6 de setembro de 2014

Turismo: Programa põe Goiás no mapa dos eventos internacionais


O Estado participará do Programa Apoio à Captação ou Promoção de Eventos Internacionais, que vai também promover as atrações turísticas goianas no exterior

O Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) ajudará a promover o turismo goiano no exterior e a captar eventos internacionais para Goiás. O apoio na captação de eventos para o Estado foi discutido ontem em Goiânia pelo presidente da Embratur, Vicente José de Lima Neto, e representantes do Goiânia Convention & Bureau, que reúne o trade turístico da capital. O turismo de negócios e eventos, conhecido no mercado turístico como Mice (Meetings, Incentive, Congress and Events), é considerado um segmento estratégico do programa Apoio à Captação ou Promoção de Eventos Internacionais.

Em dez anos, os congressos e convenções de negócios realizados no Brasil registraram um aumento de 408%. Segundo a Internacional Congress and Convention Association (ICCA), entre 2003 e 2013, o total de eventos sediados no País passou de 62 para 315. No mesmo período, o número de cidades que sediaram esse tipo de evento subiu 145%, passando de 22 para 54. O ranking divulgado mostra que o Brasil permaneceu entre os dez países que mais recebem congressos e convenções associativas, liderado pelos Estados Unidos.

CORPORATIVOS

O presidente da Embratur explica que, no caso de Goiás, o foco específico são os eventos corporativos, segmento que tem crescido muito no Brasil, que já está em nono lugar no mundo. “Também diversificamos as cidades que estão captando eventos com apoio da Embratur. Havia concentração grande no eixo Rio-São Paulo e quase nada em outras regiões do País. Agora, isso mudou”, garante Vicente Neto.

Ele lembra que Manaus já conseguiu captar um evento internacional e o Nordeste já cresceu muito na captação. A Região Centro-Oeste, através de Brasília, também conseguiu se inserir no mapa da captação de eventos internacionais. A ideia, segundo o presidente da Embratur, é inserir Goiânia também em função da estrutura que a cidade tem e a disponibilidade de parque hoteleiro, que já abriga redes internacionais.

EDITAL

“No novo edital do programa, que será lançado até março, a ideia é incentivar os parceiros locais a estarem conosco na captação de eventos que possam colocar a cidade nesse mapa”, explica Vicente. Segundo ele, esté é um trabalho de garimpagem. No mundo inteiro acontecem esses eventos que recebem candidaturas para os eventos seguintes. Os da área de saúde, que têm várias especialidades, são os mais disputados e têm sido alvo da procura insistente dos órgãos de turismo.

O presidente da Embratur explica que são eventos numerosos, que deixam muitos recursos na cidade. “Normalmente, esse tipo de turista fica mais tempo, gasta mais e volta”, destaca. O apoio da Embratur acontece por aporte financeiro, ajudando as entidades locais a captar o evento com recursos públicos. O Estado se inscreve e aponta o evento que quer captar. O município apresenta sua candidatura e Embratur vai com ele até o evento para disputar a candidatura.

Os representantes do Estado são acompanhados em todas as etapas da disputa acirrada. Vicente lembra que, recentemente, o programa conseguiu captar o Fórum Mundial da Água para Brasília. Será um evento que receberá 40 mil pessoas em 2020.

Goiânia já atrai vários encontros de negócios

O presidente do Goiânia Convention, Newton Pereira, informa que Goiânia está conseguindo atrair vários eventos de negócios em diversas áreas, como medicina, confecções e agronegócio.
De acordo com ele, o crescimento é grande tendo em vista a evolução da cidade no recebimento de negócios. “Temos melhorado muito os pontos para receber eventos e nossa rede de hotelaria vai aumentar em mais de 20 hoteis até o próximo ano.”

Para ele, a promoção dos Estados brasileiros pela Embratur, visando atrair mais eventos internacionais, abre uma importante porta para Goiânia, que estará presente nessas ações que o Instituto realiza no exterior, apresentando suas potencialidades.

Fonte: Jornal O Popular (Lúcia Monteiro)