8 de agosto de 2014

Obras de viaduto sobre Rua 88 vão ser reiniciadas


Prefeitura chega a acordo com construtora e pista deve ser liberada até aniversário da capital

As obras do viaduto da Marginal Botafogo sobre a Rua 88, no Setor Jardim Goiás, vão ser retomadas na terça-feira, com estimativa de entrega até novembro deste ano. A Prefeitura de Goiânia quer que a inauguração da obra no sentido Centro-bairro seja feita no dia 24 de outubro, aniversário da capital. A mesma previsão foi feita no ano passado, quando do início da obra. A intenção era fazer a entrega em novembro, mas a Secretaria Municipal de Obras, à época comandada por Luciano Henrique de Castro, pretendia fazer a inauguração no aniversário da cidade.

Os outros dois viadutos, que ficam no sentido inverso e sobre as Avenidas A e E, foram finalizados em abril deste ano e liberados para o trânsito em junho. A paralisação do outro viaduto ocorreu porque a Prefeitura deixou de repassar os recursos para a GAE Construção e Comércio Ltda., responsável pela obra. O último repasse foi feito em fevereiro, de R$ 1,8 milhão. Na ocasião, metade da obra já havia sido paga e a GAE informou não ter recursos para finalizá-la, interrompendo os trabalhos quando a crise financeira do Paço ficou exposta.

Desde junho, Prefeitura e GAE tentavam um acordo para pagamento e reinício da obra. A proposta era de parcelar o pagamento das ordens de serviço, o que vinha sendo negado pela empresa. Um segundo aditivo no contrato para a prorrogação do prazo final de entrega foi firmado em 1º de julho e válido por 120 dias – até outubro. O prefeito Paulo Garcia (PT), na inauguração da reforma do Centro Integrado de Atenção Médico Sanitária (Ciams) Novo Horizonte, afirmou que o viaduto ficaria pronto em 45 dias. A negociação com a GAE foi finalizada no fim da semana passada.

Em dezembro, a Prefeitura teve de fazer o primeiro aditivo de prorrogação do contrato, após a obra não ficar pronta nos 240 dias estimados. O prazo foi de mais 240 dias e, com promessa de entrega neste mês. A falta de pagamento nos meses subsequentes à prorrogação impediu a conclusão. Em 2013, a desculpa para o descumprimento do prazo seria, primeiramente, a existência de um poste de energia instalado no local em que o viaduto passaria e que a Companhia Energética (Celg) demorou para retirá-lo. Em seguida, se começou o período chuvoso.

Via não apresenta desgastes

A intenção da GAE Construção e Comércio Ltda. é reforçar os trabalhos de construção do viaduto da Marginal Botafogo neste mês, ante da entrada do período chuvoso, em setembro. Quando a obra foi paralisada, a GAE informou que necessitaria de mais um mês para finalizar o viaduto, mas que esse prazo ocorreria desde que o trabalho voltasse em até três meses, já que o material poderia se deteriorar neste período.

Os engenheiros afirmam que houve monitoramento durante a paralisação das obras e nada ficou deteriorado. Ainda falta colocar cerca de 3 mil metros cúbicos de aterro, passar a capa asfáltica e concluir o acabamento. Técnicos da empresa e da Prefeitura estiveram na obra no início da semana para avaliar suas condições e também o fizeram no viaduto já aberto ao trânsito. Este seria apenas um trabalho de rotina.

Fonte: Jornal O Popular