Sesc GO: Inscrições abertas para circuito turístico no centro de Goiânia no dia 9 de agosto

16:28 0 Comments A+ a-


Passeio é gratuito e será realizado em micro-ônibus. É preciso se inscrever pelo site do Sesc

O setor central é o próximo destino do passeio turístico do sábado, dia 9 de agosto, em Goiânia. Acompanhados pela guia Patrícia Guimarães, os participantes visitarão diversos pontos históricos contemplados no Circuito 2.
   
O passeio é gratuito e será realizado em micro-ônibus. É preciso se inscrever AQUI para participar. Quem participar vai ter a oportunidade de conhecer a história e as particularidades de cada um dos pontos visitados durante o circuito.

O passeio terá a duração de aproximadamente duas horas e meia, pode ser feito por crianças e adultos e não é preciso ter a carteira do Sesc para participar. É importante levar água, boné e protetor solar. Nos locais onde há cobrança de ingresso, o mesmo deverá ser pago pelo participante.

O micro-ônibus sairá da porta do Sesc Campinas, na Avenida Rio Grande do Sul, às 14h30 e da porta do Sesc Centro, na rua 15, às 15h.

A guia Patrícia Guimarães é formada em Gestão de Turismo e Eventos, pós-graduada em Gestão de Empreendimentos Turísticos e Eventos e realiza City Tours históricos e culturais em Goiânia.

Sobre o projeto
O projeto "Goiânia - Para conhecê-la mais" é uma iniciativa do Sesc Goiás que tem como objetivo incentivar e facilitar o acesso da comunidade ao conjunto de bens patrimoniais, espaços de lazer e atrativos que contam a história da cidade e apresentam os aspectos artísticos e culturais pouco observados no dia a dia.

Os circuitos turísticos realizados pelo Sesc acontecem geralmente em sábados ou domingos alternados, no período vespertino ou matutino, em micro-ônibus ou a pé. Além dos passeios guiados, o Sesc disponibiliza mapas autoexplicativos sobre os circuitos que podem ser percorridos a pé e por conta própria, nos setores Central, Universitário e Campinas. Os mapas podem ser baixados aqui ou retirados nas Unidades do Sesc Centro, Campinas e Universitário. São trajetos que podem ser feitos por toda a família.

Fonte: Sesc GO


Nova academia da Polícia Civil de Goiânia será a mais moderna do País

12:56 0 Comments A+ a-


O complexo terá capacidade para abrigar 2 mil alunos por turno. O total investido será de R$ 10 milhões

“Olha que maravilha isso aqui”, disse o agente da Polícia Civil com os olhos brilhando, olhando a área de 26 mil m², no Jardim Bela Vista, em Goiânia. A nova academia da polícia, em construção há três anos, deverá ser entregue, já com todos os equipamentos, entre agosto e setembro deste ano. Emival Alves de Oliveira é policial há 27 anos, instrutor desde 1998. O faixa preta e 6º DAN em Taekwondo leciona a disciplina de abordagem e imobilização para novos policiais desde 2000 – curso este instituído por ele e um amigo policial. Emival olha com orgulho para a nova academia, que segundo a gerente de ensino da instituição e delegada, Lílian Fátima Rosa Sena Lima, será a academia da PC mais moderna do país.

A antiga estrutura utilizada pelo efetivo foi vendida pelo Estado ao grupo Pão de Açúcar. Já a atual academia é locada há cerca de seis anos para a classe e possui apenas salas de aula e uma quadra. “A gente tem que inventar para dar aula lá”, disse Emival. Agora, com a nova estrutura, todas as áreas de treinamento dos novos policias serão feitas dentro da academia, cujo investimento total (obra e equipamento) será de R$ 10 milhões.

O local, segundo Lílian Fátima, tem capacidade para abrigar 2 mil alunos por turno, sendo que o atual consegue no máximo 200 por turno. “A nova academia vai promover um salto de qualidade na qualificação dos policiais civis do Estado, com instalações adequadas na formação e requalificação”, disse a gerente de ensino. A formação dos novos policias, feita em quatro meses, se dá com ensino de diversas disciplinas ensinadas dentro de sala de aula, como Técnica Jurídica, Inteligência, Gestão Pública, Língua Inglesa e Portuguesa, Informática, Investigação Policial, e outras mais operacionais, como vários exercícios de treinamento físico, abordagem de veículo e aulas de tiro.

A estrutura policial possui cinco instrutores efetivos, e outros que trabalham como delegados, agentes, escrivães, e vão ao local apenas quando são requisitados para lecionar. “Temos no total mais de 100 instrutores”, explicou Lílian. De acordo com ela, o diferencial da nova academia é a estrutura, construída com fins estabelecidos. “A maioria das academias de polícia foram adaptadas, mas lá está sendo construído especificamente para atender os policias.”

Como explicou Emival, a estrutura da atual academia atrapalha o desenvolvimento do efetivo policial. “Para as aulas de tiro temos que ir para o centro de tiro da Polícia Militar”, disse o instrutor. O local utilizado atualmente pelos policiais tem um stand virtual para treinamento de tiro, que será transferido para a nova estrutura, que contará ainda com torre de rapel, piscina, um galpão para treino de tiro, academia de musculação, heliponto, campo de futebol, entre outros recursos.

Emival ainda disse que o local não será usufruído somente pela PC, mas também pelos outros efetivos responsáveis pela Segurança Pública. “Nós sempre damos curso para Guarda Civil Metropolitana, Corpo de Bombeiros, então eles também poderão utilizar aqui”, disse, lembrando ainda da parceria com a Polícia Militar, que poderá também utilizar o espaço. “Um sonho da Polícia Civil que está se tornando realidade”, resumiu o policial.

1) Área de musculação







 2) Salas de aula



3) Os cofres



4) Sala de tiro



5) Cenários






6) Piscina e torre de Rapel



Fonte: Jornal Opção
Foto: Fernando Leite


Goiânia, a capital do automobilismo

12:39 0 Comments A+ a-


Prova do Brasileiro de Turismo, corrida milionária da Stock Car e reedição do Mercedes-Benz Challenge reúnem quase uma centena de pilotos no autódromo

Goiânia ganha, a partir de hoje, o título de capital nacional do automobilismo. O Autódromo Internacional Ayrton Senna recebe quase uma centena dos melhores pilotos de carros do Brasil para o único evento de todo o calendário esportivo de 2014 que vai reunir em uma mesma programação corridas da Stock Car, do Campeonato Brasileiro de Turismo e do Mercedes-Benz Challenge. Todos os carros estarão na pista a partir de amanhã, dia dos primeiros treinos livres. A expectativa é que 60 mil pessoas compareçam no domingo para prestigiar as provas.

O renovado autódromo não é novidade para nenhuma das três competições. O próprio Brasileiro de Turismo marcou a reinauguração do circuito após a reforma empreendida nos primeiros meses do ano. As corridas disputadas em 31 de maio e 1º de junho tiveram como vencedor o gaúcho Márcio Campos, da equipe Sicredi Racing. O evento também marcou, em rodada dupla, a quarta etapa da Stock Car, com vitórias do tocantinense Felipe Fraga, piloto da Vogel Motorsport, e do paulista Thiago Camilo, da RCM-Ipiranga.

No dia 8 de junho, o também repaginado Mercedes-Benz Challenge cumpriu no traçado goiano de 3.835 metros a segunda etapa de sua temporada. A categoria CLA 45 Cup, que congrega os novos carros CLA 45 AMG da fábrica alemã, teve o paulista Fernando Fortes, da J. Star Racing, como vencedor. Na C250 Cup, que mantém na pista os carros C250 Turbo que compuseram de 2011 a 2013 os três primeiros anos da história do campeonato, o primeiro degrau do pódio foi do também gaúcho Luiz Sérgio Sena Júnior, competindo pela WCR.

O Brasileiro de Turismo volta a Goiânia calçado no equilíbrio proposto pela classificação do campeonato. O líder mineiro Edson Coelho, da RSports, soma 75 pontos, um a mais que seu companheiro de equipe paranaense Pedro Boesel, vice-líder. Campos, em terceiro, tem 70. A corrida de sábado, com duração de 25 minutos mais uma volta, vale 15 pontos ao vencedor; a de domingo, com 35 minutos e uma volta, vale 24. Com 39 pontos em jogo, são 12 os pilotos que podem finalizar a disputa goiana na liderança da temporada.

