27 de julho de 2014

Capital é transferida para cidade de Goiás


Tradicional evento político, que também marcou aniversário de 287 anos da antiga capital, foi comandado por Marconi Perillo

A transferência simbólica da capital para a cidade de Goiás, evento que ocorre desde 1961 por decreto do então governador Mauro Borges, repetiu-se neste sábado com a instalação dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e a tradicional homenagem de entrega da Comenda Ordem do Mérito Anhanguera a pessoas que se destacaram na prestação de serviços a Goiás e que lutaram contra a ditadura militar instalada no País em 1964.

As solenidades são presididas pelo governador Marconi Perillo, que, desde sexta-feira, encontra-se na cidade participando de vários eventos que marcam as festividades pelos 287 anos do município. Instalado no Palácio Conde dos Arcos, o governador iniciou a agenda reunindo-se com a prefeita Selma Bastos (PT). Em seguida, visitou o Asilo São Vicente de Paulo, instituição que tem, entre suas maiores mantenedoras, a Organização das Voluntárias de Goiás (OVG).

Marconi foi recebido pela direção do asilo, assistiu a uma encenação protagonizada pelos internos e recebeu homenagens. Diretora da instituição, a irmã Maria Lúcia agradeceu o apoio da OVG. Ela também manifestou agradecimento à primeira-dama Valéria Perillo, que “tem sido uma pessoa sempre presente e pronta a nos ajudar”.

A prefeita Selma Bastos destacou o carinho e a determinação da presidente da OVG em ajudar o asilo e demais atividades sociais na cidade. Sugeriu o nome de Maria Pires (mãe de Marconi) para a UTI do Hospital Pedro de Alcântara. A prefeita afirmou ainda sentir “respeito e admiração” pelo governador.

O tucano disse lamentar que a primeira-dama Valéria Perillo (em viagem) não estivesse presente. “Esta é a 11ª primeira vez que transfiro a capital para a cidade de Goiás. Em dez oportunidades, a Valéria esteve comigo. E todas as vezes que ela vem a Goiás, faz questão de visitar o Asilo São Vicente de Paulo”, salientou. O governador agradeceu as manifestações de carinho à sua mãe e a ela atribuiu a “forte influência em nossas ações sociais”.

O Asilo São Vicente de Paulo comemorou 105 anos de existência nesta sexta-feira. Foi fundado em 1909 pelas irmãs dominicanas e religiosos vicentinos. Atualmente, acolhe 75 idosos e portadores de deficiências mentais. A instituição oferece alimentação, fisioterapia, apoio psicológico, atividades ocupacionais, de lazer e recreação.

Ainda na sexta-feira, o governador participou de missa na Igreja Matriz de Santana. Em seguida, ao lado da prefeita Selma Bastos, cortou o bolo comemorativo ao aniversário da cidade na Praça do Coreto e encerrou a noite congratulando-se com a comunidade na quermesse promovida pela diocese nos fundos da igreja.

Fonte: Jornal O Hoje