - 41,6 mortes/100 mil habitantes
7°- Paraíba - 39,2 mortes/ 100 mil habitantes
8°- Bahia - 37,9 mortes/100 mil habitantes
9°- Mato Grosso - 36,1 mortes/100 mil habitantes

10°- Pernambuco - 33,6 mortes/100 mil habitantes
11°- Rio de Janeiro - 30,1 mortes/100 mil habitantes
12°- Rondônia - 27,9 mortes/100 mil habitantes
13°- Acre - 27,1 mortes/100 mil habitantes
14°- Distrito Federal - 26,8 mortes/100 mil habitantes
15°- Amazonas - 25,6 mortes/100 mil habitantes
16°- Maranhão - 25,4 mortes/100 mil habitantes
17°- Paraná - 24,5 mortes/100 mil habitantes
18°- Rio Grande do Norte - 24,3 mortes/100 mil habitantes
19°- Amapá - 23,3 mortes/100 mil habitantes
20°- Roraima - 22,4 mortes/100 mil habitantes

21°- Mato Grosso do Sul - 21,7 mortes/100 mil habitantes
22°- Minas Gerais - 21,6 mortes/100 mil habitantes
23°- Tocantins - 21,4 mortes/100 mil habitantes
24°- Rio Grande do Sul - 19,5 mortes/100 mil habitantes
25°- Piauí - 17,4 mortes/100 mil habitantes
26°- Santa Catarina - 12 mortes/100 mil habitantes
27°- São Paulo - 11,7 mortes/100 mil habitantes

Fonte: Exame