25 de julho de 2014

Aparecida de Goiânia: Inaugurada Faculdade de Medicina da UniRV


Foi inaugurado na manhã de ontem o câmpus Aparecida da Universidade de Rio Verde (UniRV). A unidade está instalada no Jardim dos Buritis e terá inicialmente o curso de Medicina, primeiro no município. A solenidade contou com a presença do corpo docente da instituição e de autoridades locais, que destacaram as qualidades no método de ensino da universidade.

A primeira turma, com 60 estudantes, começa a estudar no próximo dia 28 de julho e os alunos contarão com laboratórios morfológicos já montados para os primeiros três semestres. De acordo com o professor e coordenador do curso de Medicina da UniRV, José Alberto Alvarenga, a metodologia de ensino da unidade será diferenciada do método antigo, com turmas separadas e tutores.

“Desde o início o aluno vivenciará não somente a teoria, mas também a prática do curso. Montamos grupos de alunos em salas separadas, com um tutor, onde avaliam um problema, ou seja, pegam um caso de uma comunidade, e estudam na literatura médica todas as vertentes deste problema. Ao mesmo tempo, o aluno também será trabalhado na habilidade, e isso será feito por meio de atendimento comunitário”, explana o professor.

Para que exista a avaliação e interação comunitárias foi feita uma parceria com a Secretaria Municipal de Saúde para que o aluno tenha a vivência dentro das UBSs e da UPA do município. O mesmo convênio será feito com o Estado para que os alunos possam conviver com a medicina nas unidades de saúde estaduais.

O reitor da UniRV, Sebastião Lázaro Pereira, destacou, em seu discurso de inauguração do câmpus de Aparecida, que o desejo de expandir as atividades da instituição para mais uma cidade de Goiás coincidiu com a carência que o Estado tem em cursos de Medicina. Aparecida, pelo seu porte e desenvolvimento, chamou a atenção do corpo administrativo da universidade.

“Goiás é o Estado do Centro-Oeste que menos possui cursos de Medicina. Por isso buscamos instalar aqui em Aparecida o câmpus da universidade e, primeiramente, com esse curso, para formar aqui mais médicos e médicos qualificados, pois teremos convênios com as unidades de saúde do município e do Estado para a qualificação de nossos estudantes”, afirma o reitor.

A presidenta do Conselho Estadual de Educação, Maria Esther Galvão de Carvalho, enfatizou que a
Faculdade de Medicina em Aparecida de Goiânia é um momento único para o sistema de educação do Estado. De acordo com ela, a faculdade tem experiência em ensinar e qualificar profissionais.
“Com a experiência adquirida nos últimos anos atuando na área da educação, a UniRV tem a capacidade de proporcionar aos estudantes, principalmente os de Medicina, uma qualidade de ensino superior”, destaca a presidenta.

Também presente na solenidade, o presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego), Erso Guimarães, garantiu apoio do órgão classista e fiscalizador à nova faculdade. Ele também frisou a qualidade da Faculdade de Medicina.

“A função do Conselho Regional de Medicina é questionar, defender a função do médico, bem como a qualidade dos cursos nesta área. Também é de nossa competência verificar a qualidade do profissional que está sendo formado, para que a população receba atendimento digno”, ressalta.

Prefeitura será parceira da instituição

Para o prefeito Maguito Vilela, abrir um câmpus novo e ainda com o curso de Medicina é um desafio que será prontamente superado pela Universidade de Rio Verde.

“Aparecida recebe a faculdade de braços abertos, e dará todo o apoio para que o curso de Medicina seja o melhor e de melhor qualidade do Estado. Era incompreensível uma cidade de quase 600 mil habitantes não ter um curso de Medicina para formar seus próprios médicos, por isso estamos orgulhosos de recebê-los”, sublinha o prefeito.

Já o secretário de Saúde do município, Paulo Rassi, disse que a expectativa é de que os novos médicos formados atuem na cidade, diminuindo a demanda pelo profissional nas unidades de saúde de Aparecida, principalmente nas de emergência.

“Sempre estamos precisando de profissionais médicos para atender nossa população. As faculdades estão descobrindo Aparecida, e isso é muito bom para a cidade, que terá em breve outros cursos na área de medicina, como Enfermagem e Odontologia”, diz. (Daniela Ribeiro)

Fonte: Diário de Aparecida
Foto: Valdir Antunes - Secom