O Mercedes-Benz Challenge, com grid estimado de 36 carros, tem o paulista Arnaldo Diniz, da Comark-Hot Car, como líder da CLA 45 Cup. Ele soma 53 pontos, 12 a mais que seu conterrâneo Fernando Amorim, da RSports, vice-líder. A 250 Cup é liderada por Sena, com 41 pontos, três à frente do vice-líder paulista Peter Michael Gottschalk, da Paioli Racing.

Na Stock Car, a liderança é do paulista Marcos Gomes, da Nova Schin Racing, com 64 pontos, dois à frente do paraibano Valdeno Brito, da Shell Racing. A prova da Stock Car será a oitava das 21 previstas no calendário – nove etapas compreendem rodadas duplas. Trata-se da Corrida do Milhão, que premia o vencedor com R$ 1 milhão.

A primeira edição da prova, em 2008, aconteceu no Rio de Janeiro, com o prêmio, que foi conquistado por Brito, sendo pago em dólares. Em 2010, na pista paulista de Interlagos, a vitória foi do paulista Ricardo Maurício. Camilo embolsou os milhões da prova em 2011 e 2012 e o paranaense Ricardo Zonta foi o piloto milionário de 2013.

Fonte: Jornal O Hoje (Luiz Redação)


Iris Rezende diz que Paulo Garcia está abandonado na prefeitura de Goiânia

12:35 0 Comments A+ a-


O candidato ao governo de Goiás pelo PMDB, Iris Rezende, defende um novo pacto federativo, que faça uma distribuição maior de recursos para os estados e municípios brasileiros, em detrimento da União.

O ex-prefeito de Goiânia atribui as dificuldades financeiras enfrentadas pela prefeitura de Goiânia a falta de ajuda de Marconi Perillo (PSDB) ou Dilma Rousseff (PT). “Indiscutivelmente, o Paulo Garcia está sozinho. Qual foi o gesto de colaboração do governo estadual e também do governo federal na atual administração?” questiona.

Iris destaca a dificuldade que é administrar Goiânia, e também, assegura que se for eleito irá ajudar Paulo Garcia.

O peemedebista foi prefeito de Goiânia três vezes. Os dois últimos mandatos foram entre 2005 e 2010, quando deixou o cargo para concorrer ao governo estadual.

Fonte: Portal 730 (Mirelle Irene)


Prefeitura de Goiânia quer colorir Avenida Goiás; saiba como!

12:29 0 Comments A+ a-


A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult Goiânia), lança nesta quinta-feira, 31, às 10h, o projeto Galeria Noturna. O lançamento acontece em reunião com artistas das artes visuais na sede da Secult, onde será apresentada a proposta do projeto.
A ideia é transformar as portas dos estabelecimentos comerciais localizados na Avenida Goiás em grandes painéis pintados por artistas plásticos e grafiteiros residentes no Estado de Goiás. A primeira etapa será realizada no próximo dia 10 de agosto.

O projeto tem a parceria do Sindilojas, Fecomércio, CDL, SEBRAE-GO, SindiPitdog, Sescon-Go, dos empresários estabelecidos na avenida e da iniciativa privada. Todos os artistas em Goiânia serão convidados a participar do “Galeria Noturna”. Até o momento, 25 lojistas já confirmaram autorização, totalizando 70 portas.

Autor e coordenador do projeto pela Secult Goiânia, o artista plástico e gestor cultural Gutto Lemes explica que a ideia é inédita no Brasil e no exterior. “Vamos mudar a cara do Centro de Goiânia. De dia, o comércio a pleno vapor; de noite, uma grande galeria a céu aberto para toda a população. Será um grande cartão postal de Goiânia”, afirma o gestor. Gutto Lemes acredita que projetos dessa natureza contribuem para uma melhor segurança das pessoas que frequentam o local.

Entusiasta da idéia, o secretário municipal de Cultura, Ivanor Florêncio, entende que o projeto favorece o processo de revitalização do Centro de Goiânia e estimula o turismo na região. “O goianiense sempre responde positivamente às manifestações artísticas. Tenho certeza de que muita gente vai passar pela Avenida Goiás à noite e nos finais de semana pra ver as obras. Será um verdadeiro corredor cultural da nossa capital”, afirma o secretário. Florêncio informa também que no mesmo dia em que os artistas pintarem as portas, a Secretaria Municipal de Cultura anuncia o edital para novas etapas do projeto.

Ivanor Florêncio espera em breve contemplar todo o espaço da Avenida Goiás entre as praças Cívica e do Trabalhador com o Galeria Noturna. Assim, o corredor cultural da Avenida Goiás irá se transformar na maior galeria aberta do mundo, com cerca de 1.700 metros de extensão.

Todas as obras desta primeira etapa do projeto serão contempladas com a confecção de um catálogo e de um documentário em vídeo produzidos pela Secult Goiânia e que serão lançados em uma exposição fotográfica durante as festividades do aniversário de Goiânia.

Fonte: Portal 730 (Rodrigo Augusto)
Foto: Sergio de Pinho


Governo fará concursos para preencher 6 mil vagas

12:21 0 Comments A+ a-


Maior parte das vagas é para a Secretaria de Educação, 4.582, para professores; em seguida vem a Secretaria de Segurança Pública, com 560 vagas divididas entre os cargos de papiloscopista, auxiliar de autópsia, perito criminal e médico Legista, agente de segurança prisional e técnicos do Procon; haverá certames ainda pata Agetop, AGR, Juceg, Secretaria de Agricultura, Ipasgo, Metrobus e Secretaria de Cultura; previsão é de que os editais dos concursos sejam divulgados a partir de setembro

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan), vai abrir mais de 6 mil vagas para concurso público em diversas áreas. A previsão é de que os editais dos concursos sejam divulgados a partir de setembro. A Escola de Governo Henrique Santillo da Segplan, responsável pela organização dos concursos, informa que a contratação dos candidatos classificados dentro do número de vagas ocorrerá somente a partir de janeiro de 2015, conforme estabelece a legislação eleitoral.

O maior número de vagas oferecidas é para a Secretaria de Educação (Seduc), com 4.582 vagas para professores. Em seguida vem a Secretaria de Segurança Pública (Polícia Civil e Polícia Técnico Científica), com 560 vagas divididas entre os cargos de papiloscopista, auxiliar de autópsia, perito criminal e médico Legista.  Na Secretaria da Administração Penitenciária e Justiça (Sapejus), serão oferecidas 305 vagas para o cargo de agente de segurança prisional e ainda mais 70 vagas para o Procon/Sapejus, nos cargos de técnico de defesa do consumidor, analista de defesa do consumidor e fiscal das relações de consumo.

As demais vagas estão distribuídas entre a Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (Agetop), com 8 vagas; Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR), com 22; Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg), com 72; Secretaria de Agricultura, Pecuária e Irrigação, com 40; Ipasgo, com 293; Metrobus, com 232 (já com previsão de abertura para mais vagas); e na Secretaria de Cultura (Secult), com 49.

A Segplan informa que ainda não estão definidas as empresas que executarão os concursos e poderá haver mudanças no edital em relação às informações divulgadas anteriormente, dependendo de alteração na legislação e/ou de acordo com a conveniência da administração pública estadual. As informações detalhadas dos concursos, como, por exemplo, os conteúdos programáticos, serão divulgados somente por ocasião da publicação do edital.

Os editais dos concursos serão publicados, a partir de setembro, no Diário Oficial e no site www.segplan.go.gov.br, menu Concursos.

Fonte: Goiás 247


Anápolis inaugura hoje UPA 24 horas

12:13 0 Comments A+ a-


Unidade de saúde, que já está funcionando, tem capacidade para atender até 400 pacientes por dia

Terceira cidade mais populosa do Estado e segunda em arrecadação, Anápolis ganha hoje uma nova Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Com 3,3 mil metros quadrados de área construída, o novo espaço será inaugurado oficialmente nesta quarta-feira e tem capacidade para atender até 400 pacientes por dia em diversas especialidades médicas como pediatria, ortopedia, odontologia, entre outras. A inauguração oficial ocorre a partir das 9 horas, na própria unidade, localizada na Vila Esperança. Ainda ontem, já eram prestados os primeiros serviços odontológicos.

