2 de julho de 2014

Duas montadoras de veículos devem ser instaladas em Goiás até 2017


O governador Marconi Perillo e o superintendente Executivo da Secretaria da Indústria e Comércio, Rafael Lousa, assinaram nesta terça-feira (1º/7) protocolo de intenções com as empresas CFS Indústria e Comércio de Veículos Automotivos Ltda. e Jamp Indústria e Comércio Ltda., ambas serão instaladas no município de Hidrolândia, com projeção de início de operação em 2017.

Ao dar boas vindas aos investidores, o governador classificou de “dia histórico” para Goiás e para Hidrolândia, uma vez que, com a chegada das duas novas montadoras, Goiás salta para uma posição extremamente privilegiada no ranking de Estados que produzem veículos. As duas empresas vão investir R$ 300 milhões e a previsão é de geração de 3.500 empregos diretos e indiretos, mais de mil na fase de construção.

As duas empresas têm sede em Ouvidor-GO, e são empreendimentos dos empresários Paulo Arantes Ferraz e Antônio Masao Shoji. Por questões estratégicas e de mercado, eles decidiram adiar o anúncio do nome das marcas dos veículos que serão montados em Hidrolândia.

Marconi destacou que o diretor do grupo no Brasil, Paulo Arantes Ferraz, fez um mapeamento de todo o País e chegou à conclusão que Goiás é o estado mais viável para instalação das duas empresas. “Goiás se destacou nas vantagens comparativas”, disse, ao comemorar o fato de que o Estado passa a contar com seis montadoras, cinco de veículos e uma de máquinas agrícolas.

Ele enfatizou que o governo de Goiás respeita os pactos contratuais. “Vamos cumprir tudo”, observou, ao sublinhar que Goiás não é referência apenas no agronegócio, mas também na diversificada indústria metalmecânica.
O prefeito de Hidrolândia, Paulo Sérgio de Rezende, agradeceu o governador pelo empenho para levar as duas empresas para o município. “Hidrolândia é muito grata ao governador por trazer essas duas empresas, que vão gerar emprego e renda para o nosso município”, afirmou em entrevista coletiva.

Fonte: Portal 730