2 de junho de 2014

Transparência: Goiânia é a quarta pior capital em ranking


Em ranking que mede a transparência nas contas públicas, divulgado ontem pelo site da Associação Contas Abertas, Goiânia teve nota de 2,81 (de 0 a 10) e ficou com a quarta pior colocação entre todas as capitais brasileiras. A intenção da entidade é avaliar a facilidade do cidadão acessar as informações dos gastos de prefeituras e Estados. “A ideia é que qualquer cidadão, entendendo ou não de contas públicas, possa encontrar as informações desejadas nos portais dos seus governos”, explicou o secretário-geral do Contas Abertas, Gil Castello Branco, em entrevista ao site da entidade.

Goiânia só ficou à frente de São Luís, Campo Grande e Aracaju, respectivamente. A maior nota foi de Recife, com 8,7. Um relatório disponibilizado no site do Contas Abertas mostra, dentre outros problemas, falta de detalhamento da execução orçamentária, a lista de credores da Prefeitura e informações sobre patrimônio. “Não é possível identificar, por exemplo, o que será comprado, o preço e quem será o fornecedor.”

O ranking também trouxe informações sobre a transparência nas administrações estaduais. Em comparação com a Prefeitura, o Estado, que tem nota 4,78, é melhor avaliado, mas não ocupa uma posição cômoda: é décimo nono entre todas as 26 unidades da federação. A liderança ficou com o Espírito Santo, que obteve 8,96.

Para elaborar o ranking, foram avaliados o conteúdo, a frequência de atualização das informações, a série histórica e a facilidade de acesso aos dados. O Índice de Transparência utiliza como base a Lei Complementar 131, que determina que todos os entes da Federação das três esferas de poder disponibilizem na internet informações sobre a execução orçamentária e financeira.

Fonte: Jornal O Popular