Foram investidos mais de R$ 12 milhões em recursos oriundo do município e da União. “A população que hoje conta com assistência em tempo integral nos Cais do Jardim Progresso e Abadia Lopes da Fonseca e também no Hospital Municipal vai dispor de mais uma opção de atendimento 24 horas na saúde”, afirmou o prefeito de Anápolis, João Gomes (PT).

A unidade contará com a colaboração de 250 profissionais. Serão oferecidos ainda serviços multidisciplinares como assistente social; nutricionista; farmacêutico; enfermeiro; biomédico; e técnicos de enfermagem, além de laboratório, radiologia e gesso.

Estrutura

O prédio é composto por recepção, farmácia, consultórios médicos e odontológico, salas de procedimentos – sutura, curativo, medicação, gesso, raio X e eletrocardiograma – e laboratório de análises clínicas.

Ao todo, são 18 leitos de observação (masculino, feminino e infantil), dois leitos de isolamento, sala de urgência com quatro boxes de reanimação, salas de espera para acompanhantes, refeitório e sala de descanso para funcionários. “A UPA de Anápolis é de encher os olhos. Estamos falando de umas das melhores do Brasil”, afirmou o Diretor de Terapia Utensiva (UTI) da unidade, Dr. Rodrigo Fonseca Rodrigues.

Fonte: Jornal O Hoje (Ruben Dantas // Luiz Redação)


Macambira Anicuns: Obras devem ser retomadas este ano

12:08 0 Comments A+ a-


Ainda sem ordem de serviço definida, as obras do Parque Macambira Anicuns deve começar devem recomeçar ainda este ano. A Prefeitura de Goiânia assinou novo contrato, que prevê a retomada das obras paralisadas em 2012, com o Consórcio Construtor Puama, liderado pela Sobrado Construção, em parceria com a Elmo Engenharia e a GAE Construção e Comércio. O acordo foi celebrado no dia 23 de julho e publicado no Diário Oficial do Município somente na última segunda-feira.

O valor total não foi confirmado pela procuradoria-geral do município, mas os custos devem ultrapassar os R$ 210 milhões inicialmente orçados pela Emsa, empresa responsável pela obra, e chegar aos R$300 milhões. O parque será construído em três etapas, somente a primeira está orçada em R$ 120 milhões. Do montante total, 60% serão financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (Bid), enquanto o restante deve ser dividido entre a Prefeitura e o Governo Federal.

Ainda que os valores tenham sido corrigidos em relação ao primeiro projeto, as obras seguem sem alterações. A primeira etapa prevê a construção do Parque Urbano Ambiental Macambira e o Setor I do Parque Linear. O setor I é focado nas imediações da nascente do Córrego Macambira e abrange cinco bairros da região sul de Goiânia.

Algumas intervenções na região já foram feitas pela Emsa antes do pedido de revisão do contrato e paralisação das obras. Entre elas, montagem e instalação do canteiro de obras, terraplanagem e cadastramento e invetário das espécies arbóreas do local.

No projeto, o setor I conta com dois parques, com playgrounds, quadras esportivas, academias e bicicletários. Também está previsto ciclovia e pista de caminhada, além da recuperação ambiental de toda a área abrangida pelo setor I. Um bueiro já começou a ser instalado na Avenida Independência, no Setor Faiçalville.

Em reportagem publicada na semana passada, O POPULAR informou que as ordens de serviços podem atrasar devido à negociação de uma dívida da GAE Engenharia, participante do consórcio, pela construção dos viadutos sobre a Marginal Botafogo. A negociação de R$ 6 milhões é necessária para finalizar o trecho que falta ser liberado.

Veja o vídeo do projeto:






Fonte: Jornal O Popular (Eduardo Pinheiro)

Parque Cascavel: Lago vira campo de mato alto

12:01 0 Comments A+ a-


Inaugurado em 2009, local sofre com problema de assoreamento e moradores reclamam

Uma das mais belas apostas de cartões postais de Goiânia nunca consegue ficar bem na foto. O lago do Parque Cascavel, no Jardim Atlântico, na divisa da Vila Rosa e Parque Amazônia, na Região Macambira-Anicuns, está completamente assoreado. O espaço antes reservado ao espelho d´água está seco, repleto de terra e agora com mato alto e muitos entulhos. O deck localizado em frente ao que era a represa está em situação de abandono. Os animais que embelezavam o lago e atraiam a atenção de crianças e adultos, como patos, garças e peixes já não povoam mais o lugar. As pessoas que fazem caminhada ou descansam na unidade limitam-se a usufruir dos bancos e da pista com vários trechos também encobertos por areia.

Entregue á população em agosto de 2009, o Parque Cascavel contribuiu para a expansão imobiliária na região e representou uma atração para as pessoas que optaram por morar nas imediações. O engenheiro agrônomo Roberto Valentim, de 53 anos, e a mulher dele, a enfermeira Sandra Valentim, também de 53 anos, afirmam que a possibilidade de morar próximo ao parque os motivou a comprar um lote na região e construir a casa da família. O casal faz caminhada na pista da unidade diariamente e mostra-se indignados com o que caracteriza como descaso do poder público municipal.

O problema que afeta o lago do Parque Cascavel começou a se agravar no fim do ano passado, quando se intensificou o período chuvoso. Na ocasião, representantes da Secretaria Municipal de Obras (Semob) comprometeram-se a fazer a limpeza do lago, ação considerada pelos próprios técnicos como paliativa. Os trabalhos seriam feitos num prazo de 15 dias. Atualmente, no entanto, a situação do parque está ainda pior. Na extensa área do lago, de aproximadamente 200 metros, um barranco com cerca de 3 metros de altura está desmoronando. O que era a margem do lago está repleta de vegetação. Os poucos filetes de água estão cheios de galhos secos de árvores.

PROBLEMA ANTIGO

O assoreamento do lago do Parque Cascavel é resultante da degradação ambiental pelo qual passa a área de preservação permanente, onde está localizada a nascente do Córrego Cascavel. A água pluvial, cheia de sedimentos, atinge a nascente do córrego, escorre pelo manancial e deposita-se na área do lago, causando o assoreamento. O problema existe há mais de uma década. Em janeiro de 2004, o Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) instaurou procedimento administrativo para apurar a degradação ambiental.

Na ocasião foram realizadas diversas reuniões com representantes de órgãos municipais, feitas vistorias no local e requeridas tentativas de recuperação da área que não avançaram. Em 2012, o promotor da área do Meio Ambiente do MP-GO, Marcelo Fernandes de Melo, propôs ação civil pública na qual solicitou que a Prefeitura de Goiânia, a Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma) e a Secretaria Municipal de Obras (Semob) fossem condenados a recuperar e revegetar a área de preservação permanente.

Em abril deste ano, a juíza da 1ª Vara de Fazenda Pública Municipal de Goiânia, Lívia Vaz da Silva, determinou que a Prefeitura da capital, juntamente com a Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), providencie a contenção das margens do Córrego Cascavel, processo conhecido como retaludamento. Além disso, estabeleceu que o município construa bacias de retenção de poços de infiltração de drenagem convencional e novos mecanismos de dissipação da energia da água.

Procurada pela reportagem, a assessoria de comunicação da Prefeitura de Goiânia informou que uma equipe da Semob realizará estudos no local para que, após a conclusão do projeto, sejam buscados recursos para financiar a obra. Já a assessoria de comunicação da Amma adiantou que estão sendo feitos estudos para a realização de intervenções que de fato resolvam o problema. A obra, conforme a assessoria, está avaliada em R$ 5,5 milhões. A instituição ambiental está captando recursos para efetivá-la.

Fonte: Jornal O Popular (Maria José Silva)


Goianos agora podem fazer denúncia à Polícia Civil pelo WhatsApp

19:27 0 Comments A+ a-


Aplicativo soma esforços para o auxilio da população na elucidação de crimes e prisão de foragidos

A partir desta terça-feira (29/7) a população goiana poderá fazer denúncias de crimes e suspeitas à Polícia Civil por meio do aplicativo para celulares WhatsApp, pelo número (62) 8533-0197. Além desta ferramenta, a instituição já disponibiliza o telefone 197 e o site da corporação (www.policiacivil.go.gov.br).

