26 de setembro de 2014

Procon Goiás encontra alimentos impróprios ao consumo em restaurantes do Shopping Flamboyant


Estabelecimentos foram notificados e têm dez dias para apresentar defesa. Ao todo, foram encontrados mais de 60 irregularidades

Operação realizada pelo Procon Goiás na última sexta-feira (19/9) encontrou irregularidades, como alimentos impróprios ao consumo, cobrança indevida de gorjeta, ausência de cardápio em braile e indisponibilidade do código de defesa do consumidor, em diversas lanchonetes e restaurantes do Shopping Flamboyant. Segundo o relatório divulgado nesta quarta-feira (24), a fiscalização verificou alimentos impróprios ao consumo no Piquiras, Madero, Coco Bambu e Camarão e Cia. No Outback, Spoleto, Kanpai e Giraffas, por exemplo, foi constatado problemas relacionados à precificação.

Em entrevista ao Jornal Opção Online, o gerente de fiscalização do Procon, Artêmio Neto, disse que a operação teve o objetivo de garantir os direitos do consumidor.  “Estivemos em 26 estabelecimentos da aérea interna e externa do centro de compras e apenas dois, o Burger King e o McDonald’s, não apresentaram nenhuma conduta ilegal”, disse.

Ao todo o órgão encontrou 65 irregularidades, sendo a mais comum a falta de fixação do número de denúncias do Procon, seguido pela ausência de cardápios em braile para deficientes visuais.

Segundo Artêmio Neto, os estabelecimentos foram notificados e têm dez dias para apresentar defesa junto ao Contencioso Jurídico do Procon Goiás. “Além disso, eles foram orientados a fazer um levantamento geral da empresa dos últimos doze meses e nos enviar para que possamos julgar se será ou não imputado alguma multa”, salientou.

O Flamboyant Shopping Center informou, por meio de nota, que apesar de não possuir autonomia para interferir na administração dos restaurantes, aguarda o posicionamento dos mesmos e que “o trabalho de orientação que já é desenvolvido será intensificado”.

Lista completa de irregularidades encontradas nos estabelecimentos:

Piquiras: Número do Procon, preços, alimentos impróprios, Código de Defesa do Consumidor.

Madero: Ausência da informação do pagamento opcional do acréscimo de 10% a titulo de gorjeta, número do Procon, alimentos impróprios, Código de Defesa do Consumidor.

Dna Natural: Cardápio em braile, número do Procon.

Fon Pin: Cardápio em braile, número do Procon.

Camarão e Cia: Nº do Procon, alimentos impróprios.

Mercatto: Cardápio em braile, número do Procon.

Vivenda do Camarão: Ausência da informação do pagamento opcional do acréscimo de 10% a título de gorjeta, número do Procon.

Toshca: Ausência da informação do pagamento opcional do acréscimo de 10% a título de gorjeta, cardápio em braile, número do Procon.

Kabanas: Ausência da informação do pagamento opcional do acréscimo de 10% a título de gorjeta, cardápio em braile.

Pankekas e Waffles: Ausência da informação do pagamento opcional do acréscimo de 10% a título de gorjeta, cardápio em braile, número do Procon, preços.

QG: Ausência da informação do pagamento opcional do acréscimo de 10% a título de gorjeta, cardápio em braile, número do Procon.

Coco Bambu: Ausência da informação do pagamento opcional do acréscimo de 10% a título de gorjeta, cardápio em braile, número do Procon, preços, alimentos impróprios.

Jerivá: Cardápio em braile.

Divino Fogão: Cardápio em braile, número do Procon.

Outback: Preços.

Richesse: Cardápio em braile, número do Procon.

Subway: Número do Procon.

Spoleto: Cardápio em braile, preços, Código de Defesa do Consumidor.

Kanpai: Cardápio em braile, nº do Procon, preços, Código de Defesa do Consumidor.

Giraffas: Ausência da informação do pagamento opcional do acréscimo de 10% a título de gorjeta, Cardápio em braile, número do Procon, preços.

Salad Creations: Ausência da informação do pagamento opcional do acréscimo de 10% a título de gorjeta, Cardápio em braile, número do Procon, preços.

Companhia do Grelhado: Ausência da informação do pagamento opcional do acréscimo de 10% a título de gorjeta, cardápio em braile, número do Procon, preços.

Doce Doce: Cardápio em braile, número do Procon.

Crepe de Paris: Cardápio em braile, número do Procon.

Burger King: Sem Irregularidades.

Mc Donalds: Sem irregularidades.

Fonte: Jornal Opção