11 de outubro de 2014

Indústria goiana avança 3,3% e tem o segundo maior crescimento do país


O índice é quatro vezes maior do que a média nacional, que ficou em 0,7%

Mesmo com o avanço tímido da industrialização registrado no país, Goiás obteve índice positivo e se firmou como o segundo Estado que mais cresceu no setor. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as fábricas instaladas em Goiás produziram 3,3% a mais do que em julho.

O índice é quatro vezes maior do que a média nacional, que ficou em 0,7%. O bom resultado foi puxado principalmente pelas indústrias de combustível e alimentos instaladas no Estado.

O resultado é ainda mais positivo quando a comparação é feita com o mesmo período do ano passado. Com relação a agosto de 2013, o crescimento registrado foi de 3,7%, colocando Goiás novamente como o segundo Estado nesse quesito.

Segundo informações do IBGE, a indústria de combustível registrou um avanço de 15,3% em sua produção e a de alimentos saltou 4,7%. No País, a produção cresceu em 10 dos 14 estados analisados pelo instituto. Outros locais que apresentaram aumento acima da média nacional, de 0,7%, foram o Ceará (2,8%), Pernambuco (2,7%), Paraná (2,1%), Pará (2,0%) e São Paulo (0,8%).

Com o índice acumulado do ano de 0,5%, Goiás teve a quinta maior variação positiva do país.

Brasil

A produção da indústria no país registrou alta de 0,7% em agosto, quando comparado com julho deste ano. Foi o segundo aumento da produção depois de dois meses de queda (março e junho). Em julho, o avanço também foi de 0,7%.

De acordo com o IBGE, os destaques do crescimento foram os setores de máquinas e equipamentos (3,9%), as indústrias extrativas (2,4%), de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (1,5%) e de produtos alimentícios (1,1%).

Fonte: Jornal Opção