As informações repassadas aos policiais pelo WhatsApp, como ocorre com os outros meios de denúncia, passarão por análise prévia quanto à veracidade e teor do conteúdo para em seguida serem encaminhadas às delegacias especializadas ou distritos policiais.

O delegado-geral da PC, João Carlos Gorski, afirma que este aplicativo se destaca por ser de simples acesso, objetivo e prático de contato direto com o policial civil. “O telefone 197 tem sido um instrumento muito eficiente para a Polícia Civil na solução de crimes, prisão de foragidos da Justiça e outras práticas estampadas na lei como contravenção. Com o WhatsApp, acreditamos na mesma eficiência e confiabilidade da população em fazer a denúncia, certo da preservação da identidade do denunciante”, avalia.

Fonte: Jornal Opção


Candidatos a governador realizam primeiro debate das eleições 2014

12:10 0 Comments A+ a-


Foi realizado na manhã desta segunda-feira (28), o primeiro debate da Rádio 730 com os candidatos ao governo de Goiás. Antônio Gomide (PT), Iris Rezende (PMDB), Vanderlan Cardoso (PSB), Alexandre Magalhães (PSDC) e Wesley Garcia (PSOL) questionaram e responderam sobre os principais temas que envolvem a administração pública do Estado. O governador e candidato a reeleição, Marconi Perillo (PSDB), e a candidata Marta Jane (PCB) não compareceram.

No primeiro bloco, os candidatos fizeram uma apresentação pessoal e suas respectivas intenções com a candidatura ao Palácio das Esmeraldas.

Ouça o áudio do primeiro bloco: Aqui

Nos três blocos seguintes, os candidatos fizeram perguntas aos concorrentes, com direito a uma réplica e uma tréplica, conforme determinado no regulamento do debate apresentado pela Rádio 730 e aprovado pelas assessorias dos concorrentes ao Poder Executivo de Goiás.

Ouça os três blocos, nos quais, os candidatos fizeram perguntas entre si: Aqui

Os candidatos debateram diversos temas nos microfones da Rádio 730. Confira o que cada um deles disse sobre os temas listados abaixo:

Segurança Pública

Antônio Gomide (PT)
- É preciso investir em segurança, combatendo o craque e as drogas, que fazem a sociedade refém da criminalidade.

Alexandre Magalhães (PSDC)
- A avaliação da Segurança Pública hoje é péssima. Calamitosa.
- Lugar de bandido na minha gestão será na cadeia. Bandido não entrará em Goiás, e aqueles que estão infiltrados aqui serão expulsos.
- Nós precisamos treinar mais o policial. Hoje, pega-se policiais que não tem a capacidade mínima, treina ele por três meses e coloca na rua. Nós vamos criar uma academia de gestor em segurança pública, que dará curso de dois a três anos.
- Goiás tem quatro cidades entre as mais perigosas do país. Outro problema é a insegurança na zona rural. O fazendeiro rural está abandonado tem medo de dormir sozinho na sua fazenda.
- Nós precisamos parar com os super presídios. Nós precisamos criar pequenos presídios em várias regiões.

Iris Rezende (PMDB)
A questão da segurança pública em Goiás é muito mais profunda que se imagina. Quando fui governador pela segunda vez, eu deixei o efetivo com 13 mil. Hoje, nós temos 11 com a população 40% maior.
- Eu sendo governador vou dobrar o efetivo da Polícia Militar.

Wesley Garcia (PSOL)
Wesley (Alexandre) - Nós vamos defender a PEC 51 de 2013, pela desmilitarização e unificação das polícias. Nós iremos dar aumento salarial e plano de cargos e salários a estes profissionais, mas vamos colocar o policiamento comunitário. A nossa visão não é violência combatendo violência. Quando se coloca uma polícia apenas repressiva, com o governador colocou no Entorno de Brasil, onde apenas batia em quem era negros, pobres e homossexuais. A polícia precisa ser educativa e preventiva, e não uma polícia que mata e executa.

Entorno do Distrito Federal

Vanderlan Cardoso (PSB)
- Nós vamos tratar o Entorno de Brasília como a região Metropolitana de Goiânia, ou seja, como uma região Metropolitana que é. Goiás tem um déficit de quase 4 mil leitos hospitalares. A maior concentração está naquela região, mais de 2 mil. É inadmissível chega rem Val Paraíso e não ter nenhum leito de UTI.
- Nós podemos fortalecer os polos tecnológicos e distritos industriais para que as pessoas firmem no município e não precisem sair de ônibus para trabalhar em Brasília. Nós temos uma rede férrea ali, que até hoje eu não entendo porque ela não foi utilizada para transportar pessoas.
- Eu não concordo com a criação do novo Estado. Se nós começarmos a separar de Goiás, as regiões menos desenvolvidas por falta de ação completa dos últimos governantes, Goiás vai ficar o quê? Nós temos que fazer o dever de casa naquela região.

Alexandre Magalhães (PSDC)
- A nossa proposta é polêmica, mas é necessária. Nós somos a favor de criar um novo Estado na região do Entorno. Quando se dividiu o Tocantins foi maravilhoso para os dois. Nós precisamos de estados menores, mais fáceis de administrar.

Wesley Garcia (PSOL)
- Nós vamos criar uma empresa pública de transporte para a região do Entorno.

Saúde

Iris Rezende (PMDB)
- Milhares e milhares de pessoas morrem a míngua Goiás afora por falta de hospitais regionais, por falta de médicos bem remunerados. Todas as cidades que passo, a maior reclamação é sobre a saúde. Vamos construir hospitais regionais. Vamos dar motivação aos trabalhadores.

Alexandre Magalhães (PSDC)
- Eu vou trabalhar por cinco tópicos na saúde: 1) criar uma atenção primária a saúde, com a medicina preventiva; 2) criar um centro de referência neuro-cardio-vascular; 3) criar um centro de referência de oncologia; 4) aumentar o número de leitos em Goiás, que está abaixo de dois leitos para cada mil habitantes, sendo que a OMS exige no mínimo três; 5) temos que criar um centro de referência de diagnósticos.
- A constituição federal estabelece um percentual a ser gasto na Saúde, e normalmente os administradores trabalham esses percentuais mais no papel, e a população não sente isto.

Antônio Gomide (PT)
- Eu não manterei as OS do que estão. De forma discriminada, como regra, é um absurdo no Estado de Goiás. Eu quero fortalecer o SUS. É ele que faz chegar a medicina preventiva a todas as cidades. Há 14 anos está sendo construído um resultado em Santo Antônio, no Entorno de Brasília, e não termina. Não é interesse do governador.

Wesley Garcia (PSOL) 
- Nós vamos romper os contratos com as OS. Nós não vamos admitir no governo de Goiás nenhum tipo de privatização. Nós vamos fortalecer SUS, reativando o laboratório do Iquego, por exemplo, para subsidiar remédio para a população.

Gestão

Antônio Gomide (PT)
- A situação da geração de energia em nosso Estado é crítica. É Caótica.
- O servidor público precisa de respeito do governador. Não podemos ser governador para atrair a confiança do servidor público, e é isto que nós temos visto no Estado. Muita conversa, muita promessa, muitos planos de carreiras, cargos e salários indo para a assembleia, mas depois nós não vimos o cumprimento disso.
- Esse governo atual gasta mais de R$ 500 milhões em propaganda para tentar suprir aquilo que não faz.

Vanderlan Cardoso (PSB)
- O que nós vemos no Estado de Goiás é o servidor desmotivado. Falta estrutura e motivação para o policial militar, civil e ao bombeiro. Os professores, o mínimo que poderia se garantir a eles são os direitos adquiridos, e titularidade é direito adquirido. Data base é o mínimo que pode garantir ao servidor, porque não repõe nem a inflação.
- É o modos operandi desse governo fazer benesses no último ano do mandato. Foi assim quando, ele entregou para o ex-governador Alcides. Porque não realizou todos estes planos que estão sendo aprovados no início do mandato? A conta vai ficar para o próximo governador pagar.
- Nós precisamos aumentar a auto-estima do servidor público. Um dos projetos que nós temos, que é o Reconhecer, é um programa de benefícios que visa reconhecer o trabalho do servidor. O que nós vemos hoje são pessoas crescendo por critérios políticos e por apadrinhamentos. E realizar o programa desafiar por meio da escola de governo, que existe, mas não está em prática.

