23 de julho de 2014

Governo detalha novos investimentos na segurança pública


Serão aplicados cerca de R$ 140 milhões, até o fim do ano, em infraestrutura e equipamentos para as forças de segurança pública do Estado, conforme determinação do governador Marconi Perillo

Ogoverno de Goiás investirá pelo menos mais R$ 140 milhões, até o fim do ano, em infraestrutura e equipamentos para as forças de segurança pública do Estado. A autorização para a aplicação dos novos recursos foi assinada, na última segunda-feira, pelo governador Marconi Perillo, que despachou pessoalmente no gabinete do secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita. Na reunião, o governador também recebeu um balanço das ações recentes e o planejamento da SSPGO para até o final do ano.

Do total de recursos disponíveis, R$ 107 milhões serão investidos em obras e equipamentos (R$ 68 milhões são do governo do Estado e R$ 39 milhões oriundos de convênios com o governo federal). De acordo com o secretário Joaquim Mesquita, anualmente o governo estadual investe cerca de R$ 1,6 bilhão na segurança pública. “As coisas estão acontecendo, são vultosos os investimentos, a segurança púbica trabalha com investimento”, completou o governador.

Os recursos terão destinações diversas. Entre as obras, estão construções de estruturas da Polícia Científica e Centrais de Comando e Controle no Entorno do Distrito Federal além de novas bases para a Polícia Militar, por exemplo. Também serão adquiridos equipamentos para o Setor de Inteligência da SSP-GO, para a Polícia Técnico-Científica, 60 motocicletas para a Polícia Militar, 60 câmeras de videomonitoramento, entre outros.

Além dos R$ 107 milhões, outros R$ 33 milhões serão investidos, até o fim do ano, no Programa Goiás Biométrico. Os valores são fruto de financiamento da SSP-GO junto ao Banco do Brasil. A licitação foi realizada e a assinatura do contrato com a empresa vencedora deve ocorrer em até duas semanas.

De acordo com o chefe de gabinete da SSP-GO, Rogério Santana, o Goiás Biométrico permitirá a digitalização dos dados civis e criminais de todos os cidadãos goianos. Por meio do cadastramento de digitais, face e palma dos cidadãos será possível agilizar a emissão de documentos, controlar os cadastros de benefícios sociais e da folha de pagamento do Estado. A primeira via de uma carteira de identidade, por exemplo, poderá ser emitida em menos de uma semana.

Nos R$ 140 milhões não estão somados os recursos para renovação da frota da SSP-GO. Ainda em agosto, as forças policiais receberão 2.141 novos veículos. A novidade é que 643 veículos modelo Gol, hoje, utilizados pela PM, serão substituídos por modelos stationwagon (tipo Palio Weekend), já com habitáculo para presos.

Todas as viaturas serão monitoradas, permitindo à SSPGO acompanhar o posicionamento delas em tempo real. “Mesmo com aumento de 232 veículos em relação ao contrato atual e ao monitoramento integral, conseguimos economizar R$ 328 mil por mês”, explicou a superintendente de Gestão, Planejamento e Finanças, Luciana Daher.

Durante o expediente na SSPGO, o governador Marconi Perillo aproveitou para vistoriar as obras do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), cujo andamento está adiantado. Na edificação, que terá seis mil metros quadrados, serão concentradas atividades da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros. No mesmo local funcionará a central, que reunirá em um mesmo ambiente as imagens das câmeras de segurança e o posicionamento das viaturas e dos presos que utilizam tornozeleiras eletrônicas.

O governador recebeu, ainda, um balanço das atividades recentes das forças que compõem a SSP-GO. Na área de Inteligência, informou o superintendente Marcelo Aires, foram investidos R$ 22 milhões com treinamento e equipamentos (inclusive a aquisição de um drone). Na Polícia Civil, o delegado-geral João Carlos Gorski anunciou que a Central de Flagrantes estará pronta até o fim do ano. O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Helbinger Júnior, relatou que a corporação construiu 12 novas unidades desde 2011.

Já o comandante-geral da PM, coronel Sílvio Benedito Alves, apresentou ao governador o programa de Policiamento de Quadrantes, que será implantado em Goiânia a partir da formatura dos 1.100 novos policiais militares que estão em treinamento na academia da corporação, previsto para setembro. Nessa modalidade de policiamento, os bairros da Capital foram divididos em áreas menores. Cada uma delas terá uma equipe responsável pelo policiamento diário.

