4 de agosto de 2014

Polícia não descarta a existência de um serial killer agindo em Goiânia


A Polícia Civil de Goiás, não acredita na existência de um assassino em série agindo em Goiânia, mas também não descarta essa possibilidade. Várias mulheres jovens e bonitas foram mortas antes e depois de uma mensagem de voz, circular pelo aplicativo de celular WhatsApp, informando sobre a existência de um serial killer agindo na capital.

Os assassinatos geralmente são praticados por um homem em uma moto preta e com capacete preto, ele se aproxima da vítima, dá voz de assalto, saca a arma, dispara contra a mulher e foge em seguida sem levar nada.

Segundo o delegado Murilo Polati, algumas das investigações indicam crimes passionais e outras apontam envolvimento das vítimas com consumo e tráfico de drogas, mas prefere não dar detalhes para não comprometer os inquéritos. “Nós não descartamos também que autores venham utilizando esse modo de agir inclusive para desviar a investigação. Dessa forma, seja por crime passional ou envolvimento com tráfico esse crime vai recair para o suposto maníaco”, conclui.

Fonte: DM