Iris Rezende (PMDB)
- Eu vou valorizar o funcionário público em todas as áreas. Eu sempre fiz isto.
- Nós acabamos com a nomeação interina e instituímos o concurso público no Estado.
- Quando eu deixei a prefeitura de Goiânia, o funcionalismo da cidade alugou um prédio para apoiar a minha candidatura.

Educação

Alexandre Magalhães (PSDC)
- Nós temos que respeitar o percentual previsto pela constituição para a educação. Nós vamos implantar a educação de tempo integral no ensino fundamental. Nós vamos valorizar os mestres e professor. Nós vamos dar o incremento de 50% aos professores por exclusividade, que hoje só recebem 30%. Vamos fomentar parcerias com o Sesc, Senai, Senar.

Wesley Garcia (PSOL)
- O papel da UEG na formação dos nossos jogos é fundamental. Nós vamos criar um banco de inteligência a através dos mestres e doutores do Estado de Goiás. Nós iremos investir 5% do orçamento na UEG e 2% na Fapego.
- A dificuldade no acesso a UEG é de propósito. Desta forma, a população não tem condições de fazer as lutas sociais que tanto precisa.
- Nós vamos pagar 10% do PIB exclusivo a população. Nós vamos pagar a gratificação por exclusividade que foi cortada pelo atual governador. Nós vamos implantar a educação em tempo integral, mas não é essa que está sendo feita pelo governador. Nós vamos investir pesado na Fapego.

Alexandre Magalhães (PSDC)
- Nós vamos fortalecer a UEG. Vamos montar ações conjuntas com a UFG em cidades polos.
- Nós precisamos adotar medidas conjuntas e continuas com a polícia militar, polícia civil e bombeiros. Temos que usar apoio tecnológico de monitoramento. Temos que fazer um mapeamento do crime. Fazer um trabalho constante de inteligência. Vamos fazer um cumprimento de meta para as polícias igual tem no comércio. É preciso criar uma polícia comunitária com princípio de proximidade com o cidadão. Temos que aumentar os recursos da segurança pública, porque hoje Goiás gasta menos que o Tocantins e Roraima. Uma vergonha. Diminuir esta carga estressante da polícia. Vamos nomear secretário da área técnica.
- Nós não vamos nomear secretários para a educação que não seja servidor da pasta. É um absurdo nomear secretário que seja deputado para abrir vaga para outro.

Antônio Gomide (PT)
- A UEG precisa ter um olhar especial. Vários polos da UEG reduziram o número de alunos. A UEG não chega a Aragarças. Em Niquelândia, o prédio é pago pela prefeitura. Nós precisamos de um modelo de autonomia para a UEG.

Vanderlan Cardoso (PSB) 
- Ao longo dos anos, o que a gente tem observado é uma falta de compromisso com a segurança pública no Estado. O contingente de efetivos caiu pela metade. Serviço de inteligência das polícias foi desmontado. Nós temos percebido também que o governo de Goiás, por falta de gestão de planejamento, nós vimos viaturas sobrando nos pátios.
- É preciso fazer um resgate moral dos órgãos de segurança pública. Autonomia para de ações por parte das forças de segurança. Repressão a altura junto aos criminosos, construção de delegacia no interior e readequação estratégica das delegacias de polícia civil em Goiânia e região Metropolitana. Segurança tratada segundo critérios técnicos e não políticos. Deixar na nossa Segurança, pessoas competentes que entendem de segurança.
- Nós não podemos ser considerados mais o quarto pior Estado nos índices de segurança.

Infraestrutura

Antônio Gomide (PT) 
- Se tem algo que precisamos investir em Goiás é infraestrutura. Na área de mobilidade e logística, nós temos mais de 8 mil quilômetros de rodovias estaduais sem pavimentação. Nós temos um baixo índice de integração entre os modos de transporte. Essa integração é fundamental. Nós temos um crescimento centrado na região Central e na região Sudoeste.
- Nós precisamos governar com um olhar regional, criando condições para as vocações de cada região. Não adianta construir centro cultural se produtores de Goiás não tem oportunidade de fazer cultura. Não adianta construir o prédio. Não adianta construir o centro de excelência do esporte, se não tem um programa para colocar professores em quadras que estão abandonadas nas cidades.

Iris Rezende (PMDB) 
- Temos que pavimentar rodovias, temos que aplaudir a construção de ferrovia em nosso território, mas o ponto mais importante para tudo isso nós estamos perdendo, que é a Celg. Como promover o desenvolvimento de um Estado sem energia suficiente?
- O Estado de Goiás vai bem. O governo estadual está um fracasso. Se nós perdemos a Celg vamos presenciar uma paralisação total no crescimento. Nós precisamos continuar incentivando a produção, mas cuidar da Segurança Pública, que está um fracasso.
- Eu governei com prefeitos de todo Estado. Eu criei o governo itinerante, e assim, fica por dentro das principais necessidades de cada região. O que tem na região Nordeste e Norte de infraestrutura fui eu que fiz. Em quase todas as cidades, 70% do que existe em investimentos públicos fo feito em meus dois governos. Proposta bonita existe em qualquer balcão de escritório de planejamento, mas é preciso ver se o candidato tem competência para fazer.

Celg

Antonio Gomide (PT) 
- Nós precisamos governar com um olhar regional. Assim como este governo enfraqueceu e federalizou a Celg, também está no mesmo caminho a falência da Saneago. Em Goiânia, nós não temos 100% do abastecimento de água.
- Sendo governador eu quero dar transparências e fortalecer a Celg e a Saneago.
- Nós vamos fortalecer a Saneago. E você servidor da Saneago, pode ser terceza que nós vamos não vamos deixar privatizar a Saneago.

Vanderlan Cardoso (PSB) 
- O que se fez com a Celg esta tentando fazer com outras estatais.

Iris Rezende (PMDB) 
- Temos que pavimentar rodovias, temos que aplaudir a construção de ferrovia em nosso território, mas o ponto mais importante para tudo isso nós estamos perdendo, que é a Celg. Como promover o desenvolvimento de um Estado sem energia suficiente?

Economia

Wesley Garcia (PSOL) 
- Nós vamos taxar a progressividade nos impostos. Nós vamos cobrar muito mais dos megaempresários, dos latifundiários, das empreiteiras, em benefício de diminuir os juros dos pequenos e médios trabalhadores de Goiás. Em Alto Horizonte, nós temos uma das maiores rendas per capitas do país, mas em compensação, no entanto a cidade está abandonada.
- O governo do Estado tem mecanismo para levar desenvolvimento a qualquer região do Estado. Ele pode levar indústrias para a região de Brasília, região Nordeste, região Norte do Estado.

Antônio Gomide (PT) 
- Não adianta mais ter um governador que tenha ideias ou que faça um alinhamento que não seja com as cidades. Nós precisamos buscar soluções com prefeitos e prefeitas das cidades violentas soluções para os problemas. Nós precisamos fazer com que Goiás pode crescer e desenvolver economicamente, mas em todas as regiões. 90% dos municípios estão fora do eixo de desenvolvimento.

Pessoal

Wesley Garcia (PSOL) 
- A candidatura do PSOL e a minha, professor Wesley, é a única que de fato representa mudança, que representa uma candidatura legitima dos trabalhadores.
- A situação financeira é desastrosa.
- É a política das privatizações, e o governador Marconi Perillo e outros governador vem destruindo a coisa pública para justificar as privatizações. Nós vamos romper o contrato com as OS.

Vanderlan Cardoso (PSB) 
- Eu gosto de desafios. Senador Canedo era considerada dormitório, com falta de segurança, mas uma cidade rica, mas que a população na participava desta riqueza. E o Estado de Goiás hoje vive da mesma maneira que Senador Canedo em 2004. É um Estado rico, mas com uma desproporcionalidade entre as regiões.
- Há 18 meses eu estou elaborando um plano de metas, com o diagnóstico do Estado de Goiás, e o Estado pode mais.

