19 de outubro de 2014

Goiânia: Valorização do verde


Morar perto de áreas verdes, para os goianienses, se tornou uma tendência nos últimos dez anos. No entanto, o valor do metro quadrado nesses locais aumentou em torno de 3,5 vezes, de acordo com estudo.

Para aqueles que procuram um imóvel próximo a áreas verdes na Capital, preparem o bolso, pois pode ser mais caro do que se imagina. No entanto, a valorização é algo que pode fazer o investimento valer a pena. É o que aponta um estudo do setor de inteligência de mercado da EuroAmérica Incorporações, baseado em dados da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás (Ademi). A pesquisa analisa que imóveis em torno de parques da cidade chegam a valorizar 3,5 vezes mais no decorrer dos anos.

Edmilson Soares Borges, coordenador de vendas da EuroAmérica Incorporações, cita como exemplo imóveis vendidos próximos aos parques Flamboyant e Vaca Brava. "Os parques têm sido um grande vetor de atração para a procura de imóveis, uma vez que o morador quer maior qualidade de vida na hora de decidir onde viver", diz.

Para o coordenador de vendas, adquirir um imóvel próximo a áreas verdes é um ótimo negócio e os benefícios não são apenas no bem-estar e na qualidade de vida, mas também refletem no bolso dos clientes futuramente. "Fizemos pesquisas nessa área que mostram o quanto esses imóveis valorizaram. O primeiro imóvel vendido no Parque Flamboyant custou R$ 2,2 mil o metro quadrado, e este ano tivemos apartamento sendo vendido por R$ 7 mil o metro quadrado", explica.

Mais verde em Goiânia 

De acordo com portal da Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma), atualmente existem na capital 191 parques e bosques bem preservados, que totalizam 1,5 milhão de metros quadrados de áreas verdes. Logo deve ser lançada outra área verde, desta vez com 706 mil metros quadrados, na Região Sul, próximo ao Paço Municipal e ao principal polo de condomínios horizontais da capital. Batizado como Parque do Cerrado Paulo Panarello Neto, será o maior da capital e já está criado pela Lei 9360, de novembro de 2013, que prevê a sua construção, que será oito vezes maior do que o Parque Vaca Brava.

Na mesma direção segue Aparecida de Goiânia, principal cidade da Região Metropolitana. A vizinha inaugurou neste mês de setembro seu primeiro parque urbanizado com 45 mil metros quadrados, sendo 23 mil deles de mata preservada. Nos mesmos moldes de Goiânia, às margens do parque já estão sendo construídos condomínios verticais.

"Os parques têm sido um grande vetor de atração para a procura de imóveis" Edmilson S. Borges,EuroAmérica

Parques e bosques em Goiânia

Região Central - 4 unidades
Norte - 20 unidades
Região Leste - 19 unidades
Sudeste - 18 unidades
Região Sul - 6 unidades
Região Macambira/ Cascavel - 2 unidades
Sudoeste - 33 unidades
Oeste - 26 unidades
Mendanha - 19 unidades
Noroeste - 25 unidades
Região Vale do Meia Ponte - 16 unidades
Região Campinas - 3 unidades

Fonte: DM (www.goiania.go.gov.br)