30 de setembro de 2014

Sem se preocupar com a população, PT pede suspensão da extensão


Legenda do governadoriável Antônio Gomide também quer que tarifa seja de R$ 2,80

Partido do candidato a governador Antônio Gomide, o PT entrou com representação solicitando à Justiça, em caráter liminar, a suspensão da extensão da linha do Eixo Anhanguera para os municípios de Senador Canedo, Goianira e Trindade, em vigor desde o dia 20 de setembro. Com a ação do governo de Goiás, é possível percorrer trechos entre uma cidade e outra com apenas um único bilhete, que custa R$ 1,40. O PT quer que o valor volte a ser de R$ 2,80. Cerca de 240 mil pessoas utilizavam, diariamente, o Eixo. Com a extensão, o número de beneficiados chega a 312 mil pessoas.

O benefício foi aprovado pela Câmara Deliberativa de Transportes Coletivos (CDTC) e os veículos colocados em circulação pela Metrobus contam com o dobro de lugares. A tarifa é considerada a mais barata do Brasil. Neste primeiro momento, a previsão é que sejam disponibilizados mais 40 ônibus no Eixo Anhanguera. A previsão do governo do Estado é de que, até 2015, quatro novos terminais sejam construídos ao longo das GO’s 060 e 070.

Vale ressaltar que a linha do Eixo Anhanguera ia do Terminal Padre Pelágio, no Bairro Capuava, até o Terminal do Jardim Novo Mundo. Agora, os veículos que atendem Trindade saem do Padre Pelágio e vão até o município por meio da GO-060. A linha de Senador Canedo tem como ponto de partida o Terminal Novo Mundo e segue na GO-403 até o terminal da cidade. Já em Goianira, os ônibus passam pela GO-070 e seguem até a rodoviária municipal.

Estender a linha de ônibus do Eixo Anhanguera até os três municípios sempre foi uma das principais preocupações do governador Marconi Perillo, no sentido de garantir mais facilidade aos usuários que dependem do transporte coletivo para estudar ou trabalhar. A ação foi respaldada por quem é beneficiado diretamente. Reportagem divulgada pela TV Anhanguera, logo após a medida ter entrado em vigor, apontou que os usuários aprovaram a mudança. “Vai facilitar bastante”, afirmou um dos entrevistados pela emissora.

Sede pelo poder

A ação do PT ignora os benefícios que a medida implantada pelo governador Marconi Perillo traz para a população da Região Metropolitana de Goiânia. A única preocupação do partido de Antônio Gomide é impedir que os usuários possam votar no governador. Em todas as pesquisas eleitorais, o tucano aparece na liderança, com chances de vitória já no primeiro turno. Gomide, por sua vez, segue na quarta colocação.

Não é a primeira vez que os adversários políticos do governador Marconi Perillo tentam anular uma ação que beneficia diretamente a população. O ex-prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB), também candidato ao governo do Estado, chegou a criticar a presidente Dilma Rousseff (PT) por repassar recursos e manter parcerias com o governo de Goiás. Tais atitudes mostram que tanto PT quanto PMDB colocam os interesses políticos em primeiro lugar, em detrimento às necessidades da população.

Fonte: DM