30 de junho de 2014

Festa do Divino Pai Eterno: Devoção que supera limites



Movimentação bastante intensa na Rodovia dos Romeiros já no primeiro fim de semana do evento religioso

O sol, o calor, o frio ou as limitações físicas não são empecilhos para os romeiros do Divino Pai Eterno que percorrem a pé o trecho de aproximadamente 18 quilômetros da rodovia GO-060, entre Goiânia e Trindade. O caminho é marcado por oração, reflexão e solidariedade entre os fiéis, que motivam os companheiros de jornada e emprestam curativos para aqueles que ficam com os pés calejados.

A rodovia dos romeiros ficou lotada na manhã do primeiro domingo da romaria. O número de fiéis que caminhavam rumo à terra santa parecia maior do que nos anos anteriores, quando o movimento costuma ser maior no último final de semana da festa. Não é possível traçar um perfil. Homens e mulheres de todas as idades, crianças, adolescentes e atletas de diversas cidades e Estados.

Da capela Nossa Senhora de Lourdes, no Setor Veiga Jardim, em Aparecida de Goiânia, saíram cerca de 60 pessoas, que se revezavam na missão de levar a imagem da santa. No caminho eles rezaram o terço e cantaram diversas canções católicas. Com o grupo estava o aposentado Antônio Ferreira dos Santos, de 66 anos. “É o sexto ano que a comunidade se reúne para fazer a romaria. Vim agradecer pelas bênçãos recebidas e também pedir proteção para minha família.”

Com o Santuário Basílica lotado, os fiéis cansados se ajeitavam como podia, até mesmo no chão, para acompanhar a missa.

Na sala dos milagres é possível de ver o olhar de fé e esperança no rosto dos visitantes que passam por ali para fazer pedidos, agradecer ou até mesmo por curiosidade. A dona de casa Joselita Pereira de Souza Almeida, de 61 anos, saiu de Cristalina para deixar ali uma foto do neto Marcos, de 6 meses, que sofre de problemas cardíacos. “Fui atendida diversas vezes e tenho fé de que o Divino Pai Eterno irá curá-lo. ”

A mesma fé levou a camareira Raimunda Nonata Fernandes da Silva, de 39 anos, a firmar uma promessa, que cumpre com gratidão há dez anos. Ela saiu de sua casa, no Parque Santa Rita, por volta das 5 horas e depois de caminhar os mais de 20 quilômetros, subiu a rampa do santuário de joelhos e foi até a imagem original do Divino Pai Eterno. “Minha mãe sofreu um derrame e ficou algum tempo acamada, mas hoje ela está curada, não teve nenhuma sequela. A dor que sinto não é nada perto desta benção.”

Pelo terceiro ano seguido, o casal Lúcio Domingos Leal Costa, bancário, de 30 anos, e Laura Lima Ribeiro, de 36, saem de Barra do Garças (MT) para visitar Trindade e já semeiam o hábito para a filha de 9 anos, que também percorreu à pé o trecho entre Goiânia e a terra santa. Em frente ao Santuário, eles aproveitaram para amarrar uma fitinha em frente à capela dedicada à Nossa Senhora. “Aproveitamos este momento para orar, cantar, rezar o terço, pedir e também agradecer as bênçãos recebidas”, conta Costa.

Festa prossegue com missas e novenas

A Festa do Divino Pai Eterno prossegue até domingo com a realização diária de missas, novenas, oração do terço e confissões na Igreja Matriz e no Santuário Basílica.

No próximo dia 2, quarta-feira, será realizada a 1ª Romaria da Solidariedade. Os integrantes dos grupos que desenvolvem ações sociais vão sair às 15 horas do trevo de Goiânia, seguir os 18 quilômetros a pé pela Rodovia dos Romeiros e participar da Novena Solene, às 20 horas, em Trindade. Na quinta-feira, 3 de julho, às 9 horas, acontece a Romaria dos Carros de Boi, com bênção às 9 horas.

Fonte: Jornal O Popular