8 de maio de 2014

Novos PMs começam a atuar nas ruas de Goiânia


Os 1,1 mil policiais militares aprovados no último Concurso Público da Polícia Militar de Goiás (PMGO) começaram nesta quarta-feira, dia 7, o Estágio Operacional, momento de formação em que os soldados praticam as atividades de segurança nas ruas de Goiânia. Antes, todos frequentaram o Curso Teórico durante seis meses. A solenidade de início das atividades em campo aconteceu às 8h30 desta quarta-feira, na Praça Cívica, centro da capital, com as presenças do governador Marconi Perillo; o secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita; o comandante Geral da Polícia Militar, coronel Silvio Benedito Alves, e demais autoridades.
O Governo de Goiás também entregou à PM novos equipamentos. Foram distribuídos 13 mil cintos que são parte das guarnições oficiais, três mil coletes reflexivos e mil capacetes anti-tumulto. “Nós estávamos indo às ruas com as boinas pretas. Agora, com esses capacetes, teremos mais segurança de ir a campo, porque eles são feitos com tecnologia para combate, material altamente resistente”, explicou o comandante Silvio Alves. Outros três mil capacetes já estão em fase licitatória.

O governador Marconi Perillo enfatizou na solenidade, não só a importância da formação dos novos policiais, mas a presença de mais de mil novos soldados nas ruas. “Apenas em quatro meses, já incluímos 3,3 mil homens e mulheres nas forças policiais. Por isso, quero pedir aos soldados aqui presentes que deem tudo de si, na defesa da nossa sociedade e no combate à todo tipo e espécie de criminalidade”. Aumentar a segurança do cidadão também foi o ponto abordado pelo secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita. “Nós só aumentamos a sensação de segurança com o policiamento nas ruas. E com mais 1,1 mil homens, essa visibilidade vai aumentar. Por isso, é importante sempre buscarmos o maior número de efetivo possível e o nosso aperfeiçoamento”.

Para o comandante Geral da PM, coronel Alves, o momento do estágio supervisionado é de suma importância para que os soldados exerçam a função de polícia ostensiva. “Eles iniciaram a formação no dia 9 de janeiro. Quatro meses de intensas aulas teóricas e praticando o manual de procedimento padrão. Agora, serão mais de 600 horas nas ruas, com supervisão. Garantimos que no momento da formatura deles, que está marcada para 18 de setembro, todos estarão aptos a exercerem a função de polícia ostensiva”.

O Estágio Operacional terá a duração de três meses e todos os soldados serão monitorados por seus oficiais, divididos em equipes. Depois, a nova tropa volta à academia, para mais um mês de orientações. Antes das ruas, no Curso Teórico os novos soldados da PM tiveram 30 disciplinas, com 1.380 horas de aulas presenciais e mais 420 horas de cursos a distância. Entre as disciplinas, temas como ética policial, gerenciamento de crise, policiamento comunitário, prevenção e repressão às drogas, primeiros socorros, direitos humanos, armamento e questões de direito.

Dados disponibilizados pelo Comando de Tecnologia da Informação (CTI), apontam crescimento dos principais indicadores de produtividade da corporação. Nos primeiros quatro meses deste ano, a Polícia Militar deflagrou 14,4 mil operações e realizou mais de 188 mil abordagens em Goiás. Comparando com mesmo período de 2013, a corporação elevou em 47,2% o número de operações. Só em Goiânia, a PM realizou mais de quatro mil operações. As operações policiais englobam bloqueios em vias públicas; saturação em terminais; ações em bares, boates e mocós; combate aos crimes de corrupção, tráfico de drogas e contrabando; fiscalização em rodovias e outras ações preventivas realizadas diariamente.

Fonte: Portal 730