1 de maio de 2014

Governo libera recursos para Prefeitura de Goiânia comprar caminhões de lixo


Com objetivo de auxiliar a Prefeitura de Goiânia a regularizar a coleta de lixo, o governador Marconi Perillo determinou, em caráter emergencial, a liberação de recursos para compra de caminhões compactadores.
O Governo de Goiás irá repassar R$ 5,8 milhões para a Prefeitura, que entrará com contrapartida de R$ 200 mil para compra dos veículos. Convênio entre estado e município será assinado nos próximos dias.

Prefeitura

Por meio de nota encaminhada à imprensa, a Prefeitura de Goiânia informa que 29 caminhões compactadores da empresa Metropolitana retomaram, nesta quarta-feira (30), a coleta de lixo na Capital. A empresa responsável pelos veículos paralisou o serviço devido ao atraso nos pagamentos.

Ainda de acordo com a nota, na próxima sexta-feira (2), outros 20 caminhões compactadores, que foram alugados em caráter emergencial irão auxiliar na coleta de lixo da cidade.

Coleta de lixo será normalizada em junho, afirma presidente da Comurg

A coleta de lixo, em Goiânia, deve ser normalizada apenas no início de junho. A previsão é do presidente da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), Nelcivone Melo. Durante entrevista à Rádio 730, ele reconheceu os problemas enfrentados pelo goianiense. “Todo mundo percebe. Está escancarada a questão de uma coleta de lixo deficiente.”

Há apenas onze dias no comando da Comurg (após Luciano de Castro ser afastado por improbidade administrativa), Nelcivone destaca que o número de caminhões compactadores utilizados pela Companhia não é suficiente para manter a capital limpa.

“A Comurg vem passando por uma crise e, no momento, nós estamos trabalhando com uma frota insuficiente para coletar 100% do lixo produzido na cidade”, explica.

Os problemas na coleta de lixo surgiram com o vencimento do contrato de uma das empresas que prestam serviço à Prefeitura. “Desde então estamos trabalhando com frota reduzida. Estamos completando essa frota com caminhões comuns (carroceria e caçamba), mas eles não têm a mesma eficiência que os caminhões compactadores”, aponta.

Nelcivone Melo anunciou que novos caminhões foram comprados e estão sendo montados para serem colocados na coleta, mas os veículos devem começar a operar apenas em junho “Existem quarenta caminhões comprados. Estamos trabalhando para que essa frota nova comece a operar no começo de junho”.

Fonte: Portal 730