12 de junho de 2014

Aparecida foi a que mais investiu entre as cidades goianas


Entre as cidades goianas, Aparecida de Goiânia foi a que mais realizou investimentos. É o que revela o Anuário MultiCidades – Finanças dos Munícipios do Brasil, publicado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP). Aparecida investiu R$ 120,4 milhões, superando pela primeira vez a Capital, que realizou investimento na ordem de R$ 91,5 mi. Anápolis aparece em terceiro, mesma posição ocupada desde 2008, com R$ 88,3 milhões. Os dados são referentes a 2012 e formam o estudo com base em informações da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os investimentos realizados pela Prefeitura de Aparecida representam 21,6% de participação na despesa total do município, o dobro em comparação à taxa por intervalo populacional – de 200 a 500 mil habitantes –, que foi de 11,9%, na qual se enquadrava a cidade no período do levantamento, porque desde julho de 2013, Aparecida é considerada pelo IBGE cidade de grande porte por ter ultrapassado a marca de 500 mil habitantes. O estudo revela ainda que a participação dos investimentos na despesa total de Goiânia foi de apenas 3,3% e Anápolis,13,2%.

A única variação negativa de 2011 para 2012 foi de Goiânia, com 29,4%. Aparecida teve variação positiva de 17,4% e Anápolis, 11,7%. No ano anterior ao ano da última eleição municipal, Goiânia havia investido R$ 129,6 milhões; Aparecida, R$ 102,6 milhões; e Anápolis, R$ 79 milhões.

O secretário da Fazenda de Aparecida, Carlos Eduardo de Paula Rodrigues, admite que a evolução se deve ao fato de o município ter atualizado o Cadastro de Imóveis em 2012 com a realização da aerofotometria em 2011. Mesmo sendo ano de eleição, o prefeito Maguito Vilela, que disputou e venceu a reeleição, aplicou o reajuste na Planta de Valores, que se encontrava desatualizada há cinco anos.

“Isso foi fundamental para deixar Aparecida numa situação fiscal especial, possibilitando investimentos novos em benefício da população”, sublinhou o secretário.

Município está à frente de sete capitais

No ranking nacional liderado pela maior cidade do País, Aparecida é a 37ª, à frente de sete capitais brasileiras – Florianópolis (SC), Aracaju (SE), Goiânia (GO), Palmas (TO), Boa Vista (RR), Maceió (AL) e Rio Branco (AC) – e de cidades do Estado de São Paulo, como Osasco, Paulínia, Ribeirão Preto e Campinas.

Aparecida, que há pouco tempo era conhecida como cidade-dormitório, tem conseguido se destacar, principalmente, no tocante à gestão dos recursos públicos, enquanto municípios vizinhos, que arrecadam até mais que ela, passam por dificuldades financeiras.

Em 2013, a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) revelou que apenas 84 cidades brasileiras possuem gestão fiscal de excelência. Entre elas, apenas três municípios goianos – Aparecida, Alto Horizonte e Rio Verde. Esse indicador foi um dos que possibilitaram que Aparecida figurasse recentemente entre as melhores cidades para o negócio, conforme a revista Exame.

Na pesquisa “As melhores cidades para os negócios”, realizada pela consultoria Urban Systems e publicada na revista Exame (30/04), o município goiano aparece em 7º lugar, com uma nota de 5,77, numa escala de zero a 14. Parauapebas (PA) é a 1ª, com nota 7,46.

Em 2012, em pesquisa sobre o poder de consumo da população brasileira na atual década, Aparecida apareceu em quarto lugar em potencial de consumo entre as cidades de regiões metropolitanas. À frente dela, apenas três cidades paulistas: Guarulhos, Osasco e São Bernardo do Campo.

Fonte: Diário de Aparecida