29 de agosto de 2014

Adiado: Centro de Excelência será entregue em novembro




Governador visitou na manhã desta sexta-feira as obras do complexo esportivo que envolve o Estádio Olímpico e o Centro de Excelência, na avenida Paranaíba, em Goiânia; construções estão em fase final e inauguração está prevista para novembro; o novo estádio terá capacidade para 12 mil torcedores, pista de atletismo de padrão internacional e cobertura; o Centro de Excelência do Esporte atuará como instrumento de inclusão social, incentivando e valorizando a formação de profissionais, promovendo o desenvolvimento de talentos e formando uma nova geração olímpica

Ao visitar nesta sexta-feira o canteiro de obras do novo Estádio Olímpico, que faz parte do complexo esportivo do Centro de Excelência do Esporte, o governador Marconi Perillo manifestou sua convicção de que “esta é uma obra de primeiro mundo, com muita qualidade”.

Previsto para ser entregue em novembro deste ano, o estádio contará com pista de atletismo importada da Alemanha, que já está no Porto de Santos para ser trazida a Goiânia nos próximos dias. Também em breve será iniciado o plantio da grama. Os estacionamentos na parte subterrânea já estão prontos.

No momento, as obras estão concentradas na instalação da cobertura de parte da arena, que terá capacidade para receber 12 mil pessoas. A cobertura, flexível e leve, é do mesmo padrão e mesma tecnologia usada nas arenas mais modernas do mundo. Na parte superior da arquibancada coberta serão instaladas 12 cabines para a imprensa.

Durante a visita, o governador anunciou que o Estádio Olímpico terá também um museu que contará a história do esporte no Estado, especialmente do futebol. “Já designei o jornalista Jayro Rodrigues da Silveira, que militou muito tempo na área do esporte, para ser o organizador deste museu. Ele liderará um grupo que ficará responsável por pesquisar e angariar o material que formará o museu”, informou Marconi.

A inauguração será marcada com a realização de um grande jogo de futebol. “Vamos trazer um grande clássico para esta data, que marcará também a inauguração do Centro de Excelência”, concluiu.

Segundo a Agetop, as obras de construção do Estádio Olímpico já estão 60% concluídas. Cerca de 100 homens trabalham no local. A Agetop constrói também o Laboratório de Capacitação e Pesquisa, integrante do Centro de Excelência do Esporte, que já está com 85% das obras concluídas, restando apenas os serviços de implantação de pisos e louças.

O Centro de Excelência do Esporte atuará como um poderoso instrumento de inclusão social, incentivando e valorizando a formação de profissionais, promovendo o desenvolvimento de novos talentos e formando uma nova geração olímpica.

Com capacidade para atuação em nível nacional e internacional, planejado e adaptado para atletas paraolímpicos, o complexo contará com os seguintes módulos: Ginásio de Esportes; Laboratório de Capacitação e Pesquisa; Parque Aquático e Estádio Olímpico.

Fonte: Goiás 247