3 de abril de 2014

R$ 16: Parque Mutirama aumenta valor do ingresso


Brincar no Parque Mutirama ficará mais caro a partir do próximo sábado. A peço da entrada subirá de R$ 10 para R$ 16%, um aumento de 60%. O reajuste, segundo a direção do parque, será para cobrir os custos operacionais do parque. O diretor-presidente do Parque Mutirama, Jairo Gomes, diz que desde a reabertura, em junho de 2012, o valor de R$ 10 por ingresso não cobria os custos operacionais. “Não é um aumento abusivo, é uma adequação. E continua sendo simbólico, pois é muito barato pagar esse valor para andar quantas vezes quiser em 28 brinquedos”, argumenta.

Segundo Gomes, 92% do público pagante do Mutirama são beneficiados com a meia entrada, pagando atualmente apenas R$ 5. “É muito pouco para um parque com a qualidade que nós temos hoje. Investimos em manutenção preventiva, para aumentar a segurança, no conforto das famílias”, diz. O diretor-presidente compara a qualidade do centro de diversões da capital goiana com o famoso complexo de parques temáticos de Orlando, nos Estados Unidos: “O paisagismo do Mutirama hoje é digno de Disney”, exagera.

A arrecadação do Mutirama, segundo o diretor-presidente, fica bem abaixo dos custos de operação e manutenção. Com uma média de 3.600 pagantes por mês, o parque arrecada entre 160 mil e 180 mil, enquanto as despesas mensais somam entre R$ 325 mil a R$ 337 mil. Para funcionar plenamente, o parque tem cerca de 60% das despesas custeadas com ajuda do tesouro municipal. “A ideia não é o Mutirama dar lucro”, diz Gomes.

No entanto, para cortar gastos, em agosto do ano passado a administração do centro de lazer reduziu horário de atendimento durante a semana. O parque, que funcionava de terça-feira a domingo, passou a abrir a partir de quarta-feira, e com horário reduzido em uma hora nos dias úteis, das 10 às 17 horas. Nos fins de semana o horário foi mantido, das 9 às 19 horas. Gomes afirma que a procura de pagantes nos dias de semana é baixa, principalmente pela manhã. De quarta a sexta-feira, o Mutirama recebe, gratuitamente, alunos de cinco escolas públicas por dia.

Fonte: Jornal O Popular