“Será com esse trabalho, esse investimento e essa atuação que nós vamos reduzir os índices de homicídios e criminalidade que tanto incomodam a população.” Já o secretário Joaquim Mesquita enalteceu a importância da presença do governador na secretaria. “Foram decididos vários assuntos de muita importância. Os investimentos fazem parte do Programa Goiás Cidadão Seguro, que foi implantado há cerca de dois anos, e tenho a convicção de que já temos resultados e teremos ainda melhores”, disse.

Marconi acompanha diretamente ações no setor

O governador Marconi Perillo tem acompanhado diretamente o andamento das ações estratégicas no setor, especialmente aquelas voltadas à melhoria da gestão, que têm impacto direto no enfrentamento da violência. Assim que chegou ao pátio de Secretaria da Segurança Pública, o governador, acompanhado do secretário da área, Joaquim Mesquita, e do diretor-geral da Polícia Civil, João Carlos Gorski, vistoriou as obras de construção do Centro Integrado de Comunicação e Controle, que o governador chamou de “Centro de Inteligência”, onde se concentrará toda base operacional de dados estratégicos das polícias Militar e Civil de Goiás no combate à criminalidade.

Em seguida, no auditório da secretaria, ele acompanhou a apresentação de cada um dos projetos desenvolvidos pela pasta, inclusive para captação de recursos junto ao governado federal. De acordo os dados oficiais apresentados, de 2013 e 2014, foram captados R$ 56 milhões em verbas federais, entre recursos diretos da União e emendas parlamentares. Apesar dos números, o governador lembrou que ainda são tímidos, porque Goiás investe R$ 1,6 bilhão, por ano, em Segurança Pública. “Eu vou comprar essa briga”, disse, referindo-se à defesa que faz pela criação de um Fundo Nacional específico para a segurança pública.

Também foi apresentado ao governador, pela delegada Luciana Daher, o projeto de renovação da frota de viaturas, por meio de terceirização. Serão trocadas, até o final do ano, 2.141 viaturas, adaptadas segundo as exigências da Legislação Federal, tendo o bagageiro como cela ambulante.

Também estão sendo ampliados os investimentos de inteligência, com integração dos bancos de dados de todas as instituições que operam na segurança pública. Para isso, a Superintendência de Inteligência de Segurança Pública está investindo R$ 22 milhões no projeto. Um dos principais, chamado Goiás Biométrico, prevê a criação de um Cadastro Único de Biometria.

Foram apresentadas também as principais ações desenvolvidas pela Polícia Civil, Comando-Geral da PM e Corpo de Bombeiros. O comandante-geral da PM, coronel Sílvio Benedito, informou que, em breve, mais 500 policiais do Simve iniciarão suas atividades de praça e será lançado um programa de policiamento comunitário com ações porta a porta.

Ao final da visita, no gabinete do secretário Joaquim Mesquita, Marconi despachou com cada um dos representantes das instituições que atuam na área, com foco para destravar entraves burocráticos. “Saio daqui muito feliz. As coisas estão acontecendo e dentro de um amplo planejamento”, disse Marconi ao final da audiência.

Agenda administrativa do governador na Secretaria de Segurança Pública

Inspeção das obras do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).

Apresentação dos veículos adquiridos por meio do programa Crack é Possível Vencer, do governo federal. São dois microônibus que funcionarão como centrais móveis de monitoramento.

Apresentação dos investimentos no Entorno do Distrito Federal por meio do programa Brasil mais Seguro (R$ 39 milhões).

Apresentação do Plano de Renovação de Frota da SSP-GO.

Apresentação da estruturação da área de Inteligência da SSP-GO;

Apresentação do Gestão de Controle Operacional (Gescop).

Demonstração do aplicativo Inove x Goiás, que possibilitará ao usuário acompanhar em tempo real o deslocamento da viatura que atenderá sua ocorrência e, posteriormente, avaliar a prestação do serviço. (Interno)

Relatório/Balanço do Programa Dinheiro Direito nos Quartéis e Delegacias.

Apresentação do policiamento por Quadrantes.

Apresentação do programa Goiás Biométrico.

Apresentação da obra da Central de Flagrantes.

Apresentação de investimentos do Corpo de Bombeiros.

Assinatura de autorização para investimentos de R$ 168.511.251,82 na SSP-GO. Os recursos serão utilizados na aquisição de motocicletas para o Giro, mais 60 câmeras de videomonitoramento, equipamentos para a Polícia Científica, entre outros.

Fonte: DM (HELTON LENINE)