Iris Rezende (PMDB) 
- Eu me joguei na política ainda jovem, e tenho a cada ano uma maior empolgação por participação na política. Na eleição passada por pouco eu não cheguei ao governo. Eu me candidatei porque eu sinto que a situação do governo de Goiás não permite a quem quer que seja o direito de ficar equidistante ou omisso neste momento. E eu entendo que a melhor participação minha seria me candidatar ao governo e resolver estes problemas que estão afligindo a população de Goiás.
- Recentemente um dos secretários do governo soltou sem sentir que a capacidade de endividamento do Estado é zero até o ano de 2020. Daí a preocupação de cada pessoa com o futuro. A economia do Estado vai bem graças a iniciativa privada. Mas o governo não corresponde.
Alexandre Magalhães - Eu sou tenho 47 anos, sou advogado e empresário e nunca fui político. Resolvi implantar uma mudança interna. Eu sempre critiquei os políticos, falei mal, mas nunca tive coragem de entrar na política. Mas agora eu tivesse essa atitude. Aí coloquei o meu nome a disposição do PSDC.

Antônio Gomide (PT)
- Eu tive a oportunidade de ser prefeito duas vezes em Anápolis. Essas vitórias só foram possíveis com uma administração séria, planejamento e uma equipe com muito trabalho. É com essa disposição que quero ser o próximo governador de Goiás. Temos hoje em Goiás, 16 anos com o mesmo grupo político. Nós precisamos olhar para frente, precisamos estar olhando para o futuro. Nome, com experiência administração. Projeto novo, com credibilidade. Temos orgulho do nosso Estado, mas não da política que comanda o Estado nestes últimos 16 anos.

Alexandre Magalhães (PSDC)
- Eu sou tenho 47 anos, sou advogado e empresário e nunca fui político. Resolvi implantar uma mudança interna. Eu sempre critiquei os políticos, falei mal, mas nunca tive coragem de entrar na política. Mas agora eu tivesse essa atitude. Aí coloquei o meu nome a disposição do PSDC.

Fonte: Portal 730


Credeq de Aparecida de Goiânia deve ser entregue em setembro

11:46 0 Comments A+ a-


O Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) de Aparecida de Goiânia está com 85% dos serviços executados. A estrutura contará com três núcleos de atendimento separados por faixa etária (infantil, adolescente e adulto), 12 leitos em cada núcleo, centro de atenção psicossocial, casa de desintoxicação, sala de reanimação e seis casas de acolhimento transitório com cultivo de hortas e outras atividades ocupacionais. A previsão é que o Credeq seja entregue em setembro próximo.

O complexo foi projetado para dar tratamento humanizado e de qualidade aos dependentes químicos e seus familiares. Toda concepção prevê extensa área verde, esportiva, e também áreas para lazer e recreação. Uma biblioteca e praças de convivência também serão montadas. Serão 10 mil metros quadrados de área construída, com valor investido de R$ 24.168.495,12.

Para o secretário da Saúde, Halim Girade, o Credeq pretende ser um modelo de resgate social para todo o País, e faz parte de uma Rede de Atenção a Saúde Mental, que passa pelos municípios, pela urgência e emergência. A unidade terá capacidade para realizar 2.142 consultas psiquiátricas, clínica geral e pediatria; e outros 10.920 atendimentos multidisciplinares mensalmente. Para internação, serão abertas 96 vagas voltadas para desintoxicação, com tempo de permanência de até 90 dias.

O Credeq de Aparecida de Goiânia será administrado pela Organização Social (OS) Associação Comunidade Luz da Vida. Com vigência de quatro anos, o contrato foi oficializado em junho deste ano. Outros quatro Credeqs estão sendo construídos pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) nos municípios de Morrinhos, Caldas Novas, Quirinópolis, e Goianésia. No total, são investidos mais de R$ 100 milhões nos cinco centros para tratamento de dependentes químicos.

Fotos: (Eduardo Ferreira)




















Fonte: Goiás Agora

Socorro médico e mecânico: Serviços previstos nas concessões das Rodovias começam a valer

11:31 0 Comments A+ a-


Usuários do trecho goiano da BR-050 já podem solicitar socorro médico e mecânico e o mesmo serviço estará disponível na BR-153 e BR-060 a partir do dia 5 de setembro

Os motoristas e demais usuários da BR-050 – cujo trecho goiano vai de Cristalina até Cumari (na divisa com Minas Gerais) – já podem solicitar serviços gratuitos de socorro mecânico e médico, além de apoio na segurança das pistas, como desobstrução, apreensão de animais e combate a incêndios. O mesmo trabalho começará a ser feito também na BR-060/153, a partir de 5 de setembro, desde o Distrito Federal até Itumbiara.

O atendimento aos usuários faz parte do contrato das concessionárias responsáveis por administrar as estradas concedidas à iniciativa privada pelo governo federal. A MGO Rodovias, que cuida da BR-50, desde Cristalina até Delta (no limite entre Minas Gerais e São Paulo), já instalou nove Bases Operacionais (BSO) provisórias ao longo do percurso de mais de 430 quilômetros. Cinco estão em Goiás.

Cada unidade possui equipes e viaturas do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), disponíveis 24 horas por dia para atender as solicitações feitas pelos usuários da BR, que podem ser feitas pelo telefone 0800-940-0700. As BSOs definitivas ainda estão em construção e terão estacionamento, banheiros, fraldário, água potável, área de descanso e telefone público.

Já a Concebra, administrada pela concessionária Triunfo, responsável por quase 1,8 mil quilômetros das BRs 060/153/262 (que cortam o Distrito Federal e os Estados de Goiás e Minas Gerais), vai instalar oito SAUs em Goiás, distantes, em média, 50 quilômetros um do outro. Sete deles estão em cidades goianas, com disponibilidade de ambulância, guincho, caminhões de combate a incêndio e demais frota para inspeção.

Segundo a assessoria de imprensa da empresa, o atendimento será sem custos apenas nos primeiros meses, para incentivar os usuários a usarem os serviços e perceberem a importância do trabalho. Não foi revelada a data de início da cobrança.
Ambas as concessionárias dão andamento às obras de recuperação de suas respectivas rodovias, para a eliminação de problemas emergenciais. A roçagem da vegetação nas áreas adjacentes ao acostamento e canteiros centrais de pistas duplas já foi concluída na BR-050 e está sendo realizada nas demais. Também estão sendo colocadas defensas metálicas e placas de sinalização ao longo dos percursos.

PEDÁGIO

As seis praças de pedágio que serão instaladas nos trechos goianos das BRs 050, 060 e 153 administrados pelas duas empresas só iniciarão a cobrança das tarifas no ano que vem, segundo informações de suas respectivas assessorias de imprensa. Conforme as regras estabelecidas no contrato de concessão, a quantia só poderá ser exigida dos usuários quando 10% das obras de duplicação estiverem concluídas.

Dois postos serão instalados na BR-050 em Goiás, nas cidades de Ipameri e Campo Alegre. O valor estabelecido na época da concessão foi de R$ 4,53 a cada 100 quilômetros. Já no trecho da BRs 060/153 que corta o Estado, serão quatro praças de pedágio, em Alexânia, Goianápolis, Piracanjuba e Itumbiara, com tarifa entre R$ 2,80 e R$ 3 por 100 quilômetros.
Os contratos com as concessionárias têm duração de 30 anos e preveem o direito de exploração da infraestrutura da rodovia, com a responsabilidade de fazer a recuperação, operação, manutenção, implantação de melhorias e ampliação de capacidade. As concessões fazem parte do Programa de Investimentos em Logística (PIL), criado pelo governo federal em 2012.

Fonte: Jornal O Popular (Lídia Borges)


Governador Marconi Perillo rebate críticas da oposição goiana sobre empréstimos feitos em sua gestão

13:23 0 Comments A+ a-


“Ninguém empresta dinheiro e realiza operação de crédito com quem não tenha lastro e condições de pagar”, disse o governador

“Faltam detalhes para a assinatura do acordo entre o governo estadual e governo federal que resultará na federalização da Celg”, foi o que afirmou o governador Marconi Perillo (PSDB) após a solenidade da transferência simbólica da capital do Estado para a cidade de Goiás nesse sábado (27/7). Na semana passada o governador se reuniu com a presidente Dilma Rousseff (PT) em Brasília para firmar detalhes.  “Se tudo correr bem, é possível que na próxima semana o acordo seja assinado”, disse o tucano.

