29 de julho de 2014

Credeq de Aparecida de Goiânia deve ser entregue em setembro


O Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) de Aparecida de Goiânia está com 85% dos serviços executados. A estrutura contará com três núcleos de atendimento separados por faixa etária (infantil, adolescente e adulto), 12 leitos em cada núcleo, centro de atenção psicossocial, casa de desintoxicação, sala de reanimação e seis casas de acolhimento transitório com cultivo de hortas e outras atividades ocupacionais. A previsão é que o Credeq seja entregue em setembro próximo.

O complexo foi projetado para dar tratamento humanizado e de qualidade aos dependentes químicos e seus familiares. Toda concepção prevê extensa área verde, esportiva, e também áreas para lazer e recreação. Uma biblioteca e praças de convivência também serão montadas. Serão 10 mil metros quadrados de área construída, com valor investido de R$ 24.168.495,12.

Para o secretário da Saúde, Halim Girade, o Credeq pretende ser um modelo de resgate social para todo o País, e faz parte de uma Rede de Atenção a Saúde Mental, que passa pelos municípios, pela urgência e emergência. A unidade terá capacidade para realizar 2.142 consultas psiquiátricas, clínica geral e pediatria; e outros 10.920 atendimentos multidisciplinares mensalmente. Para internação, serão abertas 96 vagas voltadas para desintoxicação, com tempo de permanência de até 90 dias.

O Credeq de Aparecida de Goiânia será administrado pela Organização Social (OS) Associação Comunidade Luz da Vida. Com vigência de quatro anos, o contrato foi oficializado em junho deste ano. Outros quatro Credeqs estão sendo construídos pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) nos municípios de Morrinhos, Caldas Novas, Quirinópolis, e Goianésia. No total, são investidos mais de R$ 100 milhões nos cinco centros para tratamento de dependentes químicos.

Fotos: (Eduardo Ferreira)




















Fonte: Goiás Agora