17 de julho de 2014

Novas placas bilíngues começam a ser instaladas


Prefeitura deve investir cerca de R$ 280 mil em instalação de sinalização turística em 37 pontos da cidade

A Prefeitura de Goiânia retomou esta semana o serviço de instalação de placas bilíngues de orientação turística. Após realizar o procedimento em 98 pontos, entre os anos de 2008 e 2010, a Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer (Setel) promete colocar agora mais 37 placas com informações em português e inglês nas principais ruas e avenidas da capital. De acordo com o órgão, a estrutura se enquadra no padrão nacional de sinalização turística promovido pelo Ministério do Turismo.

“Além de divulgar os pontos turísticos, essas placas servem para facilitar a mobilidade pela cidade. Também é importante frisar que orientação bilíngue é fundamental para estrangeiros que vêm a eventos empresariais, acadêmicos e culturais, já que Goiânia, por ter uma localização privilegiada, recebe muitos eventos do tipo”, enfatiza o diretor de desenvolvimento de infraestrutura turística da Setel, Fernando Magalhães.

Segundo o diretor, o investimento para a instalação das novas placas será de aproximadamente R$ 280 mil, com recursos oriundos do Tesouro Municipal e da União. “Somente em 2013, quase 1,5 milhão de embarques foram feitos no Aeroporto Santa Genoveva, e muitos deles eram de turistas vindos para a capital ou de passagem para cidades turísticas como Trindade, Caldas Novas, Goiás e Pirenópolis. Essas placas vão ajudar a orientar e receber bem nossos visitantes”, salienta Fernando Magalhães.

Além da 2ª etapa, a Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer revela que Goiânia foi contemplada com recursos da ordem de R$ 1 milhão para investimento na sinalização turística. A verba oriunda do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) servirá para instalar mais 116 placas de sinalização viária, 50 direcionais para pedestres e 57 para sinalização interpretativa de atrativos. “O processo está na fase de análise de documentação pela Caixa Econômica Federal para que a licitação seja feita ainda neste ano”, afirma o diretor de desenvolvimento de infraestrutura turística da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer, Fernando Magalhães.

Fonte: Jornal O Hoje