Ainda na antiga cidade de Vila Boa, o governador rebateu críticas da oposição em relação aos empréstimos captados pelo Governo do Estado. “Ninguém empresta dinheiro e realiza operação de crédito com quem não tenha lastro e condições de pagar. Fizemos um rigoroso ajuste fiscal, equilibramos as contas e hoje somos um dos Estados mais reconhecidos na sua capacidade de pagamento e de honrar seus compromissos. Durante os meus dois primeiros mandatos, paguei mais de R$ 10 bilhões em dívidas dos outros governos e não pudemos realizar todas as obras de infraestrutura que o Estado precisava”, disse.

Marconi Perillo, que tenta a reeleição em outubro, chamou a atitude dos adversários de “cantilena”, que tentam justificar “suas incapacidades” nas gestões anteriores. “O que percebo é que eles não gostariam que nós estivéssemos realizando tantas obras, tantos investimentos, modernizando definitivamente a nossa infraestrutura”.

Durante passagem pela antiga capital do Estado, o governador, juntamente com aliados políticos, lamentou “que algumas pessoas não reconheçam o esforço e o trabalho” feitos em seu mandato. “Eu sou candidato para continuar esses investimentos e para honrar todos esses compromissos”, finalizou.

Fonte: Jornal Opção


CMTC está proibida de multar empresas de ônibus em caso de atrasos nas linhas

13:21 0 Comments A+ a-


Decisão liminar se estende até que seja melhorada a infraestrutura do trânsito de Goiânia

Por decisão liminar do juiz substituto em segundo grau Wilson Safatle Faiad a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) encontra-se impedida de lavrar novas multas por descumprimento de horários das viagens em desfavor das empresas de ônibus que mantêm o transporte coletivo de Goiânia e Região Metropolitana. A decisão foi divulgada nesta segunda-feira (28/7) no site do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) e vale enquanto não forem feitas obras que melhorem a infraestrutura do trânsito na capital. Neste interim, a fiscalização continuará sendo feito normalmente no que se refere à quantidade de viagens e frota usada para atender à demanda, cabendo à companhia lavrar multas.

O magistrado ressaltou na decisão que o mérito será analisado futuramente, após a instrução do recurso, “onde, num juízo mais aprofundado, possa-se alcançar um veredicto seguro e definitivo”.

As empresas beneficiadas com a decisão são: Rápido Araguaia, HP, Viação Reunidas e a Cooperativa de Transporte do Estado de Goiás, que haviam ajuizado ação em que pleitearam tutela antecipada para suspender as multas sobre atrasos nas linhas sob argumento de que os atrasos estão relacionados a fatores externos à conduta do motorista, como trânsito lento, congestionamento, dentre outros. Em primeiro grau, a 1ª Vara da Fazenda Pública Municipal de Goiânia se manifestou favorável, mas a CMTC entrou com recurso na segunda instância, o que não foi acatado pelo juiz.

Fonte: Jornal Opção (Ketllyn Fernandes)


Concurso: Goiás tem 177 oportunidades

13:16 0 Comments A+ a-


A Fundação Integrada Municipal de Ensino Superior de Mineiros (Fimes), em Goiás, abriu edital de concurso público com 20 vagas em dois cargos de nível médio, sendo 5 vagas para agente de atendimento e 15 vagas para agente de serviço administrativo.

As inscrições, cuja taxa é de R$ 70, estarão disponíveis das 7h de 11 de agosto até às 20h de 29 de agosto, e poderão ser feitas no site www.unifimes.edu.br

As provas serão aplicadas em dia, horário e local a serem oportunamente divulgados pela Fundação de ensino.


Indiara

A Prefeitura de Indiara lançou edital com 64 vagas para candidatos de nível fundamental, médio e superior, com salários que vão de R$ 724 a R$ 1.458 e por carga horária de 30 a 40 por semana.

As oportunidades são para auxiliar de serviços gerais, auxiliar de secretaria, motorista II, monitor, operador de computador, professor PII – pedagogia, psicólogo e nutricionista.

As inscrições custam entre R$ 50, R$ 60 e R$ 90 e podem ser feitas a partir de 1º até dia 22 de agosto nos sites itame.com.br e indiara.go.gov.br. A aplicação das provas objetivas está prevista para dia 27 de setembro.

Os candidatos aos cargos de serviços gerais deverão passar por teste de aptidão física. Os candidatos ao cargo de professor II (pedagogia) aprovados nas provas objetivas farão prova de redação na segunda etapa do certame.

Serão reservadas 5% das vagas para portadores de necessidades especiais. O gabarito com os resultados da prova objetiva está previsto para ser divulgado no dia 29 de setembro.

Abadia de Goiás

A Prefeitura de Abadia de Goiás lançou edital de concurso. O certame propõe 93 vagas para candidatos de todos os níveis de escolaridade, com salários que vão de R$ 733,25 a R$ 2.500,00. A organizadora responsável é a Torres Advogados Associados Ltda.

As oportunidades são para auxiliar de serviços gerais, gari, motorista, pedreiro, vigilante, agente de endemias, agente de saúde, auxiliar administrativo, técnico em enfermagem, técnico em radiologia, biólogo, enfermeiro, professor, entre outros.

As inscrições devem ser realizadas, de 18 de agosto a 5 de setembro, através do site www.torresadvogadosassociados.com.br ou solicitado no local das inscrições, das 8 às 11 horas e das 13 às 17 horas, na Prefeitura de Abadia de Goiás – Avenida Francisco de Paiva Silva, s/n – APM – Jardim Nova Abadia. As taxa de inscrição vão de R$ 20 a R$ 75.

As provas teóricas e específicas, provavelmente serão aplicadas dia 19 de outubro. Haverá prova de títulos para todos os cargos de Nível Superior.

O prazo de validade do concurso será de 2 anos, podendo ser prorrogado por igual período, contado da data de sua publicação e da homologação e, a critério da Administração Municipal.

Fonte: Jornal O Hoje


Elaboração de projeto do BRT Norte-Sul é prorrogada

13:05 0 Comments A+ a-


A Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) prorrogou por mais um ano a finalização do Projeto Executivo do Corredor BRT Norte-Sul. O contrato sofreu aditivo e a empresa contratada tem novo prazo de um ano para entrega do projeto, ao custo de pouco mais de R$ 5 milhões. O vencimento começará a ser contado a partir do dia 1º de agosto, próxima sexta-feira. A licitação para a escolha da empresa responsável pela construção da obra estava marcada para o dia 9 deste mês, mas foi adiada quatro dias antes pela Comissão Permanente de Licitação da CMTC, sem previsão de nova data.

A coluna Xadrez tentou contato com o coordenador do Grupo Executivo do BRT, Ubirajara Abud (foto), mas não obteve resposta até o fechamento. O projeto tem previsão de corredor exclusivo com 26 quilômetros de extensão, tendo início no Terminal Cruzeiro do Sul até o Terminal Recanto do Bosque, na região noroeste de Goiânia. A Prefeitura assinou convênio com o governo federal para o repasse de R$ 390 milhões destinados ao empreendimento.

Fonte: O Hoje


Gigantes do Samba em Goiânia - Atlanta Music Hall

13:22 0 Comments A+ a-


Data: 04/10/2014
Local: Atlanta Music Hall
Site: www.atlanta.art.br

SPC e Raça Negra anunciam projeto Gigantes do Samba, em que vão excursionar juntas e realizar pelo menos 30 shows até o fim de 2014. Integrantes dividirão o mesmo palco em show que deve ter três horas e setlist entre 40 e 50 músicas.

Ingressos:

Em Breve

Pontos de Venda:

- Boungaville
- Stand 3º Piso
- Rival Calçados
- Tkts Express Contato: (62) 8406-4949

- Ingressos On line
www.bilheteriadigital.com/atlanta


Lixo: Convênio com Estado é suspenso

13:18 0 Comments A+ a-


Problema em conta fez depósito do governo para compra de caminhões ser devolvido

A aquisição de 23 caminhões compactadores para a coleta de lixo de Goiânia por um convênio entre Prefeitura e Estado está suspensa pelo menos até o fim das eleições deste ano. Pelo acordo, o Estado cederia R$ 5,66 milhões ao Paço em duas parcelas, sendo a primeira até o dia 5 de julho e a segunda um mês depois, para auxiliar no serviço de coleta de lixo. A primeira parcela chegou a ser depositada em uma conta da Prefeitura no Banco do Brasil, mas teve o valor estornado. Após isso, encerrou-se o prazo para o repasse de valores pelo Estado em virtude da legislação eleitoral.

