30 de agosto de 2014

Delegado Waldir diz que suposto serial killer não foi preso e sugere que as pessoas devem ficar alertas


O delegado Waldir Soares diz que o silêncio da Polícia Civil não permite que se tenha informações precisas sobre a caçada a um possível serial killer — ou possíveis serial killers — que matou várias mulheres em Goiânia. “Como não houve mais mortes, a imprensa silenciou-se. Procede que a polícia, no processo de investigação, precisa mesmo de certo sigilo, mas talvez seja o momento de admitir que algumas mortes foram mesmo cometidas por uma só pessoa. Há, por assim dizer, um procedimento padrão.”

A polícia prendeu pelo menos duas pessoas, porém, afirma o delegado Waldir, “ainda não deu uma resposta satisfatória à sociedade. Não acredito que o serial killer, se existe um, tenha sido preso. Aposto noutra interpretação: como foi flagrado por algumas câmeras, e começou a ser procurado com mais precisão pela polícia, provavelmente decidiu esconder-se. Portanto, alerto as pessoas para continuarem andando com cuidado pouco ou nada movimentadas. Não quero alarmar ninguém, mas é preciso ser realista”.

Uma coisa é positiva, diz o delegado Waldir: “A política está mais presente nas ruas e isto inibe o crime, e não apenas o de assassinato”.

Fonte: Jornal Opção