De acordo com o secretário da Casa Civil, José Carlos Siqueira, a primeira parcela de cerca de R$ 2,8 milhões foi depositada, primeiramente, no dia 3 de julho e estornada. Tentou-se o novo depósito no dia 4 e novamente ocorreu o estorno. Como o prazo final para o repasse da valor, de acordo com a lei eleitoral, era no dia 5 de julho, o Estado se recusou a fazer novo depósito, já que o governador Marconi Perillo (PSDB) tenta a reeleição. Para Siqueira, o período eleitoral é válido até a posse do governador eleito e, só então, seria possível realizar o convênio, ou seja, só em 2015.

No entanto, o diretor do Tesouro Municipal, Paulo Roberto Carrion, entende que um dia após as eleições de outubro o depósito poderá ser realizado. De acordo com Carrion, a conta do Banco do Brasil foi aberta em maio pelo Paço justamente em virtude do convênio para a aquisição dos caminhões compactadores. O acordo havia sido anunciado em abril, quando a capital vivia o auge da crise pela falta da coleta de lixo, em função da menor quantidade de caminhões atuando no serviço. Mas desde que a conta bancária foi criada não houve movimentação financeira.

Como a assinatura do acordo se deu no dia 30 de junho, entre o prefeito Paulo Garcia e o secretário Siqueira, a tentativa dos depósitos nos dias 3 e 4 de julho não se deu porque a conta apresentou inconformidade, como se estivesse suspensa, já que não havia movimentação financeira. No dia 7 de julho, a segunda-feira posterior aos depósitos, a Prefeitura contatou o Estado sobre o problema, mas a resposta foi a de que não poderia mais repassar o dinheiro, já que a legislação eleitoral proibiria. A Prefeitura alega que, assim, terá de esperar o fim do período eleitoral para comprar os caminhões.

A HL Locadora seria a empresa responsável por vender os caminhões compactadores à Prefeitura e condicionou o repasse da primeira parcela do pagamento com a entrega dos veículos. Assim mesmo, para que os caminhões pudessem atuar haveria um tempo mínimo para isso, que seria de 30 dias. Ou seja, os caminhões seriam entregues, no mínimo, em agosto deste ano, quando o segundo repasse seria efetuado. Agora, se o repasse estadual ocorrer em outubro, os novos caminhões só estariam à disposição no mês de novembro. Pelo acordo, a Prefeitura daria uma compensação de R$ 200 mil.

ATRASOS

Carrion, em contrapartida, afirma que a suspensão do convênio não deve atrapalhar a coleta de lixo em Goiânia, já que os contratos de aluguel dos caminhões com a empresa HL Locadora vão continuar em vigor. Os veículos adquiridos, mais novos, iriam substituir os mais antigos, alugados. Na edição de ontem, O POPULAR mostrou que a população goianiense voltou a conviver com os atrasos na coleta de lixo em função dos constantes estragos nos veículos alugados pela Prefeitura. Desta forma, boa parte da frota passaria mais tempo na oficina mecânica e isso ocorreria porque os caminhões estavam sobrecarregados.

Os veículos alugados, ainda de acordo com a reportagem da edição de ontem, foram fabricados de 2011 para cá, mas estragam constantemente em especial na embreagem e sistema de suspensão. Caminhões mais novos, em tese, poderiam ter maior durabilidade e melhor tempo de recuperação. A Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), por outro lado, nega que os atrasos na coleta estejam resultando em acúmulo de lixo na capital. A companhia afirma que todos os dias tem coletado uma média de 1.300 toneladas por dia, que é o número comum na cidade. Na edição de ontem, O POPULAR mostrou diversos locais com lixos acumulados na capital.

Em relação ao conserto dos caminhões, a Comurg também informa que não há um problema. Segundo a companhia, a entrega das peças pedidas para os reparos ocorre de acordo com a disponibilidade do mercado. A demora no conserto dos caminhões também seguiria o ritmo natural das oficinas mecânicas, dependendo da complexidade do problema que o veículo possui.

15 novos caminhões devem começar a rodar

A Comurg deve receber até 15 novos caminhões no fim da próxima semana, sendo 10 deles garantidos, por um contrato de empréstimo de 3 anos com a MT Locadora, em que os veículos passam a ser da Prefeitura após este período.

Neste contrato, o Paço adquiriu 27 caminhões que terão entregas escalonadas. Os primeiros dez, a chegar no final da semana, serão trazidos de Santa Bárbara de Goiás, a 42 quilômetros de Goiânia. Os motoristas vão até o interior na próxima semana, para treinamento. Já em relação aos 40 caminhões adquiridos via licitação realizada no ano passado e que estão no pátio da Planalto Indústria Mecânica, a Comurg informa que os primeiros veículos devem ser entregues também no final da próxima semana.

A companhia diz que no máximo 5 caminhões serão entregues por já estarem prontos depois de testados e remodelados. O POPULAR apurou, no entanto, que a entrega escalonada desses caminhões ocorre por um acordo financeiro entre as partes.

Fonte: Jornal O Popular (Vandré Abreu)
Foto: Ricardo Rafael

Capital é transferida para cidade de Goiás

13:14 0 Comments A+ a-


Tradicional evento político, que também marcou aniversário de 287 anos da antiga capital, foi comandado por Marconi Perillo

A transferência simbólica da capital para a cidade de Goiás, evento que ocorre desde 1961 por decreto do então governador Mauro Borges, repetiu-se neste sábado com a instalação dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e a tradicional homenagem de entrega da Comenda Ordem do Mérito Anhanguera a pessoas que se destacaram na prestação de serviços a Goiás e que lutaram contra a ditadura militar instalada no País em 1964.

As solenidades são presididas pelo governador Marconi Perillo, que, desde sexta-feira, encontra-se na cidade participando de vários eventos que marcam as festividades pelos 287 anos do município. Instalado no Palácio Conde dos Arcos, o governador iniciou a agenda reunindo-se com a prefeita Selma Bastos (PT). Em seguida, visitou o Asilo São Vicente de Paulo, instituição que tem, entre suas maiores mantenedoras, a Organização das Voluntárias de Goiás (OVG).

Marconi foi recebido pela direção do asilo, assistiu a uma encenação protagonizada pelos internos e recebeu homenagens. Diretora da instituição, a irmã Maria Lúcia agradeceu o apoio da OVG. Ela também manifestou agradecimento à primeira-dama Valéria Perillo, que “tem sido uma pessoa sempre presente e pronta a nos ajudar”.

A prefeita Selma Bastos destacou o carinho e a determinação da presidente da OVG em ajudar o asilo e demais atividades sociais na cidade. Sugeriu o nome de Maria Pires (mãe de Marconi) para a UTI do Hospital Pedro de Alcântara. A prefeita afirmou ainda sentir “respeito e admiração” pelo governador.

O tucano disse lamentar que a primeira-dama Valéria Perillo (em viagem) não estivesse presente. “Esta é a 11ª primeira vez que transfiro a capital para a cidade de Goiás. Em dez oportunidades, a Valéria esteve comigo. E todas as vezes que ela vem a Goiás, faz questão de visitar o Asilo São Vicente de Paulo”, salientou. O governador agradeceu as manifestações de carinho à sua mãe e a ela atribuiu a “forte influência em nossas ações sociais”.

O Asilo São Vicente de Paulo comemorou 105 anos de existência nesta sexta-feira. Foi fundado em 1909 pelas irmãs dominicanas e religiosos vicentinos. Atualmente, acolhe 75 idosos e portadores de deficiências mentais. A instituição oferece alimentação, fisioterapia, apoio psicológico, atividades ocupacionais, de lazer e recreação.

Ainda na sexta-feira, o governador participou de missa na Igreja Matriz de Santana. Em seguida, ao lado da prefeita Selma Bastos, cortou o bolo comemorativo ao aniversário da cidade na Praça do Coreto e encerrou a noite congratulando-se com a comunidade na quermesse promovida pela diocese nos fundos da igreja.

Fonte: Jornal O Hoje